Família de Jackson Lago dispensa nota de pesar dos Sarney

Por Luís Pablo Política
 

A guerra das oligarquias no Maranhão parece não ter terminado com a morte do ex-governador Jackson Lago . A família de Lago, ainda muito abatida com o acontecido na segunda-feira, afirmou durante o velório do político na sede do PDT, em São Luís, capital maranhense, dispensar a nota de pesar enviada pelo presidente do Senado, José Sarney , inimigo declarado de Jackson.

O ex-chefe da Casa Civil do Maranhão e ex-deputado estadual do PSDB, Aderson Lago, primo do ex-governador, não economizou nas críticas à nota enviada pelos Sarney e não fez questão de esconder o clima de hostilidade e rivalidade que reina entre as famílias.

– A máfia que mata é a mesma que manda flores, faz elogios e vai ao enterro – disse.

Ainda de acordo com a família de Jackson Lago, o político nunca se recuperou do processo de cassação que sofreu enquanto estava no poder, em 2009.

– Desde então ele mostrou-se abatido e sua saúde nunca mais foi a mesma – disse Antônio Carlos Lago, irmão do ex-governador.

O corpo de Jackson Lago chegou no final da tarde desta terça-feira à sede do PDT. Durante todo o cortejo, do aeroporto ao local do velório, a população, emocionada, prestou homenagens ao ex-governador, agitando bandeiras do PDT e do estado do Maranhão, numa demonstração de carinho.

O trânsito próximo à sede do partido foi interrompido pela PM, causando um enorme engarrafamento nas proximidades. O enterro está marcado para as 10h desta quarta-feira, no cemitério dos Vinhais.

Descanse em paz Jackson Lago…

Por Luís Pablo Política
 

Por volta das 18h00, o corpo do ex-governador Jackson Lago chegou a sede do PDT, no Centro de São Luís, onde está sendo velado.

Na sede do PDT estão milhares de pessoas que acompanharam o cortejo, entre elas autoridades, como: o presidente da Assembleia Legislativa, Arnaldo Melo, o prefeito de São Luis, João Castelo, acompanhado da primeira dama, Gardênia Castelo, e os demais parlamentares, Rubens Pereira Júnior, Bira do Pindaré, Neto Evangelista, Valeria Macêdo, Rogério Cafeteira, André Fufuca, Alexandre Almeida, Fabio Braga, Magno Bacelar, Marcos Caldas, Vianey Bringel e Gardeninha Castelo, entre os demais vereadores: Ivaldo Rodrigues e Severino Sales, acompanhados de autoridades partidárias: Weverton Rocha, Edson Vidigal, Roberto Rocha, Clodomir Paz, Graça Paz, e Julião Amin.

O corpo está sendo velado na área aberta da sede do partido. Uma tenda foi improvisada no local, caso de chuva. Os familiares ficaram cerca de 20 minutos, para depois liberarem a entrada das autoridas, imprensa e populares presentes no local.

Morre a mãe do deputado Léo Cunha

Por Luís Pablo Maranhão
 

Doença maldita – Depois da morte do ex-vice presidente José Alencar e do ex-governador do Maranhão Jackosn Lago, o câncer fez mais uma vitima.

Desta vez, foi a mãe do deputado estadual Léo Cunha (PSC). Ela estava internava no hospital São Rafael, localizado na cidade de Imperatriz e faleceu nesta manhã, por volta das 10h.

Vice-prefeito de Olinda Nova e seu irmão tem prisão preventiva decretada

Por Luís Pablo Polícia
 

A Justiça do Maranhão decretou mandados de prisões preventivas contra o vice-prefeito de Olinda Nova, Antônio Martins Gomes, o Antônio Gentil, e o irmão dele, o empresário e fazendeiro, Manoel Martins de Jesus Gomes, o Manoel Gentil, que até o momento não foram localizados pela Polícia.

Também estão com os mandados de prisões preventivas Josuel Sodré Saboia, o ex-policial Sabóia, e Irismar Pereira, o Uroca. Eles são acusados do assassinato do lavrador quilombola Flaviano Neto, 45 anos, morador da comunidade quilombola do Charco, em São Vicente de Férrer. O crime aconteceu no dia 30 de outubro do ano passado. Flaviano foi morto a tiros, em uma estrada, voltando de um bar, onde chegou a conversar com os envolvidos no crime.

Já estão presos, em São Luís, o executor do crime, Irismar Pereira, e o intermediário, o ex-policial militar Josuel Sodré Saboia, detido no início de fevereiro deste ano, no bairro do Anjo da Guarda, na capital maranhense.

Habeas Corpus – O empresário Manoel Gentil Gomes, suspeito de ser o mandante da execução do lavrador quilombola Flaviano Neto, conseguiu, no dia 23 de fevereiro deste ano, alvará de soltura no Tribunal de Justiça do Maranhão. A decisão foi do desembargador Antônio Bayma Araújo.

De acordo com o desembargador, a prisão temporária do suspeito não era necessária, já que a apuração dos fatos já tinham sido feitas. Segundo ele, a prisão temporária de um suspeito só se justifica quando ele pode alterar provas, fugir, enquanto a investigação está ocorrendo.

Manoel Gomes foi preso em São João Batista, e permaneceu na cela por 24 horas.

Motivação do Crime – Segundo as investigações da polícia, a motivação do crime teria ligação a questão de posse de terras. As 70 famílias da comunidade remanescente de quilombo lutam na Justiça pela posse de 1,4 mil hectare de terra, que o empresário e a família dizem que pertence a eles. Fonte: Portal Imirante.

Palácio dos Leões pede cabeça de repórter da Globo

Por Luís Pablo Política
 

O repórter de rede da TV Globo, Honório Jacometto, que há alguns meses vinha denunciando através de reportagens especiais o caos instalado no Maranhão, não é mais o enviado especial da emissora dos Marinhos no Estado.

De acordo com informações, sua cabeça teria sido pedida pelo alto escalão do Palácio dos Leões à Rede Globo. O motivo seria a série de matérias que ele vinha produzindo sobre os descasos que vem acontecendo no Estado.

A gota d’água, segundo relatou uma fonte do blog, foram as recentes reportagens sobre a interdição do acesso principal ao terminal de passageiros do aeroporto internacional Marechal Hugo Cunha Machado, em São Luís. Essa é recompensa para aqueles que tentam mostrar a verdade.

(Com informações do blog de John Cutrim)

Depois da campanha eleitoral, Wellington do Curso tenta parar avanço da concorrência

Por Luís Pablo Política
 

Do blog de Marcelo Vieira

Em 2010, enquanto se preocupava com sua eleição para deputado federal(conseguiu uma suplência) o empresário Carlos Wellington, dono do Curso Wellington, viu a multiplicação e avanço de seus concorrentes. O mais novo deles é o Curso Palavra Exata, que antes só preparava alunos com deficiência em português e redação.

Para tentar estancar o avanço da concorrência, o empresário Carlos Wellington resolveu expandir sua área de atuação. Inaugurou, na Cohab, num prédio de sua propriedade, a terceira unidade do Curso Wellington.

O jovem empresário que sonha com o poder da política, parece não ter se abalado com os gastos pós-campanha e com os tempos difíceis.

A ordem é avançar, seja lá a que preço for. Ou então, correrá o risco de ser engolido pelos adversários, justamente no ramo em que foi pioneiro em São Luís.

Corpo de Jackson Lago sairá em cortejo fúnebre pelas ruas de São Luís

Por Luís Pablo Política
 

O corpo do ex-governador Jackson Lago chega a São Luís às 15h00, em vôo da TAM que deve sair às 11h15 de São Paulo.

Ao chegar ao aeroporto, o corpo de Jackson sairá em cortejo fúnebre pelas ruas de São Luís num carro do Corpo de Bombeiros. O trajeto seguirá pela Avenida Guajajaras, Cohab, Anil, Avenida dos Franceses, Alemanha, Avenida Luís Rocha, Camboa, Praça Maria Aragão, Refesa, Rua 7 de Setembro até a esquina com a Rua dos Afogados, de onde seguirá carregado pelos cadetes até a sede do PDT.

O enterro acontece às 10h da manhã de quarta-feira no Parque da Saudade, no Vinhais.