Toca Serra recebe apoio de lideranças para sua pré-candidatura de deputado

Por Luís Pablo Política
 

Faltando seis meses para as eleições, o pré-candidato a deputado estadual Toca Serra segue garantindo apoios importantes. Na terça-feira, 17, durante todo o dia, ele se reuniu com várias lideranças da capital maranhense e região metropolitana.

Lideranças das regiões do Bairro de Fátima, Coroadinho Bom Jesus, Anjo da Guarda, Santa Clara, Liberdade, conjunto Bequimão e de Paço do Lumiar. Todos garantiram apoio ao projeto de Toca Serra.

No começo do mês, ele também já havia fechado o apoio de lideranças do município de Santa Filomena do Maranhão.

Toca Serra disputará o cargo pelo Partido Ecológico Nacional (PEN) no Maranhão, o qual se filiou após sair do Partido Trabalhista Cristão (PTC).

MAIS ESCÂNDALO NA SAÚDE! Mariano relata esquema em hospital que tem filho de deputado como diretor

Por Luís Pablo Política
 

Flávio Dino recebendo apoio de Edson Araújo em 2014

Flávio Dino recebendo apoio de Edson Araújo em 2014

Mais um caso escandaloso foi relatado pelo médico Mariano de Castro em sua ‘carta-bomba’. Trata-se das maternidades Maria do Amparo, Santa Casa e a Marly Sarney.

Segundo o médico, foi colocado dentro do contrato da Marly, que é uma unidade hospitalar do Estado, um valor para ser repassado para as maternidades Maria do Amparo e Santa Casa, que já tem contrato com a Prefeitura de São Luís-MA.

Mariano diz que o valor foi de R$ 288 mil para cada maternidade mensalmente. Ocorre que, segundo ele, nenhum serviço era prestado, mas era incluído na prestação de contas da Marly Sarney.

“No início da administração havia um conflito nas maternidades, fiquei sabendo que as maternidades Maria do Amparo tinha contrato com o município, além da maternidade Santa Casa… e seria colocado dentro do contrato da Marly o valor de 288.000,00 (mensal) para cada maternidade, ou seja, 288.000,00 para Amparo e 288.000,00 para Santa Casa… sem prestar esses serviços, apenas incluso na prestação de contas da Marly…”, escreveu Mariano em sua carta.

O médico ainda relata que alguém atestava a nota para que o pagamento fosse efetuado e diz que seria o diretor da Marly. “Alguém atestava… acho que o diretor da Marly. Mais de meio milhão por mês”, disse Mariano.

O Blog do Luís Pablo apurou que o diretor da maternidade do Estado é Edson Cunha de Araújo Júnior, filho do deputado estadual Edson Araújo, que fazia parte da base de apoio do então candidato a governador Edinho Lobão (MDB), mas pulou de barco ainda durante a campanha eleitoral de 2014 para apoiar Flávio Dino.

Esse é mais um caso para Polícia Federal investigar.

MAIS UMA PROVA PARA PF! Flávio Dino e o empresário que fez os leitos de hospital do governo pagos por Mariano

Por Luís Pablo Política
 
Empresário Raimundo Nonato e o governador Flávio Dino

Empresário Raimundo Nonato e o governador Flávio Dino

A equipe de reportagem do Blog do Luís Pablo caiu em campo e descobriu mais uma prova que compromete ainda mais o governador Flávio Dino (PCdoB) na revelação feita pelo médico Mariano de Castro sobre a inauguração de 25 leitos no Hospital Macrorregional de Coroatá-MA.

O homem que aparece na imagem acima ao lado do governador é o “Raimundinho”, empresário citado na carta-bomba de Mariano como responsável pelas obras dos leitos do Macrorregional, que foi inaugurado por Flávio Dino em junho de 2016.

Foi o próprio empresário Raimundo Nonato que publicou em sua rede social a foto com Flávio, mostrando uma certa intimidade ao receber o governador no helicóptero do CTA (Centro Tático Aéreo).

A empresa de Raimundo Nonato, que está no nome da sua mulher, presta serviço de manutenção no hospital, além também de fazer várias serviços para Prefeitura de Coroatá, comandada por Luis da Amovelar Filho, aliado do governo.

Na carta, Mariano diz que transferiu dinheiro para conta do empresário pela obra dos 25 leitos Macrorregional de Coroatá-MA. “Em Coroatá, fui responsável pela inauguração de 25 leitos pagando ao Raimundinho […] [fez a obra], transferência da minha conta para a conta dele”, escreveu o médico. Veja mais aqui.

Essa imagem é mais uma prova para a Polícia Federal, que investiga uma teia de corruptos na saúde pública do Maranhão.

Bomba, Bomba e Bomba! Mariano tirou dinheiro da própria conta para Flávio Dino inaugurar leitos de hospital

Por Luís Pablo Política
 
Governador Flávio Dino e o médico Mariano

Governador Flávio Dino e o médico Mariano

A primeira carta escrita pelo médico Mariano de Castro e Silva tem dado o que falar. O médico, que revela uma serie de esquemas na saúde pública do Maranhão, cita um grande escândalo envolvendo o governador Flávio Dino (PCdoB).

No manuscrito, Mariano diz que tirou dinheiro da sua conta pessoal para Flávio Dino entregar 25 leitos no Hospital Macrorregional de Coroatá-MA.

O governador compareceu na inauguração dos leitos, juntamente com o secretário Carlos Lula (Saúde) e o então candidato a prefeito Luis da Amovelar Filho, conforme o Blog do Luís Pablo mostra na imagem abaixo.

O mais grave é que os leitos foram entregues em 2016, em pleno ano eleitoral. Na época, o município de Coroatá era administrado pela prefeita Teresa Murad, esposa do ex-secretário Ricardo Murad, declaradamente inimigo número 1 de Flávio Dino.

Na reta final das eleições de 2016, Flávio botou várias máquinas para asfaltar as ruas da cidade com objetivo de favorecer Amovelar Filho, que acabou vencendo as eleições. Por conta disso, Amovelar responde uma ação na Justiça Eleitoral.

A carta de Mariano revela que o governo atropelou as leis da administração pública só para entregar os leitos do Macrorregional de Coroatá em ano de eleição. O médico ainda diz que tem todos os extratos das transferências da sua conta para o dono da empresa que realizou a obra.

“Em Coroatá, fui responsável pela inauguração de 25 leitos pagando ao Raimundinho […] [fez a obra], transferência da minha conta para a conta dele, além de pagar vários ar-condicionados em Teresina […] que o próprio Raimundinho foi buscar… Posso mostrar os extratos de transferências… Pagos…”, escreveu Mariano.

A equipe de reportagem do Blog apurou que o homem citado como Raimundinho é responsável pela empresa N. B. DA SILVA EIRELI, que está em nome de Nathalia Baima da Silva, que seria sua esposa.

Abaixo as provas:

Flávio Dino inaugurando os 25 leitos do Hospital Macrorregional de Coroatá

Flávio Dino inaugurando os 25 leitos do Hospital Macrorregional de Coroatá

Trecho da carta-bomba de Mariano

Trecho da carta-bomba de Mariano

Ministério Público pede bloqueio de bens de Sebastião Madeira

Por Luís Pablo Política
 

Sebastião Madeira, ex-prefeito de Imperatriz

O Ministério Público do Maranhão propôs Ação Civil Pública por improbidade administrativa contra o ex-prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira.

Além dele, o ex-procurador-geral do município, Gilson Ramalho de Lima, e o juiz titular da Fazenda Pública de Imperatriz, Joaquim da Silva Filho, também foram acionados.

A ACP, protocolada no dia 13, foi elaborada pelos titulares da 1ª e 6ª Promotorias de Justiça Especializada em Defesa do Patrimônio Público e Probidade Administrativa, Nahyma Ribeiro Abas e Albert Lages Mendes.

De acordo com as investigações do Ministério Público, Sertammy Andrade Melo e Jaqueline Ferraz dos Santos foram nomeadas para o cargo em comissão de assessoras jurídicas, lotadas na Procuradoria-Geral do Município. No entanto, as servidoras foram cedidas para prestarem serviços de natureza particular ao juiz da Vara da Fazenda Pública de Imperatriz, Joaquim da Silva Filho.

O MPMA apurou que o envio das servidoras para o gabinete do juiz não obedeceu a procedimentos legais nem foi informado à direção do Fórum ou ao Tribunal de Justiça. Além disso, o Artigo 85 do Estatuto dos Servidores Públicos do Município de Imperatriz prevê a possibilidade de cessão apenas de servidores efetivos para prestarem serviços em outros órgãos, vedando assim a disponibilidade de pessoas em cargos de comissão.

“Todo o processo de lotação das servidoras foi realizado na mais absoluta informalidade, contrariando os trâmites necessários para a realização deste tipo de cessão, o que leva a presumir que elas estavam prestando serviço de natureza particular às expensas do erário municipal”, ressalta o promotor de justiça Albert Lages Mendes.

O depoimento das testemunhas também constatou que apesar de as servidoras estarem sob o regime de jornada de trabalho semanal de 40 horas, o magistrado permitia que elas cumprissem jornada de trabalho de apenas 20 horas semanais, quatro horas por dia, caracterizando lesão ao erário.

“Não havia interesse público em jogo que justificasse a nomeação e cessão das servidoras, mas única e exclusivamente o interesse do ex-prefeito e do ex-procurador-geral em agradar o magistrado, nomeando pessoas do seu círculo de amizade, já que Sertammy já havia estagiado voluntariamente no gabinete do juiz” , conclui a promotora de justiça Nahyma Ribeiro Abas.

PEDIDO

O Ministério Público pediu ao Poder Judiciário que bloqueie os bens dos requeridos e aplique as sanções listadas no artigo 12 da Lei de Improbidade Administrativa, que prevê ressarcimento integral do dano ao erário, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de três a dez anos e proibição de contratar com o poder público por até dez anos.

Bomba! Mariano revela que Leonardo Sá tem esquema nos hospitais do Estado

Por Luís Pablo Polícia / Política
 
Médico Leonardo Sá

Médico Leonardo Sá

O Blog do Luís Pablo publicou, na semana passada, que o médico e pré-candidato a deputado federal Leonardo Sá tinha uma ligação suspeita com empresas que prestam serviços no Hospital Macrorregional de Pinheiro (reveja aqui).

A suspeita foi confirmada na carta do médico Mariano de Castro e Silva, que revelou novos fatos. O médico diz que não só Leonardo Sá, mas também o seu pai, médico Francisco de Assis Pires de Sá, participam da teia de corrupção na saúde pública do Maranhão.

Mariano revela ainda que Leonardo recebe uma participação mensal no Hospital de Monção-MA e que após a inauguração do Hospital de Pinheiro “foi briga demais”, supostamente referindo-se a uma confusão entre políticos para indicar empresas na unidade hospitalar.

Leonardo Sá deverá ser chamado na Superintendência Regional de Polícia Federal no Maranhão para prestar depoimento sobre a carta-bomba do médico Mariano.

Desembargadores mantêm decisão que concede habeas corpus para Lúcio André

Por Luís Pablo Judiciário
 

Empresário Lúcio André

Empresário Lúcio André

Foi julgado hoje, dia 18, no pleno do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA) o caso do empresário Lúcio André, que foi acusado pela ex-companheira de agressão.

Por unanimidade, os desembargadores decidiram manter o habeas corpus para o empresário, julgando pela impossibilidade da mudança de voto do desembargador Raimundo Melo.

Raimundo havia votado a favor do HC, mas depois de uma semana mudou seu entendimento e apresentou uma nova decisão em desfavor do empresário, que recorreu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

O ministro Felix Fischer derrubou e questionou a decisão de Raimundo Melo, dizendo que o desembargador não poderia ter mudado seu voto. Veja a decisão aqui.

Agora o empresário Lúcio André responderá em liberdade.

LAMENTÁVEL! Cemar corta energia da Prefeitura de Chapadinha

Por Luís Pablo Política
 

A situação na cidade de Chapadinha-MA, comandada pelo prefeito Magno Bacelar, não está nada boa.

Nesta terça-feira, 17, a Companhia Energética do Maranhão (Cemar), cortou a energia da sede da Prefeitura de Chapadinha. Também foi feito o desligamento da energia do Mercado Central e da Rodoviária da cidade.

Segundo apurou o Blog do Luis Pablo a dívida com a Cemar ultrapassa os R$ 200 mil.

Essa não é a primeira vez que ocorre corte de energia em órgãos da Prefeitura. No ano passado, por exemplo, o Conselho Tutelar e a Guarda Municipal foram alguns dos que foram afetados.

Além do absurdo envolvendo a falta de pagamento de energia que culminou no corte pela Cemar, funcionários e fornecedores da Prefeitura estão sem receber seus salários e repasses.

Carta de despedida de Mariano deixa prefeito de Coroatá preocupado

Por Luís Pablo Política
 
Prefeito de Coroatá, Luis da Amovelar Filho

Prefeito de Coroatá, Luis da Amovelar Filho

O Blog do Luís Pablo foi informado que a divulgação da carta de despedida do médico Mariano de Castro e Silva deixou bastante preocupado o prefeito da cidade de Coroatá-MA, Luis da Amovelar Filho.

Mariano cita dois auxiliares de Luis Filho: o secretário de Saúde Dr. Vinicius Araújo e o seu adjunto Ribamar Filho, mais conhecido como Cientista. Veja aqui.

A citação do médico compromete a administração de Amovelar Filho, que já teve Mariano como seu funcionário. O médico comandou o SAMU da cidade, tanto na sua gestão quanto na do seu pai, ex-prefeito Luis da Amovelar, entre 2005 e 2012.

Na época, Mariano chegou a receber salário que ultrapassava R$ 130 mil, tendo ainda seis matrículas funcionais diferentes.

A Polícia Federal deve investigar a relação do médico com o prefeito e seus auxiliares.

Ministro do STJ defere liminar em favor do empresário Lúcio André

Por Luís Pablo Política
 
Empresário Lúcio André

Empresário Lúcio André

o ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), derrubou e questionou a decisão do desembargador maranhense Raimundo Melo no caso do empresário Lúcio André, que foi acusado de agredir a ex-companheira.

Na decisão, o ministro diz que o desembargador não poderia ter mudado seu voto. Raimundo Melo havia acompanhado o voto do desembargador Antônio Bayma Araújo à favor do habeas corpus do empresário, no dia 3 deste mês.

Após uma semana, no dia 10, o magistrado mudou seu entendimento sobre o pedido de HC, apresentando a nova decisão na sessão da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA).

“Segundo se infere dos autos, o motivo para eventual a modificação do resultado do julgamento do Habeas Corpus seria error in judicando, ou seja, avaliação equivocada dos fatos e provas, circunstâncias que primo ictu oculi, não autoriza modificação do resultado do julgamento”, disse Fischer que deferiu, parcialmente, o pedido de liminar de Lúcio André, “tão somente para suspender, até o julgamento do mérito”.

Com a decisão do ministro, o empresário irá responder em liberdade e deixa de ser foragido perante a Justiça. Abaixo a decisão: