Agressor fez vários empréstimos com aposentadoria de R$ 38 mil da mãe

Por Luís Pablo Polícia
 

R$ 38 mil. Esse é o valor da aposentadoria da idosa de 84 anos, que foi vítima de agressão do filho Roberto Elísio Coutinho, em São Luís.

De acordo com informações do superintendente da Polícia Civil da Capital, Armando Pacheco, o contracheque encontrado no apartamento da vítima foi constatado diversos empréstimos feitos por Roberto.

Com os descontos, a idosa, que além de professora aposentada da Universidade Federal do Maranhão, também recebia pensão do ex-marido auditor fiscal no valor de R$ 12 mil.

Preso nesta sexta-feira, 26, em uma residência no município de Raposa,o acusado alegou sofrer de problemas mentais e se disse arrependido das agressões cometidas contra a mãe que viralizaram nas redes sociais.

A idosa está sendo assistida e acompanhada pelo núcleo psicossocial do Ministério Público do Estado. No momento, ela está sob cuidados do neto, filho do agressor.

Médico sai em defesa do homem que agrediu a mãe idosa e critica a imprensa

 

Médico Yglésio Moyses

Médico Yglésio Moyses

O médico e ex-diretor do Hospital Djalma Marques, o Socorrão I, Yglésio Moyses, resolveu se manifestar sobre o caso de agressão a uma idosa cometida pelo próprio filho, que ganhou repercussão nas redes sociais e culminou na prisão de Roberto Elisio Coutinho, nesta sexta-feira (25).

Em defesa do homem, por meio de postagem em sua página no Facebook, o médico disse que é preciso entender a situação “antes de sair feito um doido indignado com o vídeo do homem que agrediu a mãe.”

A explicação do médico é que o homem, que ele diz ser obeso mórbido, aparenta no vídeo sinais claros de doença mental e até estar em um surto psicótico.

“Uma pessoa formada em Direito que não trabalha e gerencia apenas a pequena aposentadoria da mãe não parece ser normal. Outra coisa que chama a atenção é a postura passiva da mãe, como se aquilo fosse algo que já tivesse acontecido. Pra fechar, a pessoa que está do lado filmando não demonstrou grande indignação na filmagem, nem o próprio homem não se importou com ela filmando toda a situação, como se ele não tivesse noção daquilo que estava acontecendo”, escreveu.

Yglésio, que adora mídia, ainda aproveitou a situação para criticar o trabalho de divulgação feito por blogueiros que, segundo ele, querem apenas acessos.

Ao que parece, não é só o agressor que está com “sinais claros de doença mental”.

Ex-prefeito de Porto Franco é preso durante operação da Polícia Civil

Por Luís Pablo Política
 

Ex-Porto Franco, Aderson Marinho.

O ex-prefeito da cidade de Porto Franco-MA, Aderson Marinho, mais conhecido como Adersinho, foi preso, nesta sexta-feira (26), após cumprimento de mandado de busca e apreensão realizado em sua residência, durante operação da Polícia Civil.

Também foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas residências do ex-diretor do Fundo de Aposentadoria, Pensão e Assistência da cidade, Raimundo Barros Moreira, e dos ex-secretários municipais Vânia Maria Mota, Vaner da Mota Marinho e Valderice da Mota Neves.

Nos locais, a polícia encontrou vários documentos da época em que Adersinho comandava a cidade.

Todos foram presos em flagrante acusados de supressão de documento público.

Em entrevista, agressor diz: “minha mãe é tudo pra mim”

Por Luís Pablo Polícia
 

Na manha desta sexta-feira, dia 26, o bacharel em direito Roberto Elísio Coutinho falou em entrevista a Rádio Mirante AM, sobre a monstruosidade que fez com sua mãe de 84 anos, em São Luís-MA.

Ao jornalista Marcial Lima, Roberto Elísio disse que agiu de forma agressiva com a mãe em razão de ser esquizofrênico. Ele também disse que está arrependido.

O bacharel em direito falou ainda que vai se tratar e procurar uma clínica. “Eu me arrependo de não ter me tratado antes […] Eu não agrido minha mãe. A minha mãe é tudo pra mim”, disse.

Clique e ouça a entrevista:

Homem que agrediu mãe está proibido de se aproximar da idosa

Por Luís Pablo Crime / Polícia
 

Roberto Elísio Coutinho

Por determinação da Justiça, Roberto Elísio Coutinho, 51 anos, flagrado agredindo a própria mãe em vídeo que viralizou nas redes sociais, está proibido de se aproximar da genitora.

Preso nesta sexta-feira, 26, em uma residência no município de Raposa, após pedido do titular da 1ª Promotoria de Justiça de Defesa do Idoso, José Augusto Cutrim Gomes, e da titular da Delegacia do Idoso, Igliana Freitas, Roberto voltou a alegar sofrer de problemas mentais e se disse arrependido das agressões.

A idosa, que já passou por exames no Instituto Médico Legal (IML), de acordo com o Ministério Público, está sendo assistida e acompanhada pelo núcleo psicossocial do órgão. No momento, ela está sob cuidados do neto, filho do agressor.

Roberto Elísio foi encaminhado ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas. Se condenado pelos crimes de tortura e agressão verbal e física, pode pegar até 20 anos de prisão.

Jovem se joga do último andar do Hotel Luzeiros; veja as imagens

Por Luís Pablo Polícia
 
Homem com o corpo estirado no chão do Hotel Luzeiros em São Luís

Homem com o corpo estirado no chão do Hotel Luzeiros em São Luís

Na manhã desta sexta-feira, dia 25, um homem identificado como André Luis Silva recorreu ao suicídio em São Luís-MA.

Segundo informações preliminares, o homem é um jovem de 29 anos. Ele se jogou do último andar do Hotel Luzeiros, localizado na área nobre da capital.

Luis estava hospedado no hotel, mas reside no bairro do Olho d’Água, na capital maranhense.

No local tem equipes da Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e do Instituto Médico Legal.

Suicídio no Hotel Luzeiros

Suicídio no Hotel Luzeiros

VÍDEO: veja a chegada do agressor na Secretaria de Segurança Pública

Por Luís Pablo Polícia
 
Roberto Elísio na Secretaria de Segurança Pública

Roberto Elísio na Secretaria de Segurança Pública

O Blog do Luís Pablo teve acesso ao momento em que o bacharel em direito Roberto Elísio Coutinho chega na Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA).

Neste momento, Roberto Elísio presta depoimento na Superintendência de Polícia da Capital, que fica no anexo da SSP-MA.

O agressor teve a prisão decretada por agredir a mãe de 84 anos. O ato agressivo foi filmado e as imagens se espalharam pelas redes sociais.

Clique e veja:

O bacharel em direito foi flagrado agredindo a mãe de 84 anos, Joseth Coutinho de Freitas (veja as imagens aqui). Ela foi encaminhada para o Instituto Médico Legal (IML) para exames de corpo de delito e está sendo acompanhada por uma assistente social da Delegacia do Idoso.

Polícia acaba de prender homem que agrediu a mãe idosa

Por Luís Pablo Política
 
Roberto Elísio Coutinho

Roberto Elísio Coutinho

A polícia acabou de prender o bacharel em direito Roberto Elísio Coutinho. Ele foi preso pela delegada Igliana Freitas, da titular da Delegacia do Idoso em São Luís-MA.

Roberto Elísio foi encaminhado para Superintendência de Polícia da Capital, no anexo da Secretaria de Segurança Pública.

O bacharel em direito foi flagrado agredindo a mãe de 84 anos, Joseth Coutinho de Freitas (veja as imagens aqui). Ela foi encaminhada para o Instituto Médico Legal (IML) para exames de corpo de delito e está sendo acompanhada por uma assistente social da Delegacia do Idoso.

Homem que agrediu a mãe idosa exclui página do Facebook

Por Luís Pablo Polícia
 

O bacharel em Direito Roberto Elísio Coutinho excluiu sua página no Facebook após a divulgação dos vídeos em que ele aparece agredindo sua mãe idosa, em São Luís-MA.

Vários internautas se revoltaram com as imagens e começaram a compartilhar os vídeos pelas redes. Isso gerou uma seria de ameaças ao agressor.

Por conta disso, Roberto Elísio decidiu remover sua conta. Ele agora enfrenta a grande repercussão do caso e a indignação de milhares de maranhenses.

DENÚNCIA! Governo mantém servidores na Seduc de forma irregular

Por Luís Pablo Política
 

O Blog do Luis Pablo recebeu uma denúncia grave envolvendo servidores lotados no Governo do Estado, mais especificamente na Secretaria de Educação, pasta comandada por Felipe Camarão.

De acordo com a denúncia, dois servidores ocupam outros cargos, além dos que estão lotados na SEDUC.

O primeiro caso é do servidor identificado como Ezequiel da Silva Vilar, que está nomeado no Governo como Diretor de Educação da Regional de Zé Doca, mas também está lotado como servidor no Executivo Municipal da cidade e, ainda, está em estágio probatório na cidade de Newton Bello. Na última, precisa estar 20h semanais. Nas duas primeiras, por 40 horas cada.

Já a servidora Cleuma Paiva Silva, que é o outro alvo da denúncia, além de trabalhar como auxiliar pedagógica da Regional de Educação de Zé Doca, com carga horária de 40 horas, ainda tem tempo para passar por dois estágios probatórios nas cidades de Bom Jardim e na própria cidade de Zé Doca.

As denúncias são graves e precisam ser apuradas. Afinal, ambos continuam recebendo seus proventos todo mês.