Pagamento de propina ao governador Flávio Dino foi registrado na Suíça

Por Luís Pablo Política
 
Flávio Dino na mira da Lava Jato

Flávio Dino na mira da Lava Jato

O governador Flávio Dino teve o suposto pagamento de propina da Odebrecht registrado no sistema de informática Drousys, que funcionava na Suíça e faz parte do Departamento de Propina” da construtora.

A informação foi repassada pelo delator José de Carvalho Filho, durante depoimento prestado ao Ministério Público Federal (MPF).

Segundo José de Carvalho, ele se reuniu algumas vezes com Flávio Dino, na época ainda deputado federal, para tratar de um projeto de lei. Em uma das ocasiões, foi solicitado por Dino dinheiro para utilizar na campanha eleitoral de 2010, quando disputou o governo do Maranhão pela primeira vez, e conseguiu da empreiteira R$ 400 mil.

[…] a senha para receber o dinheiro teria sido entregue ao próprio parlamentar, em operação realizada pelo setor de Operações Estruturadas e registrada no sistema Drousys”, é o que diz trecho do pedido de abertura de inquérito feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR) ao Supremo Tribunal Federal (STF).

O sistema de informática Drousys, era uma ferramenta de intranet, que somente funcionários da empreiteira tinham acesso. Era por ele que era feito o controle de pagamento e propinas da Odebrecht a políticos e demais envolvidos no esquema.

Tudo era mantido em servidor na Suíça porque, segundo Camilo Gornati, funcionário da Odebrecht, que também é tido como responsável pela instalação do sistema, era mais seguro.

Prefeito Luciano fortalece programa de distribuição de peixes em Pinheiro

Por Luís Pablo Política
 

O prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, através da Secretaria de Segurança Alimentar e Assistência Social, fez a distribuição de 40 toneladas de pescados a população de baixa renda do município. Esta ação vem ao encontro do projeto de diminuição das diferenças sociais que está implementando no município em todos os setores.

Após 100 dias de gestão, Luciano tem muito o que comemorar, pois a grande maioria da população está satisfeita com seu mandato, podendo hoje ser apontado como um dos maiores índices de aprovação do estado, de acordo com recente pesquisa de opinião realizada naquela cidade.

Isso vem demonstrar sua dedicação e compromisso na administração pública, embora o país atravesse seus piores momentos, pois em Pinheiro as ações estão acontecendo a contento e tendência lógica pra melhorar ainda muito mais. Durante a entrega dos pescados, quem se fez presente foi o empresário Lúcio André, que falou sobre a ação.

“Gostaria de parabenizar o prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, pela bela iniciativa e gesto de doar 40 toneladas de peixes para a população do nosso município para que possam ter o alimento na mesa de cada família na Semana Santa. E também não poderia deixar de agradecer às Secretarias de Segurança Alimentar e Assistência Social e de todos as pessoas que voluntariamente estiveram direta e indiretamente presentes nessa ação”, comentou Lúcio André, que foi abraçado pelos beneficiados.

Flávio e Márcio Jerry ficam em silêncio após a divulgação de vídeo de delator

Por Luís Pablo Política
 
Governador Flávio Dino e seu secretário Márcio Jerry em clima tenso

Governador Flávio Dino e seu secretário Márcio Jerry em clima tenso

O clima é tenso no Palácio dos Leões. A divulgação do vídeo hoje, dia 13, (VEJA AQUI) do delator José de Carvalho Filho, ex-executivo da Grupo Odebrecht, abalou as estruturas do governo.

O governador Flávio Dino (PCdoB) está em silêncio, assim como o secretário mais forte do seu governo, Márcio Jerry. Ambos não publicaram mais nenhuma postagem no Twitter após a divulgação do vídeo.

Até ontem, dia 12, governistas defendiam Flávio, que fez até um pronunciamento oficial. Hoje, nem o próprio Flávio está se defendendo depois que o vídeo do delator revelando tudo na Lava Jato foi divulgado pela imprensa do Maranhão.

A situação do governador é extremamente complicado e, pode-se dizer, até irreversível. Isso porque o ex-executivo da Odebrecht conta com detalhes de como foi que Flávio recebeu a propina para favorecer a empreiteira na Câmara Federal, quando exercia o cargo de deputado.

E isso é só o começo, porque ainda tem muita coisa por vir.

Bomba, Bomba e Bomba! Veja o vídeo do delator entregando Flávio Dino

Por Luís Pablo Política
 
Ex-executivo da Odebrecht, José de Carvalho Filho, delatando Flávio Dino

Ex-executivo da Odebrecht, José de Carvalho Filho, delatando Flávio Dino

O vídeo-bomba tão esperando pela população maranhense que se questionava a respeito da conduta do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), foi divulgado hoje pela imprensa do Estado.

O ex-executivo da Grupo Odebrecht, José de Carvalho Filho, que delatou Flávio na Lava Jato, aparece dizendo como foi que aconteceu todo esquema de propinagem envolvendo o governador.

José de Carvalho conta com riqueza de detalhes como foi que Flávio Dino recebeu a propina e de como foi feito para ele beneficiar a Odebrecht, quando exercia o cargo de deputado federal. Tudo ocorreu no final de 2009.

Clique e veja o vídeo do delator, que foi publicado com exclusividade por Yuri Almeida, do Atual7:

Pacientes são transportados em carroceria de caminhonete no MA

Por Luís Pablo Política
 

Secretário Nelson Teixeira filma paciente sendo levado em caminhonete

Na cidade de Alexandre Costa, comandada pelo prefeito Orlando Arouche (PCdoB), a situação da saúde pública é critica.

O Blog do Luís Pablo recebeu imagens que comprovam o total descaso com a população do município.

Após um acidente grave de moto, duas vítimas foram levadas ao Hospital na carroceria de uma caminhonete.

É possível ver, também, que a equipe e a população que ajuda no transporte, tenta proteger os feridos do sol intenso.

A situação absurda ocorre na presença do secretário de Saúde, Nelson Teixeira, que, inclusive, é flagrado registrando tudo com seu celular (como mostra a foto acima).

Lava Jato: saiba o que acontecerá com Flávio Dino e os demais da lista de Fachin

Por Luís Pablo Política
 
Flávio na mira da Lava Jato (crédito capa do Jornal O Estado)

Flávio na mira da Lava Jato (crédito capa do Jornal O Estado)

No dia seguinte à divulgação da lista com os nomes de políticos e pessoas ligadas a eles que serão investigados com autorização do Supremo Tribunal Federal, as ações da Procuradoria-Geral da República seguem para uma nova fase.

Com as decisões do ministro Luiz Edson Fachin, começa agora a fase de diligências, de coleta de provas. Esse é o momento em que os políticos são considerados investigados, suspeitos. É o início da apuração. Os investigadores agora vão atrás de provas para confirmar se as acusações feitas pelos delatores da Odebrecht fazem sentido ou não.

Há várias formas de ir atrás de indícios de crimes, entre elas, ouvir os próprios investigados para ter a versão deles e confrontá-las com dados da investigação, ouvir testemunhas que podem indicar caminhos para chegar às provas e outras pessoas envolvidas, e fazer diligências, como buscas de documentos, por exemplo.

Todas essas medidas podem ser pedidas pela Procuradoria-Geral da República e pela Polícia Federal, mas a autorização para cada passo cabe ao ministro Fachin. No caso de governadores, o aval é do Superior Tribunal de Justiça. Se autorizados, os mandados são cumpridos pela Polícia Federal.

Se não houver provas suficientes, a Procuradoria pode pedir o arquivamento. Se surgirem as provas, o Ministério Público, então, denuncia, ou seja, acusa formalmente os investigados.

O passo seguinte é o STF analisar a denúncia. Se os ministros do Supremo aceitarem, o político vira réu em uma ação penal e aí sim passa a ser formalmente processado e irá a julgamento. A etapa final é o STF decidir se absolve ou condena.

(Com informações do Jornal Hoje)

“Será que Flávio Dino vai extorquir o Mateus?”, dispara deputada

Por Luís Pablo Política
 
Governador Flávio Dino é questuinado se extorquiu o empresário Ilson Mateus

Governador Flávio Dino é questionado se extorquiu o empresário Ilson Mateus

A delação do ex-funcionário da Odebrecht, José de Carvalho Filho, colocou em xeque toda conduta de Flávio Dino (PCdoB) à frente do Governo do Maranhão.

O delator disse à Lava Jato que Flávio recebeu do “departamento de propinas” da empreiteira a quantia de R$ 400 mil para sua campanha ao governo nas eleições de 2010 (mais detalhes aqui).

O depoimento de José de Carvalho à Polícia Federal fez o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato, incluir o nome do governador do Maranhão na lista dos políticos envolvidos no maior escândalo de corrupção do país.

O impacto foi tão forte no governo, que ontem (12) a deputada estadual Andrea Murad ocupou a tribuna da Assembleia e chamou Flávio de “propineiro barato” e “extorquidor”.

A parlamentar questionou as medidas que Dino vem tendo no comando do Estado, dizendo que ele pode estar cobrando propinas às empresas que atuam no Maranhão. Ela citou, como exemplo, o Grupo Mateus que foi beneficiado com a aprovação de um projeto de lei encaminhado pelo governo à Assembleia, no qual a empresa passará a pagar apenas 2% do ICMS.

Andrea Murad disse que Flávio Dino beneficiou o empresário Ilson Mateus com único objetivo de receber “ajuda” para garantir sua reeleição em 2018.

“Quanto será que ele cobra de propina para as empresas daqui? Será que o projeto aprovado nesta Casa beneficiando uma empresa ele vai tentar extorquir o Mateus? Eu não acredito que o Mateus irá aceitar uma coisa dessas”, disparou.

Clique e veja:

Prefeitura de Pinheiro faz acordo com a Cemar e consegue religação de energia no Residencial Bom Viver

Por Luís Pablo Política
 

Luciano Genésio assina acordo com Cemar

Os moradores do Residencial Bom Viver, no bairro Bubalina, na cidade de Pinheiro, têm muito o que comemorar. Após passar a madrugada de ontem, dia 11, sem energia depois que a Cemar desligou o fornecimento no local, um acordo feito pela Prefeitura de Pinheiro, sob comando do prefeito Luciano Genésio, conseguiu o religamento do serviço.

As centenas de família do Residencial Bom Viver, que é composto por casas do projeto Minha Casa Minha Vida, procuraram o prefeito Luciano Genésio nas primeiras horas da manhã para que o mesmo pudesse solucionar o problema.

Ao saber da situação, Genésio se reuniu com os moradores na Praça José Sarney e, em seguida, acompanhado do comandante da PM, dos delegados municipais, vereadores e da assessoria jurídica do município, se reuniu com os gestores da Cemar.

Na ocasião, ficou acertado que a religação seria feita em até 48 horas, porém horas depois a Cemar já iniciou os serviços na localidade. Além disso, enquanto ocorre a regularização dos moradores junto a Cemar, a Prefeitura assumiu o compromisso e irá arcar com as despesas de energia no Residencial.

“Flávio Dino usou o mandato para extorquir”, diz Andrea Murad

Por Luís Pablo Política
 

A inclusão do nome do governador Flávio Dino na lista do relator da Lava Jato, ministro Edson Fachin, teve grande repercussão na sessão da Assembleia Legislativa do Maranhão, nesta quarta-feira (12).

O discurso mais caloroso foi da deputada estadual Andrea Murad (PMDB). Ela chamou Flávio de “extorquidor” e de “proprineiro barato.”

Deputada Andrea Murad

Deputada Andrea Murad

“Flávio Dino usou o mandato de deputado para extorquir. Flávio Dino é propineiro barato”, disparou Andrea.

A peemedebista disse ainda que não adianta agora o governador tentar se defender nas redes sociais.

“Não adianta o governador Flávio ir mais uma vez para o Twitter, chorar, chorar. Não existe meias verdades,” disse.

Deputado chama Flávio de ‘propineiro’

Por Luís Pablo Política
 
Flávio Dino na mira da Lava Jato

Flávio Dino na mira da Lava Jato

O deputado estadual Sousa Neto (PROS) fez um duro discurso, na Tribuna da Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira (12), em sessão plenária marcada pela manobra, sem sucesso, da bancada governista de defender o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), apontado nas investigações da Operação Lava Jato, de ter recebido o valor de R$ 400 mil da Empresa Odebrecht.

“Um governador que diz que tem moral, que sempre acusa e não gosta de ser acusado, que se intitula professor de Deus. Que se diz paladino da verdade, jamais pensou que fosse citado, em rede nacional, na delação da Lava Jato. Desesperado nas redes sociais, tentando defender o indefensável. Propineiro, recebeu R$ 400 mil da Odebrecht. E agora, vai explicar o quê? Ele já sabia que tinha recebido, tanto que soltou uma nota. Agora, todos os deputados da base governista querendo defender o indefensável. Mentiroso, nunca me enganou! Nunca enganou a oposição e nem os maranhenses”, disparou Sousa Neto.

Deputado Sousa Neto

Deputado Sousa Neto

Sousa Neto falou do desespero comunista com a repercussão nacional do envolvimento de Dino na Lava Jato: “O seu secretário mor, Márcio Jerry, não dorme e passa a madrugada inteira no twitter tentando se defender, e agora vai dizer o que o paladino da moralidade? O que esses comunistas sabem é vender, e cara, a imagem fora do Maranhão, gastando milhões de reais em falsas propagandas. O Maranhão e o Brasil inteiro, agora, estão conhecendo a sua verdadeira face”.

Em sua fala, o deputado destacou seu papel, enquanto parlamentar de oposição, e disse que continuará defendendo a causa do povo do Maranhão. “Sempre fui, desde o começo da legislatura, um deputado de Oposição nesta Casa, responsável, porque sempre trouxe fatos devidamente comprovados, desse governo que é uma farsa, o qual só vai durar mais 1 ano e seis meses, porque essa tal ‘mudança’ veio para pior. Pau que bate em Chico, governador, bate em Francisco também. Cria uma secretaria de transparência para perseguir as pessoas, e não gosta de ser contestado. Sempre acusa as pessoas, e não gosta de ser acusado”.