Com direito a drama no fim, Peixe conquista o bi em cima do Timão

Por Luís Pablo Política
 

Do Globoesporte.com

Jogadores do Santos com a taça de campeão paulista de 2011

Foi dramático, como final normalmente é. Chuva fina, campo molhado, falhas de goleiros. Nervosismo, tensão e, finalmente, explosão. O Santos é bicampeão paulista.

Um título histórico, o primeiro conquistado em uma decisão de fato na Vila Belmiro. E mais especial ainda para os santistas: em cima do Corinthians, o maior rival.

A vitória por 2 a 1, neste domingo, na Vila Belmiro (o jogo de ida, domingo passado, no Pacaembu, havia sido 0 a 0), deu ao Peixe seu 19º título estadual e confirmou a vocação vitoriosa da nova geração de Meninos da Vila, capitaneada por Neymar.

Senador Edison Lobão Filho permanece na UTI em São Paulo

Por Luís Pablo Política
 

Edison Lobão Filho

O senador maranhense Edison Lobão Filho (PMDB), ao desembarcar em São Paulo, na tarde deste domingo (15), foi levado para o Hospital Israelita Albert Einstein, na zona sul de São Paulo e, encaminhado diretamente para Unidade de Terapia Intensiva – UTI.

O senador chegou no Aeroporto de Congonhas por volta das 12h30, acompanhado da esposa, Paula Lobão e do médico Alexandre Guilherme, a bordo de um avião da Força Aérea Brasileira, cedido pela presidente Dilma Rousseff.

Segundo boletim do hospital, divulgado às 16 horas, Lobão Filho está sob sedação, respirando com ajuda de aparelhos e sem repercussões cardiovasculares.

Lobão Filho passou por uma avaliação ortopédica, sob os cuidados do médico Dr. Marcos Knobel e o diretor de prática médica Dr. Oscar Fernando Pavão dos Santos.

Articulação: PT e PMDB fazem reunião para discutir eleições de 2012

Por Luís Pablo Política
 

Agência Brasil

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, informou que terá um encontro na quarta-feira (18), em Brasília, com o presidente nacional do PMDB, senador Valdir Raupp, para discutir a política nacional e os rumos dos dois partidos nas eleições municipais de 2012.

Falcão teve na manhã de hoje (15) sua primeira reunião como presidente do PT com as lideranças do partido no estado do Rio de Janeiro. Do encontro, no auditório do Sindicato dos Bancários, no Centro do Rio, participaram deputados federais e estaduais, o senador Lindbergh Farias e o ministro da Secretaria das Relações Institucionais, Luiz Sérgio.

“Nós começamos pelo Rio uma caravana de viagens que se estenderá a outras capitais, com o objetivo de fortalecer o partido para as eleições de 2012. Isso passa pelo debate da reforma política e também pela definição de uma tática eleitoral que, mantendo nossas alianças, nos permita conservar as prefeituras que hoje temos, aumentar nossa participação em cidades estratégicas, e ampliar as bancadas de vereadores”, disse o presidente nacional do PT.

Segundo Rui Falcão, o partido quer discutir com os aliados, como o PMDB, políticas públicas e programas que estejam em sintonia com o projeto nacional do PT.

O político informou ainda que terá uma reunião nesta segunda-feira (16), em São Paulo, com o ex-governador paulista José Serra (PSDB). O encontro, solicitado pelo político oposicionista, servirá para tratar da questão do voto distrital.

“Ele quer debater comigo a ideia de testar já na eleição de 2012 o voto distrital em cidades com mais de 200 mil eleitores. É uma proposta com a qual nós estamos de acordo, então vamos dialogar com ele”, disse. O presidente do PT também confirmou que vai se reunir na próxima sexta-feira (20), com o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD).

Policias e Professores podem se confrontar no Palácio dos Leões

Por Luís Pablo Política
 

Em primeira mão – do blog de John Cutrim

Em Assembléia Geral realizada na manhã deste domingo (15) no Convento das Mercês, os professores da rede estadual de ensino, em greve há 76 dias, decidiram por maioria manter a paralisação.

Ao retornarem para o acampamento montado em frente ao Palácio dos Leões (residência oficial da governadora Roseana Sarney), os educadores tiverem uma surpresa: foram recebidos pela tropa de Choque da Policia Militar, formada por 12 viaturas, a cavalaria e mais de 30 policiais, que neste momento querem remover as barracas armadas e expulsar os professores do local.

O clima em frente ao Palácio agora é bastante tenso. A PM já se arma com bombas de gás e armas de bala de borracha para um eventual confronto. Há crianças e mulheres no acampamento. Alguém precisa urgentemente tomar uma providência. A qualquer momento pode haver um conflito de maiores proporções.

Tumulto no show de Djavan…

Por Luís Pablo Política
 

Centro de Convenções Governador Pedro Neiva de Santa

Ontem (14), o show do cantor Djavan, uma das maiores vozes da Música Popular Brasileira – MPB. Foi um verdadeiro tumulto.

O evento foi realizado no auditório do Centro de Convenções Governador Pedro Neiva de Santa, anexo ao Multicenter Sebrae, em São Luis.

O motivo do tumulto foi porque a produção do Marafolia, responsável pelo show, informou que o espetáculo iniciaria às 21h, inclusive em seu site e vários meios de comunicação.

Precavendo-se, o público começou a chegar mais cedo, para assegurar uma melhor visão do show, pois os ingressos não eram por cadeiras numeradas.

Ao chegar no local, as portas estavam fechadas. O público começou a se aglomera na entrada do show, causando uma desorganização.

A falta de esclarecimento por parte da produção começou à irritar as pessoas que começaram a invadir as filas, causando desespero nos seguranças responsáveis pelo controle do local. Foi uma arruaça.

Finalmente quando abriram as portas do Centro de Convenções, o show que foi marcado para às 21h só começou às 23h, com 2h de atraso.

Ao iniciar a apresentação do show, o público revoltado deu uma sonora vaia quando foram anunciar os patrocinadores e organizadores do evento.

Defesa de Battisti pede ao STF suspensão urgente de prisão

Por Luís Pablo Mundo
 

Portal IG

Cesare Battisti

A defesa do italiano Cesare Battisti pediu nesta sexta-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF) a suspensão urgente de sua prisão, em um recurso apresentado durante a ausência do relator do caso, Gilmar Mendes, que votou por sua extradição e se encontra no exterior.

O pedido foi encaminhado para Marco Aurélio Mello, magistrado que foi contra a prisão de ex-ativista italiano e, que perante a ausência por 30 dias ou mais do relator titular, ficou facultado para atender o caso.

Os advogados de Battisti aproveitaram a ascensão na hierarquia do caso do magistrado Mello, que era o segundo suplente como relator, pois a magistrada Ellen Gracie, a primeira substituta de Mendes, também está em uma missão fora do país.

Battisti, que se encontra detido desde 2007 em uma prisão de Brasília, foi condenado a cadeia perpétua por quatro assassinatos cometidos nos anos 1970 na Itália, quando era membro do grupo Proletários Armados pelo Comunismo.

O pedido de suspensão apresentado pela defesa se fundamenta no “excesso do prazo de prisão”, considerada pelos advogados como “ilegal” e por esse motivo a solicitação não foi encaminhada como um recurso de “liberdade provisória”.

Chegada do senador Lobão Filho para São Paulo está prevista para 13h

Por Luís Pablo Política
 

Edison Lobão Filho

Conforme o blog já havia informado desde ontem (reveja). O senador maranhanse Edison Lobão Filho, o Edinho (PMDB), deixou as dependências do UDI Hospital, em São Luis, de onde seguiu viagem para o Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

Edinho está acompanhado da sua esposa, Paulinha Lobão e do médico Alexandre Guilherme que acompanha o estado do senador desde a entrada no UDI Hospital.

O senador foi levado até o aeroporto Marechar Cunha Machado por uma unidade móvel da UDI, no inicio da manhã deste domingo (15).

Lobão Filho foi para São Paulo em um jato da Força Aérea Brasileira (FAB), o VC 99C2560, que saiu do aeroporto de São Luís á 10h. A chegada do senador está prevista para 13h.

Ontem (14), familiares do senador, sua esposa Paulinha Lobão, seus filho Tatiana e Lucas, seu pai o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, passaram do dia todo no UDI Hospital acompanhado todos os procedimentos médicos, que constaram uma “boa evolução clínica”.

Câmara: união de gays, tudo bem. Adoção de crianças…

Por Luís Pablo Política
 

O Globo

A Câmara dos Deputados apoia a união estável entre homossexuais, mas está dividida em relação ao direito desses casais de adotar crianças. Levantamento feito pelo GLOBO na última semana mostra ainda que associar a palavra “casamento” à união entre gays é um tabu, mas os deputados reconhecem que a homofobia deve ser considerada um crime.

Entre segunda e sexta-feira, o GLOBO ouviu 320 dos 513 deputados. Desses, 228 cravaram voto a favor da união estável, 86 foram contra, 30 não se manifestaram. Os votos foram registrados em cédula, por telefone e e-mail. Integrantes de todos os partidos foram consultados.

A ampla maioria que aprova a união estável, direito reconhecido em última instância pelo Supremo Tribunal Federal há uma semana, não se repetiu quando o assunto é adoção. Indagados se casais gays devem ter direito a adotar crianças, 145 disseram “não”.

Outros 154 apoiam a ideia. Hoje, os homossexuais conseguem na Justiça autorização para adotar crianças, mas o nome de apenas um dos parceiros pode aparecer na certidão da criança.

Boa parte dos entrevistados referendou a proposta de criminalizar a homofobia. Projeto sobre o tema já foi aprovado na Câmara dos Deputados e agora depende de votação no Senado.

O texto sofreu alterações e, se aprovado, retornará para novo aval dos deputados. Na enquete feita pelo GLOBO, 217 são a favor de tornar crime as manifestações de preconceito contra homossexuais.

Prefeito de Bequimão deixa o município abandonado

Por Luís Pablo Política
 

Prefeito Antônio Diniz

Os moradores do município de Bequimão andam revoltados com o prefeito Antônio Diniz, pela sua constante ausência no cidade.

O município encontra-se abandonado, devido a péssima administração do atual gestor. A região está um descaso nas áreas da Saúde, Educação e Infraestrutura.

O prefeito corre risco de ter suas contas reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado – MA, por várias irregularidades administrativas.

Segundo informações, Antônio Diniz está sendo investigado por desvios de verbas federais e irregularidades de notas fraudulentas.

Um grupo político que faz oposição ao prefeito está preparando um dossiê da sua administração pra entregar para o Ministério Público.

Bomba: aliado de Sarney é alvo da PF

Por Luís Pablo Política
 

Da ÉpocaDos índios para o cacique

Vista do Parque Nacional de Tumucumaque, no Amapá, e o senador Gilvam Borges (no destaque)

Os índios daquela região são frágeis diante de doenças simples no resto do Brasil. Gripes tornam-se sentenças de morte, casos isolados de sarampo provocam epidemias devastadoras. É por tais razões que a saúde da população indígena requer variados cuidados, a cargo do Estado – tudo o que não se encontrou nas aldeias do Amapá e do norte do Pará. Ao fim da vistoria, a força-tarefa constatou que ao menos 20 índios haviam morrido por negligência no atendimento médico. Impôs-se, então, uma pergunta: se o governo federal remete milhões de reais para que os índios sejam atendidos, como tantos morreram nas mais degradantes condições imagináveis? Onde foi parar o dinheiro?

Para responder às perguntas, a PF abriu inquérito. E pediu à Controladoria-Geral da União (CGU) uma auditoria sobre o uso de verbas federais na saúde indígena. Num relatório de 389 páginas, a CGU comprovou o que se suspeitava: fraudes em licitações, compras de remédios e outros produtos com preços acima dos praticados no mercado, além de pagamentos indevidos por serviços não prestados. A CGU calculou só o prejuízo financeiro em R$ 6,2 milhões. Entre 2005 e 2009, a Funasa gastou R$ 34 milhões com saúde indígena.

Senador Gilvam Borges ao lado do presidente do Senado, José Sarney

A Funasa, como quase todo órgão público, tem dono. Nos últimos anos, ela foi dividida entre PT e PMDB. No Amapá, onde aconteceram os crimes, a Funasa pertence à esfera de influência do senador Gilvam Borges, aliado da família do também senador José Sarney. Ambos são do PMDB. Gilvam é um político folclórico, conhecido no Congresso mais por andar de sandálias que por suas ideias. Em 2009, descobriram que nove parentes de seu principal assessor foram nomeados para cargos no Senado. Gilvam deve o mandato à Justiça Eleitoral, que cassara o ex-governador João Capiberibe, seu adversário. Seus tempos no Senado, porém, estão chegando ao fim. Com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de não aplicar a Lei da Ficha Limpa nas eleições de 2010, Capiberibe deverá assumir o mandato.

Os relatórios da CGU expõem a influência do senador Gilvam nas atividades da Funasa no Amapá. O caso mais significativo envolve um convênio firmado em 2006 entre a Funasa e uma ONG, a Associação dos Povos Indígenas do Tumucumaque (Apitu). Em três anos, a Apitu recebeu R$ 6 milhões da Funasa. Segundo a CGU, o prejuízo para os cofres públicos nesse convênio chegou a R$ 2,8 milhões. O assombro não está na dimensão dos desvios, mas no destino final deles. Depois de receber os recursos do governo, a Apitu repassou R$ 667 mil à AFG Consultores Ltda. Os serviços, diz o relatório, nunca foram prestados.

A PF quebrou o sigilo bancário da AFG e mostrou o caminho percorrido pelo dinheiro. Das contas da AFG, os recursos saíram para contas dos comitês eleitorais do PMDB no Amapá, a fim de financiar as campanhas a prefeito de dois irmãos de Gilvam. Um deles, Geovani Borges, compartilha o mandato de senador com o irmão: volta e meia, um sai de licença para que o outro exerça o mandato em Brasília. Hoje quem está no Senado é Geovani. Em julho de 2008, ele exercia o mandato de senador quando a AFG passou R$ 150 mil ao comitê de sua campanha à prefeitura de Santana, no Amapá. Esse dinheiro é quase um terço de tudo o que Geovani declarou à Justiça Eleitoral. Com mais detalhes aqui.