Suicídio: Técnica de enfermagem se mata na UTI do UDI Hospital

Por Luís Pablo Política
 

Técnica de enfermagem Leide

Técnica de enfermagem Leide

Na madrugada de hoje, dia 13, uma técnica de enfermagem identificada apenas como Leide suicidou-se dentro da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do UDI Hospital, em São Luís-MA.

Segundo informações, ela teria injetado Dormonid e Fentanil (sedativos), o que resultou em uma parada respiratória.

O corpo da técnica só foi encontrado, quando colegas de trabalho foram fazer um rodízio no plantão. Todos tomaram um grande susto, ao ver que a mulher estava morta.

A direção do hospital deverá se pronunciar sobre o ocorrido.

60 comentários em “Suicídio: Técnica de enfermagem se mata na UTI do UDI Hospital”

  1. Jose João Macedo

    Que Deus receba e perdoe,essa alma que certamente estava em desespero.A depressão,segundo a OMS em 2020 será a segunda doença do mundo.

  2. Gilberto Oliveira

    Esses profissionais que trabalham com vidas, deveriam ser constantemente monitorados por psicologos!
    O maior bem que temos é a VIDA, se em um surto desses ela resolve desligar todos os aparelhos da UTI antes de se matar?
    Acho que os hospitais deveriam ficar mais atentos!

  3. robson

    Muito triste.

  4. mirian

    triste é saber que a mesma perdeu a salvação por completo.

  5. poliana

    Meu Deus….que a alma dela encontre paz e luz…..que seus familiares receba o conforto na graça de Deus

  6. rosemary

    trabalho em um hospital público, também perdi uma amiga assim só que foi na casa, dela ninguém liga pra nós eu mesma fui contaminada dentro do hospital tenho que usar uma luva especial até hoje não compraram as luvas, cada vez que uso as luvas de latex minhas mãos abrem muitas feridas até a agua quando bate doi quando chego em casa não posso fazer nada gasto muito dinheiro com uma pomada que cicatriza as mãos depois volta tudo de novo tenho que trabalhar e assim vai, levei um tombo a 6 anos tenho 3 hernias de disco tomo formina pra aguentar a dor poderia me encostar por invalidez ai perderia as gratificações todas ai desisti e assim nós vamos vivendo esse é nosso fim, hoje em dia estou afastada da enfermagem trabalho na esterelização faço tratamento psiquiatrico tomo remédios pra dormi se não tenho algumas crises, mais quando tomei posse não tinha nada hoje estou em final de carreira saindo doente

  7. Johilma

    Que fraqueza,esta jovem estava muito doente e ninguém percebeu!

  8. Guilherme

    Triste mas uma realidade estatística, a enfermagem está entre as profissões em que mais se ocorre o suicídio, os médicos psiquiatras lideram esse ranking. Carga horaria absurda, salário medíocre e desvalorização, alem de falta de responsabilidade na formação e dos empregadores.

  9. Ana

    Acho que nós profissionais da saúde deveríamos ter acompanhamento de psicólogos, é muito triste ver isso acontecer, principalmente com quem está lidando com vidas! Descanse em paz, que Deus seja com ela!

  10. Carzino

    Gilberto Oliveira você é um IGNORANTE!!!!! Se tivesse um pouco de conhecimento de causa não fazia um comentário infeliz como o seu. A classe da enfermagem trabalha 40 horas semanais por emprego recebendo miséria, com salario variando entre um e dois salários mínimos (técnico de enfermagem) precisando portanto fazer jornada dupla trabalhando em dois empregos ou então se acabando em horas extras para sustentar suas famílias. Essa coitada ai provavelmente estava com problemas pessoais e a jornada excessiva de trabalho junto à baixa remuneração e desvalorização vindo de pessoas como você levaram ela a fazer tamanha besteira. Vá se informar antes de escrever besteira e cobre dos políticos a valorização do pessoal da enfermagem pois com certeza todos um dia precisarão dos cuidados, atenção e calor humano de um.

  11. ALCYLENE BANDEIRA

    triste e a perca da colega.

  12. GKelly

    Que triste.Uma classe que trabalha muito,e recebe pouco…que para conseguir seus objetivos,sai de plantão a plantão para uma vida “digna”…O que levou essa técnica a tal procedimento só Deus para julgar, e pessoas bem próximas… Pq por experiência profissional sem dúvidas ela sabia o grau do procedimento que estava executando…
    Que o Senhor ppermaneça olhando para cada profissional e nos cubra com Sua Destra Fiel.

  13. Antônia Lucia Rondônia.

    Triste muito triste saber que quando precisamos,não encontramos ninguem para nos apoiar;essa é a verdade,trabalhamos tanto e no final da nisso. Descanse en paz querida, que Deus conforte sua família.

  14. Priscila

    A verdade é: Essa profissão é desgastante…Somos peça chave dentro da instituição e não temos valor algum.
    A vida em si já não é fácil…aí quando nos deparamos com os problemas pessoais e profissionais dá nisso….”essa tragédia”.
    Uma pena essa moça não estar viva.
    Muito triste.

  15. Lise

    Depressao e complicado tbm sou da area ainda estudande de enfermagem, e lamentavel

  16. lydia homs

    Very sad

  17. Gilberto Oliveira

    Carzino,

    Creio que você não leu, ou não entendeu o que falei!
    Entendo que o trabalho que os Enfermeiros, Médicos, Técnicos,… é altamento desgastante,… por isso TEM que ser monitorado por psicologos sim!
    Em momento algum entrei no méritos de possiveis motivos que a levaram a tal ato, porém, ela e todos os outros que tratam com vidas se estiverem com depressão ou algo do tipo devem ser afastado da função!

    Lamento sua “indignação”,… mas, minha opnião continua a mesma!

  18. ilma

    Pessoal….. Será que ela se suicídou, ou será que era dependente? Mas independente da resposta, quero deixar minha profunda tristeza. Que pena…. Mas aproveito pra animar vocês
    Sou enfermeira, trabalho num local onde amo estar, e graças à Deus me sinto bem remunerada. Amo o que faço. Torço por vocês.

  19. jurema

    Qdo não sabemos o q é certo ou errado,a melhor opção é calar e não ficar falando besteiras Sr Gilberto Oliveira. Técnicos de Enfermagem e todo pessoal da saúde tbm adoecem sabia? Olhe mais para o seu rabo macaco….

  20. jurema

    Concordo plenamente com vc Carzino

  21. Maria Jeronimo de Souto

    Infelizmente ,os tecnicos de enfermagem que trabalham na rede pública ou privadas não tem acompanhamento psicológico, sao extrmamente cobrados, tem mais de um vinculo
    empregaticio, e cumprem rigorosamente sua carga horaria,são mal remunerados e são despolitizadoss.Sao maioria nos hopitais desse País são os pilares que sustentam os hospitais contudo nao perceberam a força que tem.Ah! Se soubesse a realidade seria outra . lamentável

  22. valquiria

    se não formos fortes fazemos coisas como está,junta problemas pessoais,problemas no trabalho,paçientes principalmente em uti,muitos em estado terminal,com família desesperada,mães que sofrem,nossos salários baixos carga horaria absurdas,tudo junto,só Jesus na causa.

  23. Aule

    O pior de tudo é alguns comentários.

  24. izis

    OLA PESSOAL,
    BOM DIA…
    ME FORMEI EM TECNICA DE ENFERMAGEM,POREM NAO EXERÇO A PROFISSAO.COM ISSO APRENDI A VALORIZAR MAIS O ENFERMEIRO,POIS COM O CONHECIMENTO,PERCEBI QUE NOSSAS VIDAS EM QQ HOSPITAL DEPENDE MUITO DO TECNICO,POIS UM ERRO DELE E FATAL E SE NAO TIVEREM CONHECIMENTO DE DOSAGENS,GOTEJAMENTOS POR MINUTOS ETC,E NAO SABENDO TBM PRA QUE SERVE OS MEDICAMENTOS MINISTRADOS E SE UM MEDICO ERRAR NA QUANTIDADE , A ENFERMEIRA SEM CONHECIMENTO TBM PODE MATAR UM PACIENTE,AI TUDO RECAIRA SOBRE ELA,NE MESMO.POR ESTE E OUTROS MOTIVOS UM TECNICO DE ENFERMAGEM DEVERIA SER MUITO,MAIS MUITO MESMO VALORIZADO ,JA QUE AS NOSSAS VIDAS ESTAO NAS MAOS DESSES PROFISSIONAIS E NAO NAS DE UM MEDICO.
    QUE DEUS ILUMINE ESSA MIGA NOSSA E A PERDOE PELO ATO IMPENSADO.

  25. erinalda

    Bom dia a todos.Uma andorinha só nao faz verao; entao quem sabe chegou a hora da classe tomar uma atitude unanime e ir as ruas por uma melhoria e reconhecimento.Juntos teríamos bons resultados.inagine:Um hospital sem os profissionais por algumas horas.Acredito que teríamos o valor devido.Vamos pensar nisso a ver colegas vitima de fatalidades seja qua for o motivo.ely.tec.enfermagem; mae e pai.dois empregos noturnos;2 folgas por mes;mega esgotada;porem nao tenho outra alternativa.

  26. Gilberto Oliveira

    “quem não discute com um tolo, ganha o seu dia!”

    Vou seguir o conselho da nobre Jurema,… e cuidar do meu rabo de macaco!

    Kkkk

  27. jessica

    Acredito que ele nao falou nenhuma besteira , entendi que os empregadores deveriam cuidar da saùde mental de seus funcionarios, pois doente ela poderia sim ser um risco não so pra ela msma ,mais tb pra os pacientes, depressão eh uma doença grave!

  28. jessica

    Que Deus a tenha em bom lugar…

  29. dianne

    Bom,
    uma triste realidade constante em hospitais, mas q é pouco divulgado….
    ha pouco menos de um mes no hospital montemagno, ocorreu um suicídio também.
    Uma medica de 27 anos se jogou do andar em q trabalhava, por problemas pessoais…
    Ai claro pessoas como o GILBERTO OLIVEIRA, que pensam apenas no próprio umbigo, se quer fica sensibilizado com ta atitude e simplesmente pensa nos pacientes. Mas o que seriam deles se nao fosse a enfermagem?

    infelizmente as pessoas pensam desta forma….
    enquanto o profissional tem saúde para pega-los no colo quando preciso (pq somos uns verdadeiros burros de cargas), esta tudo bem né…
    ai quando necessitamos de ajuda …. Ai complica, pq na opinião dos clientes temos q ser mandados embora como simples objetos … ja que nao prestamos, somos jogados fora, como um objeto q nao tem mais valia..

    E se fosse vc em relação a sua família Sr GILBERTO OLIVEIRA? E se vc adoecesse e ficasse em cima de uma cama? vc gostaria ser menospreçado pela sua família? pq é o que mais acontece com pessoas acamadas, e sobra pra quem? pra enfermagem q é muito mal remunerada para aguentar tanto…

  30. maria

    sou tec enferagem, trabalho em porto alegre, estou com depressão a quase 5 anos e só começei o tratamento fazem 6 meses, meu problema era familiar, mas apos ficar afastada do trabalho percebi o quanto era dificil meu trabalho, mal remunerado,sacrificante,trabalhava muitas horas e muitos dias,dormia mal,e não tinha nenhum apoio psicologico, tanto que fui na psicologa da empresa ela me falou que para meu tipo de depressão ela não podia me ajudar.
    eu estava no fundo do poço estava a um passo do suícidio, mas agora estou medicada e estou um pouco melhor, mais lucida, e fico imaginando o risco que eu estava para meus pacientes, hoje não consigo nem entrar no hospital onde estou afastada, eu que gostava tanto de trabalhar,trabalho desde os 14 anos, hoje com 39 anos,sendo 15 anos na enfermagem. perdi totalmente o prazer pelo trabalho e quase perdi a vontade de viver,fico muito triste com tudo,nós que somos profissionais da enfermagem, só somos lembrados na hora da dor ou da doença e o resto não interessa, as pessoas não percebem que temos sentimento e sofremos também.
    mas não vou ficar no inss o resto da vida,tenho perícia no final do mes e provavelmente vou ganhar alta, cheguei a conclusão que vou pedir demissão,apesar de estar trabalhando na mesma empresa ha 13anos,isso tudo que me deixou assim serviu para dar mais valor ao tempo a vida e a familia. eu entrei em depressão por trabalhar demais e esquecer os filhos, quando percebi meu filho tinha se perdido nas drogas e eu não conseguia fazer nada porque estava tão doente quanto ele, as vezes tinha 3 empregos e ficava quase uma semana sem ir em casa. eu não quero mais isso p mim,pois me sinto muito culpada por tudo e hoje faz 5 meses que não vejo meu filho de 22 anos,tenho um outro de 6 anos e não quero repetir o mesmo erro.era isso porque estou chorando e mesmo com 4 cp de fluoxetina ainda choro muito.obrigado pela atençao todos.

  31. Desempregado

    Deixeu meu currículo na UDI tem uns meses. Agora q abriu uma vaga, devem me chamar.

  32. Sirac2015

    2 casos no mesmo dia…de madrugada tbem aqui em miranda do norte-MA….”Meu senhor e meu deus,eterna é vossa misericórdia!”

  33. Marta

    Meu amigo CARZINO já disse tudo, sou técnica de enfermagem há 14 anos e enfermeira há 04 anos, todos falam em humanização para com os pacientes mas se esquecem de serem humanos com a enfermagem, somos gente cuidando de gente, ademais, será que foi suicídio mesmo??? Alguém já pensou na possibilidade de homicídio?! Precisamos avaliar todas as possibilidades antes de comentar…. Nm sempre o que parece é o que realmente é…

  34. Joana Iria Camara Monteiro Da Silva

    Grnte pelo amor de Deus, ate numa tragedia como essa vcs usam este espaço para discutirem opinioes particulares. Nao importa o motivo pelo qual essa moça deu cabo de sua vida, ate porque em todas as profissoes, religioes, e todos seguimentos da sociedade acontece esse tipo de tragedia. Talves o que a levou a esse triste fim nao tenha nada a ver com a profissao. Ao inves de discutirem suas oponioes apresentem a familia dela a Deus. Para que Deus a conforte.

  35. Ana

    Gilberto, concordo com você.
    Acho que todos os profissionais de saúde deveriam ter acompanhamento psicológico. Pois, lidam com vidas.
    Independente, de remuneração e condições de trabalho.

  36. Valérya

    Lamentável…
    As pessoas se matam de trabalhar e esquecem o valor real da vida. Se eu trabalho te faz mal deixe-o, não se mate por dinheiro, procure um trabalho que você tenha tempo pra você e sua família.

  37. socorro

    Acho que o que GIlberto falou não entenderam pois todos somos pacivos de erros, mas um ser humano depresivo mata. Se realmente todas as empresas tivessem psicólogo, entre outros acompanhamentos tudo seria diferente. Monitoramento do profissional não quer dizer que está contra A nem B. Nós profissionais da saúde precisamos de atenção, precisamos ser ouvido entre outras coisas. Será que só o dinheiro é a base de tudo? Precisamos procurar Deus. O mundo está virado: quem tem quer ter mais e dsir por diante. Nos coloquemos sempre no lugar do outro que air estaremos ajudando alguém. Essa moça Deus perdoará ela. Com certeza.

  38. petynha

    Entendi o que Gilberto queria dizer, em partes tem razão, essa moça precisava de ajuda e acompanhamento, o mais triste de tudo é que quem tira sua vida perde a salvação. Deus conforte e ajude a família dessa linda moça.

  39. cris

    Acredito que na nossa profissão seje mais “facil” adquirir tal doença (depressão)…, pois somos cobrados ao extremo e muito mal remunerados. Saimos de casa e na verdade deixamos nossas familias para cuidar de outras familias (pessoas). Temos uma escala muito estressante e cansativa. E quando ficamos doentes nao servimos mais para aquela instituição. . As pessoas não entendem que trabalhamos na maioria das vezes com a dor e a morte do próximo e isso por mais que tentamos fugir sempre martiriza a nossa cabeça. Fica meus sinceros sentimentos a família dessa jovem, porque independente da causa,eles estao sofrendo a perda.

  40. girleangela

    Não concordo Gilberto acho uma grosseria da sua parte em fazer esse comentário sobre essa profissional . Esse problema poderia acontecer com qualquer profissional todos n
    ós estamos sujeitos a problemas.

  41. Augusta

    Fico triste com o ocorrido, tenho muitos amigos afastados por depressão, fala-se muito em humanização na enfermagem, mas é somente direcionada para os pacientes a enfermagem além de não ser valorizada neste país, quando adoece é simplesmente descartada pela instituição. A maioria das vezes nem o próprio paciente que é cuidado com todo carinho e atenção da enfermagem não a valoriza, foi isso que fez com que me afastasse dos hospitais e graças a Deus hoje estou bem se esperasse mais um pouco acho que não estaria aqui hoje a depressão também estava batendo na minha porta.

  42. petynha

    Maria minha querida, como mãe de dois adolescentes sei como se sentes, mas vou orar por você e seu filho, Deus é contigo leia a bíblia e confia somente em Deus que tudo dará certo.

  43. Priscila

    Sou técnica de enfrrmagem desde 2007 assim que me formei consegui emprego ma área! Em 2008 iniciei minha vida de dupla jornada trabalhista. No ano passado caí em depressão por problemas pessoais emagreci 20kg desde então. …. no meu emprego tive mto apoio da minha chefia no outro nem tanto, era para eu voltar a trabalhar nos dois e nao consegui….. Sou mãe solteira e não tenho mto a quem recorrer acabei pedindo demissão de um dos empregos ainda estou passando por sérios problemas e tenho medo de não conseguir dar conta de tudo sozinha com um salário de um único emprego…… Vejo meu mundo indo de mal a pior, dei tiro no escuro pedindo a conta de um e sei os motivos únicos e mto singulares que levamcada um a fazer tal coisa, as vezes porém, nem era isso q ela queria mas ficamos tão cegos qdo passamos por esse problema que as vezes só buscamos saída momentânea e pode acabar assim . ….. triste….. que Deus dê luz e descanso para alma desta mulher e consolo para os familiares…… e que me dê forças para passar por esse momento da minha vida ilesa!

  44. camila

    Por isso q nós adoecemos,pois pensamos demais na vida de nossos pacientes e deixamos a nossa saúde de lado e quando nos damos conta já estamos mal ao ponto de cometer tamanha tragédia como essa….infelizmente existem pessoas espíritos de porco e espíritos atrasados que não sabe oo real sentido da vida….ñ escolhemos Enfermagem,a Enfermagem é q nos escolheu queridos colegas e esses q falam mal é q mais vão precisar e estaremos ali prontos a estender as mãos!!!obrigado

  45. taty

    Sao tantos comentarios ….lamento a morte dessa moca…talvez qndo ela mas precisou de ajuda,nimguem estava do seu lado para dar uma palavra de conforto .. ajuda nesmo…ai vem esse idiota fala em psicologo…vai trabalhar na area,nos valorizam mais….

  46. Ana

    Sou Técnica de Enfermagem, trabalho na U.T.I. Realmente, a enfermagem é muito pressionada pelos colegas de trablho,
    Chefia de enfermagem e até mesmo o paciente. Eu tenho depressão, não nada fácil estudar e trabalhar.

  47. eveline

    Carrinho concordo plenamente com suas palavras…o profissional de saúde deve a todo momento está atento aos problemas dos outros enquanto ps seus são ignorados a te momento e mesmo assim acontecendo uma tragédia dessas o ser humano consegui enxergar primeiro seu umbigo…q tristeza! Mas serviu para alerta o Brasil… Que Deus cuide e conforte a família

  48. Edd

    Muitos profissionais de saúde tem acesso a essas drogas e tonam pra reduzir a ansiedade e estresse; outros para aliviar a dor, propofol, diazepan, dolantina, assim como M. Jackson tem muita gente q toma isso, até piloto de avião. Depressão do SNC e cardiorrespiratorio. Pode ter sido overdose.

  49. roseli

    Tem que ver como e ritimo de trabalho, quem trabalha nessa area muita pressão o tempo todo, poucos funcionario , ganha pouco tem que trabalhar em dois ou mais emprego é muito estresse .

  50. Claudia

    Lamentável o fato ocorrido com a colega, os comentários são bem típico de uns grupinhos da enfermagem. .
    Profissão linda mas…

  51. dudu

    era chifre que ela levou, agora queima no inferno kkkkkkkkkkk

  52. Henrique Andrade

    Sou Técnico em enfermagem e fico muito triste em ver uma perda tão grande.
    Uma jovem desistir de viver diante de tantas situações que vemos milhares de pessoas todos os dias lutarem pela vida.
    A saúde do Brasil se encontra “doente”,e nós profissionais da saúde não estamos livres de ser acometidos por enfermidades de todos os níveis.A pressão,o excesso de trabalho,a falta de ambiente adequada de trabalho desestrutura toda equipe multiprofissional de forma física e mental.
    Não é a primeira vez nem a última que este fato tão triste irá acontecer pois nós profissionais da saúde estamos estregues as moscas.Espero que futuramente a mídia use do seu poder não só para acusar,difamar,entre outras coisas e venha oferecer a população o quanto os profissionais sofrem dentro dos setores de saúde pública onde se falta material,quantitativo adequado de profissionais,ambiente adequado de trabalho,ameaças e etc.
    Na verdade a saúde no Brasil e algo paralelo que só têm importância política,apenas isto.
    Espero que os familiares desta companheira de trabalho venham ser confortados com a luz de Deus e que a mesma receba nossas orações de amor pela escolha tão triste que escolhei.

    Lamentável!

  53. Mari

    Sou técnica de enfermagem e posso afirmar que tem dias que muitos profissionais dessa área tem dias cinzas. A desvalorização, humilhação por algumas vezes, dificilmente vemos algo bom, faz com que tenhamos dias assim, escuros. Precisariamos mesmo de acompanhamento psicológico. Estou no 4○ ano do ensino superior de enfermagem, por vezes me arrependo em ter feito essa escolha. Mas ainda ha tempo para mudar.
    Que Deus de a luz para a alma dessa menina, e que conforte os corações de seus familiares.

  54. Tay

    Quanta merda escrita nesses comentários….. Vcs só abrem a boca pra falar mal qd acontece algo. Agora quando a enfermagem que alguns aí estão sinalizando como loucos e doentes salvam a sua vida, nem um muito obrigado vcs falam.
    Só sabem apontar os erros.Enfermagem tbm eh gente. Tbm merece respeito.

  55. Elizangela

    Enfim mais uma vez a enfermagem está sendo vítima da sobre carga de trabalho stress. BAIXO SALÁRIO será que ninguém, nem mesmo a nossa então presidenta que firmou em sua carta compromisso ainda em seu primeiro mandato a regularizar a jornada para 30 H. Quantos ainda terão que se matar ou por algum erro fatal cometer o óbito de algum paciente. Acredito que todos em algum momento de sua vida já dependeu da assistência de um profissional de enfermagem. Vale ressaltar que em alguns plantões há repetição da prescrição médica, resumindo o plantonista não aparece em seu setor, mas o profissional de enfermagem tem que está presente e concluir a assistência em seus procedimentos de enfermagem, Brasil está na hora de cobrar este projeto de lei 2295/00 que regulamenta a jornada de trabalho da enfermagem para as 30 h.

  56. Carzino

    Gilberto… quem precisa de CONSTANTE acompanhamento psiclógico é você que escreve este monte de asneiras. Jamais algum técnico de enfermagem iria desligar os aparelhos de uma UTI. Isto que você com sua burrice imensa disse é um insulto a nossa classe. Vá cuidar de sua vida miserável e pare de escrever besteiras aqui sem antes conhecer o que é um hospital e o ambiente de trabalho da enfermagem e de todo o corpo clínico… E quanto minha indignação com seu primeiro comentário escroto não precisa se lamentar e enfie a sua opiniao sabe bem onde. Um forte abraço 😉

  57. Kel

    Acho que a Jurema e o Carzino se trabalham na saude já estão precisando de acompanhamento psicológico,será se é difícil entender o que o Gilberto Oliveira quis dizer.Gilberto Oliveira concordo com você.

  58. Gilberto Oliveira

    “O pior analfabeto,… é o analfabeto funcional!”

    Entendeu ou quer que desenhe?

    Afff,…

  59. Jairo

    Já estive internado em uma UTI e sei o quanto é estressante o trabalho ali. Talvez tenha sido esse o motivo para essa atitude da moça. Mas pode não ser isso tbm. Talvez algum assunto pessoal a estivesse perturbando. Mas independente de qual tenha sido o motivo o fato é que tudo isso é muito triste. Nas horas difíceis da vida precisamos ter DEUS por perto para não enveredarmos por caminhos terríveis como o suicídio. Que DEUS conforte a família w amigos enlutados!

  60. paloma

    olha eu acho que os tecnicos de enfermagem deveriam fazer greve, pois sem eles o hospital não funciona,tem que requerer melhores salarios, fico abismada com concursos absusrdos que pagam mais a um agente de saud edo que a um tecnico de enfermagem que para exercer a dignissima profissao precisa alem do ensino medio como o agente de mais 2 anos de tecnicas em enfermagem, como pode receber menos com toda responsabilidade que tem, minha tia ficou internada e sabe qtas vezes vi medico , nenhuma apos a internação, mas ostecnicos estavam lá incansavelmente, cuidando de todas a s formas, cade o reconhecimento??? eles precisam saber a força que teem e sair as ruas por melhores salários, por que com a mixaria que ganham precisam trabalhar em ate 3 empregos , gente vamos ajudar, vamos pedir por eles por que algum dia vamos precisar …. vamos lá passar no facebook , pedir que olham mais por esta clase tão importante e tão desvalorizada.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários