Atenção, população! Militares devem estourar greve no Maranhão

Por Luís Pablo Política
 

Greve da PM-MA

Tudo indica que a assembleia realizada, nesta quinta-feira (30), por policiais militares para discutir ações em prol do seu piso salarial, resultará em greve. Os PMS ficaram bastante insatisfeitos com o reajuste dado pelo Governo do Estado, que mesmo sabendo da insatisfação da categoria não demonstrou interesse e nem sinalizou qualquer diálogo.

Tentando intermediar a crise, já instalada entre Governo e Policia Militar, os deputados Sousa Neto, Junior Verde e Cabo Campos, conseguiram segurar a votação sobre reajuste concedido por Flávio Dino, mas sem um posicionamento do Governo fica difícil segurar a greve.

Vale lembrar que o atual governo sempre foi a favor da política do extremismo, antes como oposição incentivavam greves apenas com o intuito de desgastar o Governo Roseana. Hoje, os deputados da oposição, como por exemplo o parlamentar Sousa Neto, caminham para que isso seja evitado, pensando primeiro no bem estar e segurança da população e não em brigas políticas como era praticado pelo atual governo enquanto oposição.

Além dos militares, acontece também assembleia com centenas de policiais civis que, assim como os militares, seguem insatisfeitos com o valor salarial e devem levar ao Governo proposta da categoria. Greve também parece ser uma alternativa forte por lá em caso de não entendimento com o Governo.

O negócio tá feio e ainda assim o “ Governo da Mudança” continua achando que têm feito grandes avanços na Segurança Pública do Estado.

Não tem jeito! MP pede indisponibilidade de bens da prefeita de Matões

Por Luís Pablo Política
 

Prefeita Suely Torres

Prefeita Suely Torres

O Ministério Público do Maranhão, por meio da Promotoria de Justiça de Matões, ingressou com Ação Civil Pública com pedido de liminar contra a prefeita do município, Suely Torres e Silva, e o Secretário Municipal de Educação, Oziel Silva Oliveira. A ação, de 28 de abril, é resultado de investigações em que a promotoria constatou ilicitudes cometidas em 2009, quando os requeridos eram ordenadores de despesas da Administração Direta do Município de Matões.

De acordo com a promotora de justiça Patrícia Fernandes Gomes Costa Ferreira, os então gestores apresentaram prestação de contas irregular (Acórdão PL-TCE nº 470/2013) e deixaram de publicar instrumento de contratos e seus aditamentos na imprensa oficial. Também foi apurado que houve fragmentação de despesas para reforma e ampliação de escolas.

Na Ação Civil Pública, a promotora explica que as irregularidades ferem os princípios constitucionais da legalidade, publicidade e da probidade administrativa, causando prejuizo ao erário.

A ação requer condenação da prefeita de Matões, Suely Torres e Silva, e do Secretário Municipal de Educação, Oziel Silva Oliveira, nas sanções previstas na Lei de Improbidade Administrativa: ressarcimento integral do dano; perda da função pública; suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos; pagamento de multa civil e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais pelo prazo de três anos.

A promotora entrou com pedido de liminar para indisponibilidade dos bens de cada um dos requeridos, no valor da multa de R$ 42.006,12 a ser imposta em caso de condenação.

Ainda com base na investigação, a Promotoria de Justiça de Matões ofereceu Denúncia, na mesma data, contra os dois gestores.

Em caso de condenação, serão enquadrados nas penas dos seguintes crimes: adquirir bens, ou realizar serviços e obras, sem concorrência ou coleta de preços, nos casos exigidos em lei (art. 1º, inciso XI, do Decreto Lei nº 201/67); dispensar ou inexigir licitação fora das hipóteses previstas em lei e frustrar ou fraudar, mediante ajuste, combinação ou qualquer outro expediente, o caráter competitivo do procedimento licitatório, com o intuito de obter, para si ou para outrem, vantagem decorrente da adjudicação do objeto da licitação (arts. 89 e 90 da Lei nº 8.666/93).

A condenação acarreta na pena de detenção de três meses a três anos, pagamento de multa, perda de cargo e a inabilitação, pelo prazo de cinco anos, para o exercício de cargo ou função pública, eletivo ou de nomeação.

É HOJE!!! Doidim de Mossoró e Filhinho de Papai na Lagoa House

Por Luís Pablo Política
 

A Casa de Show Lagoa House, em São Luís-MA, vai promover uma grande festa na noite de hoje, dia 30. O cantor e compositor Mayko de Castro, mais conhecido como “Doidim de Mossoró”, junto com a banda Filhinho de Papai, entre outras atrações, prometem muita agitação.

Ex-vocalista da banda “Forró dos Plays”, Doidim de Mossoró se apresentará pela primeira vez em carreira solo, na capital maranhense.

Festa

Governistas confirmam que contrato milionário do Detran-MA é fraudulento

Por Luís Pablo Política
 
Plenário da Assembleia Legislativa do Maranhão

Plenário da Assembleia Legislativa do Maranhão

O indeferimento da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Maranhão, solicitado pelo deputado Edilázio Júnior (PV) para que o Tribunal de Contas do Estado (TCE) informe a prestação de contas do município de Fernando Falcão, confirmou que a denúncia da oposição sobre a fraude no contrato milionário do Detran-MA com a empresa BR Construções é verdadeira.

Após ter o pedido indeferido pela Mesa da Assembleia, o deputado oposicionista recorreu ao plenário da Casa e aguarda a votação para que o requerimento seja aprovado pelos deputados.

As informações da solicitação dizem respeito a existência ou não, de algum serviço prestado à Prefeitura de Fernando Falcão pela empresa BR Construções – como atestou em documento o prefeito Adailton Ferreira Cavalcante -, alvo de denúncia judicial por possível favorecimento no contrato com dispensa de licitação, firmado junto ao Detran.

A decisão da base do governador Flávio Dino de negar o requerimento de Edilázio é a prova cabal que há um esquema entre o órgão do governo com a empresa que é ligada ao agiota Dedé Macedo – um dos financiadores da campanha do governador do Estado.

Quem não deve, não teme!

Morre menina Laura, vítima de acidente envolvendo motorista embriagado

Por Luís Pablo Maranhão
 

G1MA

Laura Burnett Marão

Laura Burnett Marão

Morreu, na manhã desta quinta-feira (30), a menina Laura Burnett Marão, de 8 anos, que estava internada na Unidade Terapia Intensiva (UTI) do UDI Hospital, em São Luís. A informação foi confirmada pela assessoria do hospital. Ainda de acordo com o hospital, Laura Burnett passou por uma cirurgia durante a madrugada, mas não resistiu.

Ela, o irmão gêmeo e o pai ficaram feridos, na madrugada do último domingo (26), em um acidente provocado pelo motorista Carlos Diego Araújo Almeida, de 22 anos, que dirigia sob efeito de álcool, segundo a polícia.

Acidente

O acidente aconteceu na Avenida Jerônimo de Albuquerque, quando a família seguia de carro com destino ao Aeroporto de São Luís. O veículo parou em um semáforo e foi atingido em cheio pelo motorista Carlos Diego Araújo Almeida, que ainda bateu em outro carro.

De acordo a Secretaria Estadual da Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA), o motorista perdeu o controle da direção porque dirigia sob efeito de álcool. Carlos Diego Araújo Almeida foi conduzido ao Plantão Central do Cohatrac, onde se recusou a fazer o teste do bafômetro, mas confessou ter bebido. Ele foi autuado em flagrante e liberado após pagamento de fiança.

Dia das mães

No ano passado, Laura Burnett participou de uma campanha do Dia das Mães, fazendo homenagem a sua mãe. A campanha foi promovida pela Loja Villa. Clique e veja:

Pedro Lucas pede regulamentação salarial dos Agentes de Saúde de São Luís

Por Luís Pablo Política
 

Vereador Pedro Lucas Fernandes

Vereador Pedro Lucas Fernandes

Por unanimidade, foi aprovado nesta semana, o Requerimento do vereador Pedro Lucas Fernandes (PTB), para que seja cumprida a lei 12.994/2014, que regulamenta o pagamento do piso salarial dos Agentes Comunitários e de Endemias de São Luís. “Entendemos que todos os agentes precisam desse nivelamento constando nos demonstrativos de vencimentos – hoje pagos pelo Sistema Único de Saúde – garantindo-lhes aquilo que é de pleno direito”, afirmou o parlamentar.

Em consonância com a determinação federal, o vereador Pedro Lucas atendeu às reivindicações feitas pelos próprios agentes em seu gabinete e deliberou o requerimento aprovado hoje pela Câmara Municipal.

A Lei nº 12.994, de 17 de junho de 2014, alterou a Lei nº 11.350/2006, para instituir o piso salarial profissional nacional e diretrizes para o plano de carreira dos Agentes Comunitários de Saúde e dos Agentes de Combate às Endemias.

“Sabemos da sensibilidade do Executivo Municipal de São Luís para fazer valer em nossa cidade essa regulamentação que só irá valorizar toda uma classe que trabalha para melhorar a qualidade de vida da nossa população”, finalizou o vereador Pedro Lucas Fernandes.

“Vão ter que fazer CPI para todos os deputados”, diz Andrea Murad sobre investigação de campanha eleitoral

Por Luís Pablo Política
 

Deputada Andrea Murad

Deputada Andrea Murad

A deputada estadual Andrea Murad (PMDB) reagiu ao saber da movimentação do deputado Marco Aurélio (PCdoB), que começou a colher assinaturas para instalar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a campanha eleitoral da peemedebista.

Em conversa com o titular do Blog do Luis Pablo, Andrea disparou: “Se forem investigar campanha eleitoral, vão ter que fazer CPI para todos os deputados”.

A peemedebista disse que vai ocupar a tribuna para falar sobre o assunto e adiantou, que, nenhuma forma intimidadora dos aliados da base do governador Flávio Dino vai fazer ela parar de fiscalizar o governo.

CPI – O objetivo do deputado estadual Marco Aurélio é investigar os contratos da Secretaria de Saúde do Estado com a PMR Táxi Aéreo. Os governistas acusam o ex-secretário Ricardo Murad, pai da deputada Andrea, de ter usado a estrutura da pasta na campanha eleitoral para a filha utilizar as aeronaves.

Em sua defesa na semana passada, Andrea Murad disse que as acusações da base aliada não tem fundamento. “É só observar o prefixo da foto do helicóptero que me acusam de ter usado, com o prefixo do helicóptero que eu realmente andava. É uma coisa totalmente diferente”, disse Andrea.

Imagina só uma CPI sobre a campanha eleitoral de todos os deputados – que tem telhado de vidro? É bomba, bomba e bomba!

Sousa Neto mostra força e PTN será oposição ao Governo Flávio Dino

Por Luís Pablo Política
 

Deputado Sousa Neto e Thiago Milhim

Deputado Sousa Neto e Thiago Milhim

Por essa o deputado Alexandre Almeida não esperava, o seu partido PTN vai fazer oposição ao Governo Flávio Dino. A determinação é da Executiva Nacional do partido.

O deputado estadual Sousa Neto (PTN) ganhou a queda de braço com Almeida e conseguiu o controle do partido no Estado para fazer oposição ao governo.

Sousa mostrou força e será o novo presidente estadual do PTN no estadual. O parlamentar conseguiu o comando do partido através da articulação do ex-senador José Sarney e da ex-governadora Roseana Sarney, com o presidente Nacional do PTN, José de Abreu.

O parlamentar irá protocolar amanhã no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão a nominata que garante ele no comando estadual do partido. Sousa Neto vai oficializar o posicionamento da legenda junto com o delegado nacional do PTN, Thiago Milhim.

Tragédia em Bacuri completa um ano e indiciada por mortes continua no governo

Por Luís Pablo Política
 

BacuriContinuando com as famosas “promessas”, o governador Flávio Dino segue achando que pode levar o povo maranhense com a barriga.

Após ser questionado sobre a nomeação da ex-secretaria municipal de educação de Bacuri, Celia Vitoria Neri Silva, indiciada por homicídio, Flavio disse que não sabia do caso e que iria a averiguar a situação.

Até hoje, data em que completa 1 ano da tragédia, Celia Neri continua ocupando alto cargo no governo.

A ex-secretaria foi indiciada pela morte de 8 estudantes que eram transportados em pau-de-arara para o povoado de Madragoa, no dia 29 de abril do ano passado, foi nomeada como adjunta do cerimonial do Palácio dos Leões, no dia 15 de janeiro deste ano.

Resta saber quais serão as providências que o governador Flávio Dino irá tomar no caso de Célia. Porque 365 dias é tempo suficiente pra que ele comprove que nomeou uma pessoa indiciada por homicídio de menores de idade, e continua mantendo-a em sua administração.