Sobe para 31 o número de casos do novo coronavírus no Maranhão

Por Luís Pablo Maranhão / Saúde
 
Secretaria de Estado da Saúde (SES) do Maranhão

Secretaria de Estado da Saúde (SES) do Maranhão

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou nesta segunda-feira (30) que subiu para 31 o número de casos confirmados do novo coronavírus no Maranhão.

De acordo com a SES, a contagem dos casos confirmados leva em consideração a primeira morte pela Covid-19 no estado, registrada no domingo (29) segundo a metodologia do Ministério da Saúde.

De acordo com o boletim, os oito novos casos estão em São Luís. São eles três são homens com idades entre 33 e 48 anos e cinco são mulheres com faixa etária entre 27 e 60 anos.

Segundo a SES, dois pacientes estão internados em hospitais da capital maranhense e seis estão em isolamento domiciliar.

Os outros 22 pacientes com casos confirmados seguem sendo monitorados por equipes do Centro de Informações Estratégicas em Saúde (CIEVS). Todos apresentam quadro de saúde estável e estão em isolamento domiciliar.

O secretário de Saúde Carlos Lula informou na segunda (30) que o Maranhão tem casos de transmissão comunitária pelo novo coronavírus.

A transmissão comunitária é aquela que não é possível rastrear qual a origem da infecção, indicando que o vírus circula entre pessoas que não viajaram para outros estados ou países, e não tiveram contato com nenhum caso confirmado.

A secretaria informou que 222 casos seguem sob suspeita no Maranhão e outros 791 foram descartados após análises laboratoriais.

Casos confirmados:

Homem de 69 anos, de São Luís, que retornou de viagem à São Paulo;
Mulher de 37 anos, de São Luís, que teve contato com uma pessoa que esteve na Europa;
Homem de 66 anos, de São Luís, que teve contato com o homem de 69 anos;
Mulher de 70 anos, de São Luís, que teve contato com o homem de 69 anos;
Mulher de 72 anos, de São Luís, que teve contato com o homem de 69 anos;
Mulher de 76 anos, de São Luís, que teve contato com o homem de 69 anos;
Homem de 43 anos, de São Luís, que teve contato com um caso;
Homem de 57 anos, de São Luís, com histórico de viagem a São Paulo e Salvador;
Homem de 55 anos, de São Luís, com histórico de viagem para Amsterdã, Paris e Bélgica;
Mulher de 28 anos, de São Luís, com histórico de viagem a São Paulo;
Mulher de 44 anos, de São Luís;
Mulher de 45 anos, de São Luís;
Mulher de 29 anos, de São Luís;
Homem de 30 anos, de Imperatriz, e que foi diagnosticado por laboratório em São Paulo;
Homem de 26 anos, de São Luís;
Homem de 29 anos, de São Luís;
Homem de 61 anos, de São Luís;
Mulher de 58 anos, de São Luís;
Mulher de 36 anos, de São Luís;
Mulher de 49 anos, de São Luís;
Mulher de 55 anos, de São Luís;
Criança do sexo feminino de 1 ano, de São Luís;
Homem de 49 anos, de São Luís, 1ª morte pelo novo coronavírus no MA;
Homem de 48 anos, de São Luís;
Mulher de 43 anos, de São Luís;
Mulher de 60 anos, de São Luís;
Homem de 35 anos, de São Luís;
Mulher de 27 anos, de São Luís;
Homem de 33 anos, de São Luís;
Homem de 41 anos, de São Luís;
Mulher de 35 anos, de São Luís.

Primeira morte no Maranhão

O secretário estadual de Saúde, Carlos Eduardo Lula, confirmou no domingo (29) a primeira morte por infecção pela Covid-19 no Maranhão. A vítima é um homem de 49 anos, de São Luís e que tinha histórico médico de hipertensão. Ele estava internado em uma unidade hospital da capital maranhense.

Homem morre de coronavírus na UPA da Cidade Operária

Por Luís Pablo Maranhão / Saúde
 

Foi registrado no Estado do Maranhão a primeira morte pelo novo coronavírus (Covid-19). O caso foi confirmado pelo secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula no Twitter.

A vítima foi um homem de 49 anos. Ele tinha histórico de hipertensão e chegou na UPA da Cidade Operária, em São Luís, com graves sintomas de insuficiência respiratória.

MA monitora 663 suspeitos e tem 14 casos confirmados do novo coronavírus

Por Luís Pablo Maranhão / Saúde
 
Maranhão monitora 663 casos do novo coronavírus

Maranhão monitora 663 casos do novo coronavírus

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou na noite desta sexta-feira (27) que caiu para de 728 para 663 o número de casos suspeitos do novo coronavírus no Maranhão. Até o momento, o estado possui 14 casos confirmados da Covid-19 com pacientes em São Luís e Imperatriz.

Três dos novos casos foram confirmados na quinta-feira (26) pelo governador Flávio Dino (PCdoB), duas são mulheres de 44 e 45 anos que foram atendidas na rede pública e outra também é do sexo feminino, tem 29 anos, foi diagnosticada em um hospital da rede privada do estado.

O quarto paciente com caso confirmado no estado é o médico Luciano Danda, que está no município de Imperatriz, no sul do estado e confirmou que estava com a Covid-19 por meio de uma rede social. O médico realizou o teste para coronavírus em São Paulo, onde reside, mas logo após precisou ir a Imperatriz onde mora com a família, antes de receber o resultado.

O caso não chegou a ser notificado pelas estatísticas da SES, pelo fato do teste ter sido realizado em São Paulo, mas nesta sexta-feira (27), o paciente foi incluído entre os casos confirmados da Covid-19 no estado.

Segundo a SES, todos os pacientes estão cumprindo isolamento domiciliar e estão sendo monitorados pelo Centro de Informações Estratégicas em Saúde (CIEVS).

Governadores do Nordeste se dizem indignados com Bolsonaro e criticam ação contra isolamento em pandemia

Por Luís Pablo Política / Saúde
 
Governadores em reunião do Consórcio Nordeste, no Centro do Recife, em novembro de 2019

Governadores em reunião do Consórcio Nordeste, no Centro do Recife, em novembro de 2019

Os governadores do Nordeste divulgaram, nesta sexta (27), uma carta aberta e manifestam “profunda indignação” com a postura do governo federal diante das ações para conter a pandemia do novo coronavírus.

Segundo os gestores, a União contraria a orientação de entidades, que indicam o isolamento social como melhor forma de conter a doença, e promove campanhas contra a quarentena. “Este tipo de iniciativa representa um verdadeiro atentado à vida”, afirmam.

A carta foi redigida e assinada pelos nove governadores, depois de uma reunião por videoconferência. Os gestores também exigiram “respeito por parte da Presidência da República”, esperando que “cessem, imediatamente, as agressões contra os governadores, assumindo-se um posicionamento institucional, com seriedade, sobre medidas preventivas”.

Para os gestores, a “omissão em padronizar normas nacionais e a insistência em provocar conflitos impedem a unidade em favor da saúde pública”. Para eles, assim, “expõe-se a vida da população, além de assumir graves riscos no tocante à responsabilidade política, administrativa e jurídica.”

Os gestores do Nordeste também ressaltaram estar “abertos ao diálogo”, neste “esforço que precisa ser coletivo, tendo como meta a superação da ameaça representada por esta doença, que continua matando milhares de pessoas”.

Flávio Dino recua e já estuda abertura imediata do comércio no Maranhão

 

Atual7

Governador Flávio Dino

Governador Flávio Dino

Apesar de todo o discurso contrário ao pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que tem criticado os governadores que adotaram medidas fortes de restrições de circulação por causa da pandemia de coronavírus (Covid-19), o governador Flávio Dino (PCdoB) recuou e, agora alinhado às falas de Bolsonaro, já estuda a abertura imediata do comércio no Maranhão.

É o que aponta nota divulgada pela Seinc (Secretaria de Estado da Indústria, Comércio e Energia), nesta quinta-feira 26.

Assinada por seu titular, Simplício Araújo, o comunicado informa, sem maiores detalhes, que a gestão comunista abriu um canal para que “todas as entidades empresariais interessadas na abertura imediata do seu segmento de comércio fundamentem seus pedidos por escrito e encaminhem” para a pasta.

AUMENTOU! Novo Coronavírus tem 11 casos confirmados no Maranhão

Por Luís Pablo Maranhão / Saúde
 

Já são 11 casos confirmados de coronavírus no Maranhão e 1.035 notificações sob investigação, segundo o último boletim divulgados pelo Governo do Estado do Maranhão na tarde desta quinta-feira, dia 26.

Além desses, temos um caso confirmado com exame em São Paulo, todos estão sendo monitorados com sintomas leves e estão se encontram em isolamento domiciliar.

São Luís tem 707 casos em investigação e Balsas é a segunda cidade do estado com mais notificações e soma sozinha 40 casos em análise. Ao todo, o Maranhão tem 77 cidades sendo monitoradas pela SES e Ministério da Saúde.

Juíza enquadra a determinação de Edivaldo e manda suspender as atividades não essências da Prefeitura de São Luís

Por Luís Pablo Maranhão / Política / Saúde
 

EM PRIMEIRA MÃO

Edivaldo Holanda Júnior, prefeito de São Luís-MA

Edivaldo Holanda Júnior, prefeito de São Luís-MA

O prefeito de São Luís-MA, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), permitiu que os serviços de infraestrutura continuasse, mesmo com a orientação de isolamento domiciliar diante do quadro atual de pandemia do coronavírus (COVID 19).

A presença de homens nas ruas executando obras de asfaltamento por determinação da prefeitura, deixou a população revoltada. O fato foi registrado e divulgado na mídia.

Por conta disso, o Sindicato dos Funcionários e Servidores Públicos Municipais de São Luís entrou com pedido de tutela provisória de urgência antecipada contra a Prefeitura de de São Luís, solicitando a suspensão das atividades não essências.

A juíza Noelia Maria Cavalcanti Martins e Rocha, do Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região, deferiu o pedido e determinou a “liberação dos servidores públicos municipais que não exerçam atividades ou serviços essenciais.”

Na decisão, a magistrada diz que a medida deverá ser cumpridas no prazo de 24 horas, sob pena de multa diária de R$ 20 mil a ser revertida para fins de combate ao Novo Coronavírus no âmbito do Município de são Luís.

ABAIXO A DECISÃO:

Com crise do coronavírus, deputado quer que IPVA seja cobrado só em outubro

Por Luís Pablo Política
 

Atual7

Deputado Yglésio Moyses

Deputado Yglésio Moyses

Para tentar amenizar a crise econômico-financeira no Maranhão decorrente da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o deputado Yglésio Moyses (PROS) defende que seja suspensa a obrigatoriedade de pagamento do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) 2020 no estado, até outubro deste ano.

“Inevitavelmente o dinheiro parou de chegar ao bolso do trabalhador, atrapalhando todo o planejamento financeiro das famílias que dependem do seu negócio para se sustentarem”, justificou o parlamentar, que também é médico, em publicação nas redes sociais.

CORONAVÍRUS! Flávio Dino reage a pronunciamento de Bolsonaro

Por Luís Pablo Política / Saúde
 
Governador Flávio Dino

Governador Flávio Dino

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), reagiu ao pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro em relação a pandemia do coronavírus na noite dessa terça-feira (24).

Por meio de uma rede social, o governador disse que os danos podem ser ‘imprevisíveis e gravíssimos’ e afirmou que vai manter todas as medidas preventivas à Covid-19 no estado.

“Pronunciamento mostra que há poucas esperanças de que Bolsonaro possa exercer com responsabilidade e eficiência a Presidente da República. Em respeito às vidas dos maranhenses, manterei no Maranhão todas as providências preventivas e de cuidado em face do Coronavírus”, disse.

Até o momento, o Maranhão possui oito casos confirmados do novo coronavírus, sendo todos em São Luís. No último boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) na terça-feira (24), o estado possui 508 casos sob suspeita em mais de 45 municípios.

AGORA LASCOU! Prefeito diz que vai mandar a polícia jogar spray de pimenta nos olhos de quem estiver na rua

 
Prefeito Fred Maia, de Trizidela do Vale

Prefeito Fred Maia, de Trizidela do Vale

O prefeito Fred Maia, de Trizidela do Vale, interior do Estado do Maranhão, demonstrou sua indignação com a população durante entrevista a uma rádio local.

Maia se revoltou com a população nas ruas, sem fazer sua parte de ficar em casa em razão do combate à expansão do novo coronavírus.

“Um bocado de ‘égua’, aqui, passeando de moto, pra cima e pra baixo, como se estivesse tudo normal. E não tem nada normal, não, rapaz […] você quer morrer? enfiar uma corda no pescoço e vai se suicidar, não mata os outros não”, disse.

O gestor ainda falou que se a doença espalhar na cidade vai morrer todo mundo: “eu já tô preparando é o trator, a carregadeira para fazer buraco para enterrar gente porque não vai dar conta […] vai morrer tudinho e eu não tenho o que fazer”.

Ao final da entrevista, o prefeito disse que vai mandar a polícia jogar spray de pimenta nos olhos de quem estiver na rua. “E hoje a noite eu vou já falar com major aqui, vai sair a noite aqui a partir de 5 horas da tarde quem tiver no meio da rua é pra entrar com spray de pimenta nos olhos pra se aquietar e ir pra casa, pode ter certeza que agora vai ser desse jeito, acabou a paciência.”

CLIQUE E OUÇA: