TODO MUNDO GRAMPEADO! Deputado diz que oposição e blogueiros estão sendo monitorados pelo governo

Por Luís Pablo Política
 

Deputado Edilázio Júnior

Deputado Edilázio Júnior

O deputado estadual Edilázio Júnior subiu à tribuna ontem, dia 23, para falar sobre o escandaloso caso da tentativa de monitoramento da Polícia Militar do Maranhão aos adversários do governador Flávio Dino (PCdoB).

“Usar a polícia que só cumpre ordens, que respeita a hierarquia para espionar, para fichar seus adversários políticos é típico do Comunismo”, disse o deputado.

Edilázio ainda revelou que foi informado por um por irmão de um delegado em um restaurante que os parlamentares de oposição e alguns blogueiros que não rezam a cartilha do Palácio dos Leões, estão sendo monitorados pelo governo.

“Já me foi sinalizado por irmão de um delegado em um restaurante: “Olha, Edilázio, tu e mais alguns deputados de oposição, alguns blogueiros, alguns jornalistas estão sendo monitorados”. Então de forma velada nós sempre soubemos que isso acontece”, falou Edilázio.

O parlamentar ainda comparou Flávio Dino a Vladimir Ilyich Ulyanov, mais conhecido pelo pseudônimo Lenin, revolucionário comunista que conseguiu chegar ao comando do governo da República Russa perseguindo e monitorando seus adversários.

“E assim foi em 1917, quando Lênin conseguiu chegar ao poder, na Rússia, com a Revolução. E lá, a Revolução Bolchevique, o que ocorreu? A polícia, o Exército deles à época investigaram e ouviram todos aqueles que eram opositores ao governo comunista e em uma única noite eles mataram todos aqueles que se opusessem àquele regime. Aqui ele [Flávio Dino] não pode matar, mas pode escutar”, disparou Edilázio Júnior.

Clique e veja o discurso:

Edivaldo Holanda Júnior tem o dever moral de exonerar Ivaldo Rodrigues

Por Luís Pablo Política
 
Prefeito Edivaldo Holanda Júnior e o secretário Ivaldo Rodrigues

Prefeito Edivaldo Holanda Júnior e o secretário Ivaldo Rodrigues

O prefeito de São Luís-MA, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), precisa se posicionar sobre o escândalo repugnante envolvendo seu auxiliar Ivaldo Rodrigues, vereador licenciado e secretário de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa).

Edivaldo tem o dever moral de exonerar Ivaldo da pasta. A não ser que o prefeito, que é evangélico, queira compactuar com uma pessoa que oferece emprego em troca de sexo com um rapaz.

Ontem, dia 23, o Blog do Luís Pablo mostrou, com exclusividade, uma conversa do vereador falando sobre um cargo de direção numa UPA e pedindo para fazer sexo oral em um homem, que demonstrou indignação ao saber que para ser empregado teria que se prostituir. Reveja aqui.

A população espera uma atitude do prefeito de São Luís.

Licitação de R$ 10 milhões deverá ser suspensa em Vargem Grande

Por Luís Pablo Política
 
Prefeito Carlinhos Barros foi alvo da ação

Prefeito Carlinhos Barros foi alvo da ação

A Promotoria de Justiça da Comarca de Vargem Grande ingressou, no último dia 3, com uma Ação Civil Pública contra o Município, o prefeito José Carlos de Oliveira Barros e a presidente da Comissão Permanente de Licitação, Tycianne Mayara Monteiro Campos.

No documento, foi pedida a suspensão imediata da Concorrência n° 01/2018-CPL/PMVG, que busca contratar escritório de advocacia para recuperação de valores do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef).

O repasse desses valores, no entanto, é um direito dos municípios já reconhecido pela Justiça cabendo apenas a execução da sentença. A Prefeitura de Vargem Grande justifica a necessidade de contratação devido à Procuradoria do Município estar impossibilitada de atuar, “haja vista a especificidade deste e o enorme custo de pessoal e financeiro para acompanhamento processual em toda a sua futura marcha”.

Além disso, o edital não estabelece valor a ser pago pelo serviço. A remuneração dos vencedores do processo licitatório seria de 19% do valor a ser repassado ao Município, estimado em quase R$ 56 milhões. Dessa forma, o valor relativo aos honorários seria de R$ 10.620.768,00.

De acordo com o promotor Benedito Coroba, essa é uma das ilegalidades do procedimento. Outra é a previsão de pagamento com recursos que possuem destinação exclusiva à manutenção e desenvolvimento da educação. “A desvirtuação de suas finalidades pode até vir a caracterizar ato de improbidade administrativa e intervenção nos municípios”, adverte.

“A licitação visa a celebrar contrato que é, portanto, além de ilegal, lesivo ao patrimônio público, notadamente ao patrimônio público educacional, vez que, como já em andamento a execução da ação civil pública do MPF de São Paulo, que importará no recebimento integral, por município, das diferenças que lhes são devidas, despender com honorários advocatícios de até 19% dos valores recuperados é conduta antieconômica, que causa enormes prejuízos aos cofres públicos e à política pública da educação”, avalia o promotor de justiça.

Na ação, o membro do MPMA ressalta a existência da Nota Técnica nº 430/2017/NAE/MA/Regional/MA da Controladoria-Geral de União (CGU), que trata sobre o tema, bem como as 109 medidas cautelares concedidas pelo Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA), suspendendo contratos advocatícios de municípios maranhenses em contratos semelhantes.

O Ministério Público pede a concessão de liminar suspendendo o processo licitatório, sob pena de multa diária de R$ 5 mil a ser paga pelo prefeito e pela presidente da Comissão Permanente de Licitação, por ato que vierem a praticar em desacordo com a decisão judicial. Ao final do processo, requer-se a anulação da concorrência n° 01/2018-CPL/PMVG.

Servidores da SES são obrigados a gravar vídeo em apoio à Carlos Lula

Por Luís Pablo Política
 

Funcionários gravam vídeo em apoio à Carlos Lula

Alvo de um inquérito policial no âmbito da operação Sermão aos Peixes, o secretário de Saúde do Estado, Carlos Lula, resolveu agora protagonizar mais uma absurdo.

O Blog do Luis Pablo foi informado que os servidores da SES estão sendo obrigados a gravarem vídeos em apoio ao secretário. Quem não fizesse ou participasse do vídeo seria demitido.

Em um deles (veja abaixo) quem fala é a gestora de Saúde, identificada apenas como Marina, que afirma, em nome de todos que aparecem, sobre a ” honestidade” e “honradez” do secretário.

“Estamos com você”, finalizam visivelmente constrangidos os funcionários.

Nesta segunda-feira, 23, um evento intitulado “Ato de Solidariedade a Carlos Lula” que visa passar para a sociedade que o gestor da SES é vítima de um complô será realizado no Grand São Luis Hotel.

Confira o vídeo dos servidores

EXCLUSIVO! Vereador oferece cargo na UPA para um rapaz em troca de sexo

Por Luís Pablo Política
 
Flávio Dino e seu aliado Ivaldo Rodrigues

Flávio Dino e seu aliado Ivaldo Rodrigues

A bandalheira na saúde pública do Maranhão vai muito além do que se possa imaginar. A prova disso é um conteúdo de uma conversa no WhatsApp, obtido com exclusividade pelo Blog do Luís Pablo, em que mostra um vereador de São Luís oferecendo emprego para um rapaz em troca de sexo.

Trata-se de Ivaldo Rodrigues (PDT), vereador licenciado e secretário de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa) da Prefeitura de São Luís, comandada pelo seu colega de partido Edivaldo Holanda Júnior (PDT).

Na conversa com o rapaz – que preferiu não ter sua identidade revelada, o pedetista pergunta se ele tem curso superior. O rapaz responde que tem em Administração de Empresas. Ivaldo diz: “ótimo”.

Em seguida, o homem diz para adiantar o assunto e o vereador diz o cargo que irá conseguir: “Diretor adininstruco [administrativo] da UPA”.

Ivaldo Rodrigues ainda manda uma foto de uma mulher nua, como sendo a ocupante do cargo na UPA. “Olha aí. Essa vaga ganha bem. Na UPA”, diz o vereador. O rapaz pergunta o valor: “ganha quanto lá. Nessa vaga?”. Ivaldo responde: “3 e 500.”

Numa outra conversa, o vereador fala que vai onde o governador Flávio Dino e diz: “eu preciso botar meu povo lá” – referindo-se aos empregos na saúde pública.

Após a promessa do cargo, Ivaldo Rodrigues pergunta se pode fazer sexo oral no rapaz, que demonstra indignação: “Tava te pedindo uma ajuda porque tava precisando muito, mas se for através disso eu dispenso, só lhe pedir porque estou precisando muito […] fé em Deus vou passar em um concurso e nunca mais ouvir essas propostas.”

INTERCEPTAÇÃO TELEFÔNICA

O vereador Ivaldo Rodrigues já foi ouvido pela Polícia Federal durante uma conversa com a ex-subsecretária de Saúde, Rosângela Curado. Ele tratava de empregos num hospital. Reveja aqui

Conforme o Blog havia anunciado, veja abaixo A PROVA DO CRIME:

Bomba no Blog!!!

Por Luís Pablo Política
 

O titular do Blog do Luís Pablo teve acesso a um conteúdo, com exclusividade, que mostra como funciona a bandalheira na saúde pública do Maranhão.

O conteúdo é uma conversa de um aliado do governador Flávio Dino e do prefeito Edivaldo Holanda Júnior falando sobre emprego em um UPA de São Luís.

O político oferece o emprego para um rapaz em troca de sexo.

A conversa chega a ser repugnante porque o político expõe a foto de uma mulher nua, revelando o valor que ela recebe na unidade hospitalar. “Essa vaga ganha bem na UPA […] 3 e 500”.

Esse político já teve uma conversa interceptada pela Polícia Federal durante uma ligação telefônica com a ex-subsecretária de Saúde, Rosângela Curado. Ele falava sobre nomeações para um hospital na capital.

Em instantes o Blog vai estourar a bomba. Aguardem!

Toca Serra articula apoio de lideranças em apoio à Eliziane Gama

Por Luís Pablo Política
 
Toca Serra ao lado de Eliziane Gama, prefeito Alberto e o ex-prefeito Irlan Serra

Toca Serra ao lado de Eliziane Gama, prefeito Alberto e o ex-prefeito Irlan Serra

O pré-candidato a deputado estadual Toca Serra (PEN) articulou importantes apoios para a candidatura ao Senado da deputado federal Eliziane Gama.

Toca reuniu ontem, dia 20, o prefeito de Turilandia, Alberto Magno, e o ex-prefeito Irlan Serra com Eliziane. Ambos declararam apoio à deputada.

Eliziane saiu satisfeita do encontro e prometeu apoiar a pré-candidatura de Toca Serra e garantiu demandas para a população de Turilandia.

Ministério Público Eleitoral irá apurar espionagem do governo Flávio Dino

Por Luís Pablo Política
 

Flávio Dino

Flávio Dino

O Ministério Público Eleitoral no Maranhão apura a conduta da Polícia Militar (PM) do Maranhão que pode causar embaraços no pleito eleitoral.

O Comando de Policiamento do Interior PM determinou que as unidades subordinadas devem informar quais lideranças políticas que fazem oposição ao governo local ou estadual. A ordem está valendo desde 6 de abril, devido a um memorando assinado pela PM do estado.

De acordo com o procurador Regional Eleitoral, Pedro Henrique Castelo Branco, “o memorando não esclarece ou motiva de forma idônea as razões da necessidade do ‘levantamento eleitoral’ solicitado. Também não observa direitos fundamentais presentes na Constituição, que garantem a liberdade de manifestação e de expressão, bem como o livre exercício da convicção política”, afirmou

Segundo a Lei Complementar 64/1990, o uso desviado ou indevido de poder conferido a agente público, no exercício de função ou cargo de Administração Pública, em favor de candidato ou partido político, configura abuso de autoridade.

Ainda de acordo com a legislação eleitoral, podem sofrer a sanção de cassação do registro ou diploma tanto os responsáveis pela conduta ilícita, como também os candidatos meramente beneficiários, sendo apenas a sanção de inelegibilidade de caráter pessoal ao responsável.

Diante disso, com o propósito de esclarecer os fatos, bem como de eventualmente diminuir ou cessar atividades ilícitas eleitorais, para evitar que assumam uma dimensão mais grave, o Ministério Público Eleitoral instaurou Procedimento Preparatório Eleitoral. Para tanto, requisitou do Comandante-Geral da Polícia Militar do Estado do Maranhão que se manifeste, no prazo de 10 dias úteis, e encaminhe cópia integral dos procedimentos administrativos que tenham relação com o caso.

O procedimento refere-se ao Memorando Circular nº 08/2018 – Seç Adm CPA ½, em especial o Memorando Circular nº 098/2018 – CPI de 06/04/2018, que trata do “levantamento eleitoral”.

Ministério Público do DF suspeita que Flávio Dino esteja envolvido em denúncia falsa contra desembargador

Por Luís Pablo Política
 

Flávio Dino

O governador Flávio Dino aparece, mais uma vez, citado em um caso polêmico com a Justiça.

Segundo a reportagem publicada pelo Correio Braziliense, o comunista aparece como suspeito pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) de ter participado de uma trama para se vingar do desembargador do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios, Diaulas Costa Ribeiro.

O desembargador foi alvo de uma denúncia falsa. O advogado Willer Tomaz de Souza foi denunciado pelo MPDFT pelo crime de “denunciação caluniosa praticada por meio de nome suposto”. Com o intuito de prejudicá-lo, o advogado usou, em 2013, as prerrogativas de presidente da Comissão de Erro Médico da Ordem dos Advogados do Brasil no Distrito Federal (OAB/DF) para fazer uma representação contra Diaulas, que era promotor de Justiça e estava prestes a ser promovido ao cargo de procurador de Justiça.

Advogado Willer Tomaz de Souza

Willer utilizou um e-mail se passando por Haeckel Cabral Moraes, médico denunciado pelo promotor de Justiça que respondia pela PRÓ-Vida, para conseguir que Diaulas fosse investigado por crime de concussão. O médico negou a autoria da representação e que tenha sofrido suborno.

É justamente esse e-mail que liga Flávio Dino ao caso. O governador do Maranhão foi um dos destinatários das seis únicas mensagens enviadas do e-mail criado por Willer.

Em razão disso, existe a suspeita levantada pelo MPDFT de que a operação pode ter sido motivada por vingança.

O desembargador Diaulas se tornou inimigo de Flávio Dino desde que ele decidiu não denunciar a médica responsável pelo atendimento de Marcelo Dino, filho do governador que morreu, no Hospital Santa Lúcia, após uma crise de asma.

Embora tenha sido apontado na ação, o governador não responderá pelo caso, pois teve uma representação arquivada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).