Júnior do Nenzim roubou mais de 500 cabeças de gado da fazenda do pai

Por Luís Pablo Polícia
 
Júnior do Nenzim e o pai durante campanha do ano passado

Júnior do Nenzim e o pai durante campanha do ano passado

A polícia informou que Manoel Mariano Júnior, mais conhecido na cidade como “Júnior do Nenzim” ou “Vaqueiro da Barra”, roubou mais de 500 cabeças de gado da fazenda do pai, o ex-prefeito de Barra do Corda-MA, Manoel Mariano de Sousa, o Nenzim.

De acordo com a polícia, Nenzim foi assassinado quando estava indo para fazendo fazer a contagem dos gados. O filho, quando viu que o pai estava prestes a descobrir o ilícito, planejou assassiná-lo com a ajuda de dois vaqueiros.

Um desses vaqueiros foi identificado como Luzivan. Ele foi preso ontem (7). Além deleta, também está preso um homem identificado como David, responsável por ter lavado o carro onde o ex-prefeito foi assassinado. Ele apagou os resquícios do homicídio ao lavar a picape Ranger de “Júnior do Nenzim”.

PRIMEIRA VERSÃO

Em seu primeiro depoimento, o filho do ex-prefeito disse que o pai havia sido morto por dois pistoleiros que estavam numa moto, mas o conjunto probatório de fartos indícios e exames periciais desmentiram a versão de Júnior do Nenzim.

Polícia prende filho do ex-prefeito de Barra do Corda

Por Luís Pablo Política
 
Júnior do Nenzim na delegacia de Barra do Corda (Foto O Informante)

Júnior do Nenzim na delegacia de Barra do Corda (Foto O Informante)

A polícia prendeu Manoel Mariano Júnior, mais conhecido na cidade como Júnior Nenzim ou o “Vaqueiro da Barra”. A informação foi dada pelo secretário de Segurança Pública do Maranhão, delegado Jefferson Portela.

Júnior do Nenzim foi preso por volta das 6h. Ele é apontado como o principal suspeito do assassinato do pai, o ex-prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano de Sousa, o Nenzim.

Aguarde mais informações.

Barra do Corda: crime está relacionado a venda de gados e dívidas de campanha

Por Luís Pablo Crime / Polícia / Política
 
Mariano Junior é considerado o principal suspeito do assassinato do pai

Mariano Junior é considerado o principal suspeito do assassinato do pai

O secretário de Segurança Pública do Maranhão, delegado Jefferson Portela, se pronunciou sobre a elucidação do assassinato do ex-prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano de Sousa, o Nenzim.

Portela disse que o crime está relacionado a venda de gados da fazenda do ex-prefeito e dívidas de campanha de Manoel Mariano Júnior, filho de Nenzim.

Segundo o secretário, o filho de Nenzim – principal suspeito do crime – vendeu os animais sem o consentimento do pai. Júnior do Nenzim foi candidato a prefeito da cidade nas eleições de 2016.

Ainda segundo o secretário, o ex-prefeito e seu filho estavam indo para fazendo conferir o gado, quando foi assassinado no caminho. “Eles estavam indo conferir o gado quando no caminho houve o crime”, disse Portela.

A Justiça decretou a prisão de Júnior do Nenzim, que está foragido. Além dele, há mais dois suspeito, que estão presos na Delegacia de Barra do Corda. Em depoimento, eles falaram que ajudaram a lavar o carro onde o ex-prefeito estava quando foi assassinado.

Filho do ex-prefeito Nenzim continua foragido; duas pessoas são presas

Por Luís Pablo Política
 
Júnior do Nenzin, o Vaqueiro de Barra do Corda

Júnior do Nenzin, o Vaqueiro de Barra do Corda

A polícia prendeu dois amigos de Manoel Mariano Júnior, mais conhecido na cidade como Júnior do Nenzim ou “Vaqueiro da Barra”. A justiça decretou a prisão de três pessoas.

Fontes seguras do Blog do Luís Pablo informaram que um dos presos é funcionário da fazenda do ex-prefeito Manoel Mariano de Sousa, o Nenzim, assassinado ontem (6) numa zona rural do município de Barra do Corda-MA.

O funcionário da fazenda é conhecido na cidade como “Vaqueiro”, coincidentemente mesmo nome que foi nas urnas quando Júnior do Nenzim disputou as eleições de 2016. O outro que foi preso é identificado como Melk.

Júnior do Nenzim é gerente da fazenda do pai e apontado como principal suspeito do crime. Ele ainda não foi preso e a polícia continua na sua captura.

EXCLUSIVO! Justiça decreta prisão do filho do ex-prefeito de Barra do Corda

Por Luís Pablo Política
 
Nenzin e o filho Júnior Vaqueiro

Nenzin e o filho Júnior Vaqueiro

EM PRIMEIRA MÃO

O candidato a prefeito Júnior do Nenzim, mais conhecido na cidade como o “Vaqueiro da Barra”, teve o pedido de prisão decretada pela Justiça por suspeita de ter assassinado o próprio pai, o ex-prefeito Manoel Mariano de Sousa, o Nenzim.

A informação foi repassada ao Blog do Luís Pablo com exclusividade.

Júnior Vaqueiro prestou depoimento hoje à tarde. Ele foi ouvido por dois delegados e seu depoimento era tido como fundamental para a elucidação do crime.

A polícia está à procura do filho do ex-prefeito na cidade.

O CRIME

Nenzim foi assassinado com um tiro no pescoço, na manhã dessa quarta-feira (6), quando estava dentro do carro com o filho Júnior Nenzin na zona rural do município de Barra do Corda, interior do Maranhão.

O ex-prefeito foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade e em seguida transferido para um hospital no município de Presidente Dutra, mas não resistiu e faleceu.

Após o assassinato, as primeiras informações da Polícia Civil apontaram que dois homens em uma motocicleta teriam se aproximado do carro de Nenzim e dispararam várias vezes contra o ex-prefeito.

O corpo do ex-prefeito foi enterrado no fim da tarde desta quinta-feira (7), no cemitério São Francisco, em Barra do Corda. Nenzim foi prefeito do município por três vezes.

Júnior do Nenzin demonstrando tristeza no velório do pai

Júnior do Nenzin demonstrando tristeza no velório do pai

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Ex-prefeito de Barra do Corda é assassinado com tiro no pescoço

COMOÇÃO! Deputado Rigo Teles carrega caixão do pai vítima de pistolagem

Polícia ainda não tem pistas de assassinos do ex-prefeito de Barra do Corda

Roseana viaja com o marido para participar do enterro da sua maior liderança na região de Barra do Corda

Roseana Sarney no velório do ex-prefeito Nenzin em Barra do Corda

José Joaquim e Marcelo Carvalho anunciam futuras diretorias no judiciário

Por Luís Pablo Política
 
Desembargadores José Joaquim e Marcelo Carvalho

Desembargadores José Joaquim e Marcelo Carvalho

O presidente eleito do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos, e o corregedor-geral da Justiça eleito, desembargador Marcelo Carvalho Silva, anunciaram nesta quarta-feira (6), na abertura de sessão plenária administrativa da Corte, a nova composição das diretorias dos órgãos para o biênio 2018-2019.

A nova mesa diretora do Judiciário maranhense, que inclui ainda o desembargador Lourival de Jesus Serejo no cargo de vice-presidente do TJMA, tomará posse no próximo dia 15, em solenidade a ser realizada na Sala das Sessões Plenárias do Tribunal de Justiça.

Na apresentação dos novos diretores, o presidente eleito do Tribunal de Justiça do Maranhão, desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos, afirmou que fará uma gestão transparente, com ética e em busca constante pelo aperfeiçoamento da Justiça para garantir uma prestação jurisdicional ágil e eficiente.

A composição do Tribunal de Justiça para o próximo biênio terá Mário Lobão como diretor-geral; Amudsen Bonifácio, diretor financeiro; Socorro Moreira, diretora administrativa; Tyara Oliveira, diretora de Engenharia; Paulo Rocha Neto, diretor de Informática; Denyse Batista, diretora Judiciária; Jurema Mamede, diretora de Controle Interno; Celerita Dinorah, diretora do Fundo Especial de Reaparelhamento e Modernização do Judiciário (Ferj); Mariana Brandão, diretora de Recursos Humanos; e Alexandre Magno, diretor de Segurança Institucional.

Além destes, Liana Gomes será a chefe da Assessoria Jurídica; Antonio Carlos de Oliveira, chefe da Assessoria de Comunicação; e Márcia Banhos, chefe do Cerimonial.

O juízes auxiliares da Presidência serão Cristiano Simas (Planejamento), Lidiane Melo (Auxiliar CNJ) e André Bogéa (Precatórios).

Corregedoria

O corregedor-geral da Justiça eleito para o próximo biênio, desembargador Marcelo Carvalho Silva, também apresentou ao Plenário os nomes dos juízes indicados para atuar na área jurídico-administrativa da Corregedoria Geral da Justiça (CGJ).

Para os cargos de juízes auxiliares da Corregedoria, foram indicados os magistrados Gladiston Luis Nascimento Cutrim (auxiliar da Capital), Jaqueline Reis Caracas (2ª Vara de Paço do Lumiar), Maria Francisca Galberto de Galiza (4ª Vara de Família) e Kariny Pereira Reis (3ª Vara de Santa Inês) – esta para atuar na Coordenadoria do Planejamento Estratégico.

O corregedor-geral eleito indicou ainda os juízes Marcelo Silva Moreira (Bacabal) e Marcelo Amado Libério (Juizado de São José de Ribamar) para os cargos de diretor geral da CGJ e Coordenador dos Juizados Especiais, respectivamente.

Ele afirmou que a Corregedoria Geral de Justiça atuará para priorizar, entre outros, o julgamento de processos relacionados a violência doméstica e familiar contra a mulher e a erradicação do sub-registro no Maranhão, especialmente nos povoados de difícil acesso. “Iremos aos povoados do Estado para garantir que cada maranhense tenha sua Certidão de Nascimento”, afirmou.

Cafeteira diz que Eduardo Braide está só “preocupado com dividendos políticos”

Por Luís Pablo Política
 

O líder do governo Flávio Dino na Assembleia do Maranhão, Rogério Cafeteira, partiu pra cima do deputado estadual Eduardo Braide, nas redes sociais.

Em seu Twitter, Cafeteira desmentiu informações divulgadas em alguns Blogs sobre um acordo judicial que Braide teria conseguido para o governo pagar sua emenda e garantir um mamógrafo digital para o Hospital Aldenora Bello, em São Luís-MA.

Rogério Cafeteira disse que Eduardo Braide só se preocupa “com dividendos políticos do que com qualquer outra coisa!!!”.

O editor-chefe do Blog do Luís Pablo não conseguiu o contato da assessoria do deputado Braide para ouvir sua resposta. O espaço desta página está em aberto para o parlamentar.

Áudio-bomba revela que relação de fantasmas partiu do Palácio dos Leões

Por Luís Pablo Política
 
Fantasmas indicados pelo no governo Flávio Dino

Fantasmas indicados pelo no governo Flávio Dino

NITROGLICERINA PURA!

Um áudio-bomba divulgado pelo Blog do Neto revela que a relação dos supostos funcionários fantasmas da saúde pública do Maranhão teria partido do Palácio dos Leões.

Pelo menos é o que diz um dos donos do Instituto de Cidadania e Natureza (ICN), Benedito Silva, para uma mulher (ainda não identificada) em conversa telefônica interceptada pela Polícia Federal, durante a Operação Pegadores.

O médico atende a ligação e fala para a pessoa: “Oi querida! Olha, chegou na minha mão agora a relação de quem é pra botar pra dentro, para permanecer e quem não tá na relação é para sair.”

A mulher indaga o médico: “Certo! Quem lhe passou essa relação?”. E ele responde: “Veio lá do Palácio [dos Leões] pra mim.”

A pessoa ainda fala para Benedito Silva a quantidade de pessoas que devem ser contratadas, referindo-se a famosa “folha complementar” – como era identificada pelos integrantes do esquema que furtaram mais de R$ 18 milhões dos cofres públicos.

CLIQUE E OUÇA O ÁUDIO:

Roseana Sarney no velório do ex-prefeito Nenzin em Barra do Corda

 
Sarney Filho, Rigo Teles e Roseana Sarney no velório de Nenzin em Barra do Corda

Sarney Filho, Rigo Teles e Roseana Sarney no velório de Nenzin em Barra do Corda

A ex-governadora Roseana Sarney está em Barra do Corda no velório do ex-prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano de Sousa, o Nenzim, vítima de pistolagem. Ela decidiu ir de avião e não de carro.

Além de Roseana várias lideranças políticas estão presentes para o sepultamento de uma das maiores lideranças da região.

A cúpula do grupo Sarney e o senador Roberto Rocha se manifestaram e solidarizaram. Veja abaixo o que disseram:

O ex-presidente da República José Sarney disse que o Maranhão perde um dos seus maiores líderes políticos. “Foi um choque para mim, receber aqui nos Estados Unidos, a notícia do falecimento do meu grande amigo Nenzin, ex-prefeito da nossa querida Barra do Corda. O histórico deste grande homem, e por tudo que ele fez por esta cidade, jamais, merecia ter encerrado sua vida sendo vítima de um crime bárbaro. Nenzin deixa grandes lições, de um homem público de posição, lealdade, respeito e bastante serviço prestado ao seu povo e sua gente. Lamento, em perder um dos grandes amigos que conquistei ao longo da vida”, disse.

A ex-governadora Roseana Sarney o chamou do ex-prefeito de um companheiro fiel. “Foi uma tristeza muito grande saber do assassinato do meu sempre amigo Nenzin. Um homem que trabalhou pelo seu povo, se dedicou para melhorar a vida das pessoas, só fez o bem pela sua cidade e sua gente não merecia uma morte trágica e violenta. Espero que a justiça aja com rigor e descubra os culpados. Deus o receberá de braços abertos na sua nova morada e, dará conforto aos seus familiares principalmente a Dona Santinha, sua companheira em todos os momentos. Vai com Deus meu fiel companheiro! Saudades!”, falou.

Roseana Sarney chegando em Barra do Corda

Roseana Sarney chegando em Barra do Corda

O ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, disse que ficou chocado com o que ocorreu. “Ainda profundamente chocado com o assassinato na manhã de hoje do amigo e ex prefeito de Barra do Corda, no Maranhão, Manoel Mariano de Sousa, Nenzin. Minha solidariedade aos familiares e à população do município pelo qual ele tanto lutou em seus três mandatos como prefeito. Nanzin era incansável na luta pelo desenvolvimento da região e o seu entusiasmo contagiou seu filho, Rigo Teles, a seguir a carreira política, hoje como deputado estadual pelo Partido Verde. Espero que o crime seja esclarecido logo e os responsáveis punidos de forma exemplar”, lamentou.

O deputado estadual Adriano Sarney demonstrou sua tristeza e disse que Nenzin foi uma grande liderança do Partido Verde (PV) na região. “É com profunda tristeza que recebi a notícia da morte de ex-prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano de Sousa, o Nenzin, grande liderança do Partido Verde na sua região.Nesta oportunidade, presto solidariedade à família de Nenzin, em especial a viúva Francisca Teles de Sousa, carinhosamente conhecida como Santinha; e os seus filhos Pedro Teles, o deputado estadual Rigo Teles (PV), Manoel Mariano de Sousa Filho, o Júnior do Nenzin; e as filhas Sandra Maria, Sandra Helena e Sandra Ilania. Pedimos que Deus conforte os corações dos familiares e amigos de Nenzin, dando forças para transformar toda a dor desta irreparável perda em fé e esperança”, clamou.

O senador Edison Lobão lamentou o crime e destacou o amigo que o ex-prefeito foi durante longa data. “Recebi com espanto, indignação e profunda tristeza a informação da morte, por assassinato, do ex-prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano de Sousa, o Nenzin. Grande liderança política, Nenzim, amigo fraterno de longa data, deixa um legado de grandes realizações em favor de Barra do Corda. Envio o meu abraço de solidariedade aos seus familiares, esperando que a Justiça identifique e puna exemplarmente os responsáveis por esse crime que deixa órfã a sua família e o povo querido de Barra do Corda,” disse.

O senador Roberto Rocha também manifestou seu pesar à família e a população de Barra do Corda. “Recebi hoje, com muito pesar, a triste notícia da morte do ex- prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano, o “Nenzin”, pai do deputado estadual Rigo Teles. Meus pêsames para toda a sua família. Desejo que ela encontre em Deus as forças necessárias para superar esse momento terrível de sofrimento”, solidarizou-se.

O senador João Alberto disse que Nenzin partiu deixando muitas lições. “É com pesar que soube do falecimento do nosso querido Nenzin, ex-prefeito de Barra do Corda. Ele parte, deixando muitas lições de humanidade, sabedoria e companheirismo”, disse João Alberto.

Fonte: Blog Minuto da Barra