Ex-diretora da Marly Sarney continua humilhando funcionários

Por Luís Pablo Maranhão
 

São inúmeras reclamações enviadas pra este blog sobre a falta de respeito da ex-diretora do Núcleo Administrativo, Maria Margarida de Carvalho Neta, do Hospital e Maternidade Marly Sarney.

A ex-diretora foi rebaixada de cargo para Auxiliar Técnio em Saúde (conforme o diário ofícial abaixo), mas Margarida peca grosseiramente no que diz respeito à inabilidade de atribuições inerentes a sua função, sendo desprovida de capacidades técnicas, interpessoais e gerenciais.

Mesmo com a exoneração do seu antigo cargo, a ex-diretora ainda goza de vantagens e se reporta a todos como Diretora Administrativa.

Diário Ofícial do dia 16 de abril

Diário Ofícial do dia 16 de abril

Prefeita de Timon é vaiada em praça pública

Por Luís Pablo Política
 

Socorro Waquim

Ontem (17) a prefeita de Timon, Socorro Waquim (PMDB), passou por um dos piores momentos de humilhação de sua vida pública.

O constragimento ocorreu durante a peça Paixão de Cristo, na praça São José, em Timon.

Antes de começar a encenação, o apresentador anunciou o nome da prefeita para dá algumas palavras, a população que estava presente esperando para assistir a peça, deu uma sonora vaia em plena praça pública.

A prefeita que estava acompanhado de seus aliados, assessores, amigos e familiares, ficou constrangida com a situação vergonhosa que passou.

O evento, foi a estréia de Ulisses Uaquim, filho da prefeita, como coordenador pela Fundação Cultural.

Postos de Saúde de Chapadinha nunca foram concluídos

Por Luís Pablo Política
 

O caos na saúde de Chapadinha não se limita apenas com a situação de descaso com as unidades hospitalares, mas também por falta de ambulâncias, médicos e equipamentos. A falta de compromisso com a execução de obras no setor também é outro grave problema.

O município sob comando da prefeita Danúbia Carneiro tem sido marcado pelo sucateamento da saúde, por uma situação que vem resultando em inúmeras perdas de vida. Não há assistência nas unidades básicas de saúde, o que poderia evitar a superlotação nos corredores do HAPA e HCC.

Em Chapadinha a uma grave denúncia, na situação de várias unidades que deveriam ter sido entregues à sociedade, resultantes de convênios firmados com a Secretaria de Estado da Saúde no ano de 2009. As obras foram licitadas no ano de 2010.

As estruturas abandonadas estão localizadas nos bairros Terras Duras, Corrente e povoado Mangueira.

O valor dos convênios foi orçado em R$ 360.000,00 (trezentos e sessenta mil reais) para as duas unidades dos bairros Terras Duras e Corrente, e R$ 228.000,00 (duzentos e vinte e oito mil reais) para construção do posto da localidade Mangueira, licitado em 23 de junho de 2010.

As imagens abaixo, tiradas nos três locais mostram que as obras estão completamente abandonadas e sem previsão de retomada. O interessante é que os valores citados foram todos sacados pela prefeitura, o que não justifica atrasos, muito menos paralisações.

Posto do bairro Corrente, Terras Duras e localidade Mangueira

Esse descaso que o município vem enfrentando não é de hoje, na última gestão do ex-prefeito Magno Bacelar, marido da atual prefeita Danúbia Carneiro, vários convênios tiveram seus recursos sacados, sendo que as obras não foram executadas.

Podemos citar:

O convênio de N° 475/2007 no valor de R$ 100.000,00, que trata da manutenção da unidade Psico-social;

Convênio de N° 519/2007 no valor de R$ 250.000,00 para apoio financeiro ao hospital Antonio Pontes de Aguiar;

Convênio de N° 633/2007 no valor de R$ 315.000,00 para apoio financeiro para aquisição de equipamentos hospitalares;

Convênio N° 595/2007, no valor de R$ 100.000,00, para apoio financeiro na aquisição de micro-ônibus para o município de Chapadinha;

Convênio N° 611/2007, valor de R$ 150.000,00 a ser destinado ao apoio financeiro para perfuração de um poço e aquisição de uma caixa d’água no povoado Sangue, para implantação de um sistema simplificado de abastecimento, entre outros convênios.

Cabral Marques é homenageado pelo Uniceuma

Por Luís Pablo Política
 

O Centro Universitário Uniceuma homenageou o professor José Maria Cabral Marques, seu primeiro reitor, com o descerramento de um busto. O evento aconteceu na noite de sexta-feira (15), no Salão Nobre da Biblioteca Presidente José Sarney, no campus Renascença. Participaram autoridades, como o deputado estadual Fábio Braga (PMDB), professores, funcionários do Uniceuma e familiares do homenageado.

Antes do descerramento da placa e do busto, a reitora da instituição, professora Cristina Nitz da Cruz fez um resumo da história do professor Cabral Marques, destacando suas inúmeras contribuições na área da educação.

Em nome da governadora Roseana Sarney, o vice-governador, Washington Oliveira, presente à solenidade, destacou a importância do homenageado para o desenvolvimento do Maranhão.

“Parabéns ao professor Cabral Marques e também ao povo do Maranhão, que ganhou o Uniceuma, esta instituição que hoje é reconhecida e respeitada”, disse o vice-governador, que em seguida entregou uma mensagem da governadora nas mãos do professor.

O professor José Maria Cabral Marques tem hoje 81 anos e completará 82 em setembro. A homenagem a ele ocorre por ocasião das comemorações do aniversário de 21 anos do Uniceuma, que foi a primeira instituição de ensino superior particular do Maranhão.

“Para mim é uma satisfação receber esta homenagem em nome desta instituição, que também faz parte da minha história e que vi crescer e se desenvolver”, disse o professor Cabral Marques.

O objetivo de Roseana Sarney para as eleições de 2012

Por Luís Pablo Política
 

O blog teve informações seguras de uma fonte palaciana sobre o objetivo da governadora, Roseana Sarney, em relação ao seu candidato a prefeito de São Luis em 2012.

Muitos blogs e portais divulgaram que Roseana ainda não tem candidato definido para as eleições, devido as pesquisas internas com seus respectivos candidatos terem sido um fracasso.

Segundo informações, o objetivo da governadora é deixar por alguns meses o deputado estadual Roberto Costa (PMDB), na Assembleia Legislativa, onde vem desempenhando um grande trabalho em defesa da população e principalmente defendendo seu governo no legislativo.

No momento certo, Roseana vai mandar o parlamentar se afastar definitivamente do cargo de deputado para assumir a Secretaria de Juvente, onde Costa tem um grande apoio.

A governadora vai dá total apoio e força na pasta, para que o deputado se fortaleça em São Luis. Com isso, lhe lançando como seu candidato a prefeito da capital.

Roberto Costa que tem como padrinho forte, o senador João Alberto (PMDB), onde esteve sempre fiel ao seu lado, tem tudo para ser um candidato de peso nas eleições.

Agora só resta aguarda!

Senador João Alberto, deputado Roberto Costa e a governadora Roseana Sarney

Absurdo: Polícia Militar espanca dona de casa em parada de ônibus

Por Luís Pablo Polícia
 

Ontem por volta das 11:00h, dois policiais militares, o sargento Josenildo e o cabo Ataíde ambos na viatura de nº 0933, lotados no 6º Batalhão da Policía Militar. Estavam fazendo a abordagem de um táxi no Viva Maiobão (que segundo os policiais, haviam recebido denúncias de irregularidades), na ocasião a vitima, Srª. Conceição de Maria, estava esperando uma condução para ir pra sua casa com seu filho de apenas 10 anos, que havia pego na escola.

O fato – os policiais se dirigiram ao taxista, atendendo assim a ocorrência de denúncia, quando a senhora falou da parada de ônibus, de uma forma irônica: “Vai rolar dinheiro”.

O cabo Ataíde imediatamente saiu em direção a parada de ônibus, localizada ao lado do Banco do Brasil, já dando voz de prisão e empurrando a dona de casa e dando golpes violentos de cacetete. Nem a criança escapou das agressões do policial.

O menor de idade da escola Bandeira Tribuzzi, ainda estava fardado. Transtornado com a situação, a criança ao ver sua mãe sendo agredida desmaiou no meio da rua, onde foi socorrido pelas pessoas que estavam no local.

No local haviam 30 testemunhas, que ficaram revoltados e indignados com a situação triste que a mãe e a criança passaram.

Os militares ao saírem do local, o cabo Ataíde dentro da viatura se despediu da população fazendo gestos obscenos.

Após agressão, a vitima e seu filho foram conduzidos na viatura ao plantão central na Cidade Operária, mas o delegado já havia saído para almoçar e ficaram aguardando até às 15:00h sem almoçar, para então serem apresentados ao delegado de plantão.

Várias testemunhas se deslocaram a delegacia para dar apoio moral as vitimas, cerca de 10 pessoas participaram da apresentação da dona de casa ao delegado que ficou perplexo com agressão dos policiais militares.

Ao registrar ocorrência o sistema estranhamente saiu do ar. A vitima conformado com a humilha que passou disse ” É né, vou entregar pra Deus”.

De imediato, as pessoas que estavam lhe servindo de testemunha não aceitaram a impunidade e levaram a dona de casa com seu filho para outra delegacia, a do Cohatrac, aonde prestaram ocorrência e levaram-na para fazer o referido exame com os peritos criminais aonde servirá de provas suficientes para serem punidos os policiais “exaltados”.

Fonte: Blog do Moreira Neto.

 

Dona Conceição de Maria

Criança ainda vestida com a farda da escola mostra uma de suas escoriações

Município de Timon vive um descaso…

Por Luís Pablo Maranhão
 

O município de Timon, sob comando da prefeita Socorro Waquim, está vivendo um verdadeiro descaso na infraestrutura, pela péssima administração que vem fazendo na cidade. Mas não por falta de dinheiro.

No ano de 2010 o acumulado de verbas repassadas, apenas pelo governo federal (não entrando na conta os impostos municipais pagos pelos cidadãos), à cidade de Timon foi de R$ 154.424.141,37 (cento e cinquenta e quatro milhões, quatrocentos e vinte e quatro mil, cento e quarenta e um reais e trinta e sete centavos)

No acumulado do ano de 2011 as verbas repassadas, mais uma vez apenas do governo federal, já somam R$ 23.939.625,31 (vinte e três milhões, novecentos e trinta e nove mil, seicentos e vinte e cinco reais e trinta e um centavos).

Com todo esse dinheiro repassado, Timon se encontra nesta situação. Veja abaixo:

Chuva deixa cidades do Maranhão em situação de emergência

Por Luís Pablo Maranhão
 

Pelo menos seis cidades do Maranhão já decretaram situação de emergência em consequência das chuvas dos últimos meses, segundo boletim da Defesa Civil Estadual. Outras 11 estão sendo monitoradas.

As enchentes e enxurradas na bacia dos rios Mearim, Itapecuru, Tocantins e Parnaíba já afetaram 9.482 pessoas, deixando 4.655 desalojadas (podem contar com ajuda de vizinhos e familiares) e 4.827 desabrigadas (pessoas que perderam tudo e precisam dos abrigos públicos), segundo relatório da Defesa Civil. Ninguém morreu.

Nos últimos cinco dias, todo território do Estado tem sofrido com chuvas. Na tarde de quarta-feira, 13, moradores foram removidos de algumas residências no bairro de Goiabal, em Trizidela do Vale, por conta de risco de desabamento. Uma das casas acabou desabando no fim da noite.

Bomba: Fernando Sarney e o irmão de Olga Simão estão envolvidos em esquema de lavagem de dinheiro

Por Luís Pablo Política
 

Da Revista Época

Fábio Lenza

Houve mudanças em sete dos 12 cargos de chefia da Caixa. A antiga presidente, Maria Fernanda Coelho, pediu demissão após a quebra do PanAmericano, o banco do empresário Silvio Santos, de que a Caixa se tornara sócia. Ela era contra a operação, uma transação com características políticas, feita de cima para baixo. Todos os diretores contrários a esse negócio saíram. Mudaram-se os nomes, às vezes mudam-se as nomenclaturas dos cargos. O que não muda, porém, é a influência do PMDB no banco. Hoje, essa influência personifica-se em Fábio Lenza, o discreto vice-presidente de Pessoa Física da Caixa.

Lenza cuida das operações com cartões de crédito, mas já passou por outros cargos de chefia. É funcionário de carreira da Caixa, uma carreira que deslanchou no começo do governo Lula, graças, de acordo com executivos do banco, a um empurrãozinho especial: a família de Lenza tem ligações com a famiglia do presidente do Senado, José Sarney.

A secretária de Educação do Maranhão, Olga Simão, é irmão de Fábio Lenza.

Uma sobrinha de Fábio está empregada no gabinete do senador João Alberto, aliado de Sarney, no PMDB. A mulher de Lenza é gerente de relações parlamentares da Caixa.

O presidente do senado tem uma relação de amizade com Lenza há mais de 20 anos.

Assim que se tornou vice-presidente de Negócios da Caixa, em 2003, Lenza deu início a uma veloz e próspera trajetória como empresário.

Depois de poucos anos à frente de uma das áreas mais rentáveis do banco, Lenza levantou R$ 2,3 milhões de capital para abrir duas incorporadoras, que estão em nome dele e de sua família, e comprou 460 hectares em fazendas no entorno de Brasília.

Numa investigação recente, a Polícia Federal acusou Lenza de envolvimento em um esquema de “tráfico de influência” em várias áreas do governo.

Fernando Sarney

De acordo com a PF, esse esquema seria liderado por Fernando Sarney, filho do presidente do Senado. Os policiais afirmam que Lenza teria mantido, em março de 2008, uma reunião com a incorporadora Abyara na casa do senador José Sarney, em Brasília.

Nessa reunião, Lenza teria sido, segundo a acusação, orientado por Fernando Sarney a ajudar a Abyara a conseguir um empréstimo da Caixa em condições vantajosas. Não se sabe se a Abyara conseguiu o que queria, mas a empresa depositara, meses antes, R$ 2,4 milhões na conta pessoal de uma filha de Fernando Sarney.

O advogado Eduardo Ferrão, que defende Fernando Sarney, disse que não se manifestaria porque a investigação da PF corre sob segredo de Justiça.

Há mais coisas que não se sabem sobre a performance de Lenza na Caixa. Foi sob seu comando que se arquitetou uma operação suspeita, pela qual a Caixa abdicou, em 2007, de receber centenas de milhões de reais em créditos comprados dez anos antes, no âmbito do saneamento do sistema financeiro promovido no governo Fernando Henrique Cardoso.

O dinheiro devido à Caixa somava R$ 1,9 bilhão. Eram créditos comprados do banco gaúcho Meridional, estatizado no governo Sarney e privatizado no governo FHC.

A fazenda Manga Velha é uma das muitas propriedades compradas recentemente pelo vice da Caixa Fábio Lenza.

Trecho de relatório revela a intersecção entre o trabalho público de Lenza e o esquema que, segundo a PF, era comandado por Fernando Sarney

Exclusivo: veja o processo do MPE que pede a cassação de Roseana por assinar R$ 60 milhões em convênios

Por Luís Pablo Política
 

Como o blog já havia anunciado em primeira mão aqui. Que o relator do processo será o ex-presidente da Fundação José Sarney, o advogado José Carlos Sousa e Silva, em que o Ministério Público Eleitoral pede ao Tribunal Regional Eleitoral a cassação da governadora Roseana Sarney por assinar R$ 60 milhões em convênios, através do programa Viva Casa, em 2010, ano em que ela foi reeleita.

Abaixo o blog mostra com exclusividade toda documentação: