“Flávio Dino deveria sentir vergonha e Dilma por a mão na consciência”, diz Teresa Murad sobre perseguição política

Por Luís Pablo Política
 

Prefeita Teresa Murad

Prefeita Teresa Murad

A prefeita Teresa Murad declarou ontem (12) para a imprensa o seu repúdio ao governador Flávio Dino (PCdoB) e à presidente Dilma Rousseff pelo veto ao projeto de implantação da EMBRAPA COCAIS em Coroatá-MA.

O investimento seria de R$ 65 Milhões, orçamento que foi aprovado pela Câmara de Deputados e contemplado no Plano Plurianual do Governo Federal.

“Tivemos um grande trabalho, nos articulando junto ao deputado Hildo Rocha que, de forma tão eficiente, conseguiu incluir esse projeto no PPA que foi aprovado sem resistências pelo Congresso Nacional”, disse a prefeita.

Teresa Murad ressaltou a importância da EMBRAPA COCAIS e disse que a empresa tem a missão de viabilizar, por meio da pesquisa, desenvolvimento e inovação, soluções para a sustentabilidade da agricultura dos ambientes Cocais e Planícies Inundáveis, com destaque para o segmento da agricultura familiar. Mas, lamentavelmente, por decisões políticas não será mais instalada em Coroatá.

“Flávio Dino deveria sentir vergonha de ser governador do Maranhão e a presidente Dilma Rousseff deveria por a mão na consciência, ser grata ao povo maranhense que deu a ela a maior votação dentre todos os estados do país, e retirar esse absurdo para que Coroatá receba aquilo que tem direto por decisão do Congresso Nacional que é composto pela Câmara dos Deputados e pelo Senado da República”, declarou a prefeita.

Professora de Coroatá denuncia perseguição de diretora aliada ao governo

Por Luís Pablo Política
 

Thate Carvalho Brito 1A professora Antônia Pereira, que é professora da Rede Estadual de Ensino e leciona na cidade de Codó, alega perseguição por parte da diretora do Centro de Ensino Francisco Gonçalves Magalhães durante avaliação do Sistema Integrado de Administração de Recursos Humanos(SIARH), que é feita anualmente sobre os professores.

De acordo com Antônia, a diretora identificada como Maria do Carmo, que é aliada do governador Flávio Dino, agiu de má fé e faltou com a verdade apenas com o objetivo de prejudicar os professores.

A docente afirma ainda que diversos itens da avaliação feita pela gestora não condizem com a realidade e alguns, como o de pontualidade, ela nem teria como avaliar porque dificilmente está cedo na escola.

Além disso, a gestora, segundo denúncia da professora, não tem preparo administrativo e pedagógico, pois a mesma nunca tinha administrado uma escola e, durante o ano de 2015, nunca buscou o diálogo entre os docentes.

“A diretora nem se quer passou na prova que lhe habitaria para o cargo de diretor/gestor de escola, pois a mesma não cumpriu os itens necessários estabelecidos pelo governador eleito Flávio Dino em seu discurso de posse quando estabeleceu 17 atos entre eles o item 8 que fala sobre Gestão escolar democrática (Decreto nº 30.619), que dispõe sobre o processo seletivo democrático para as funções de gestão escolar das unidades de ensino da rede pública estadual”, revela a professora.

Com escolas interditadas, estudantes de Balsas ainda não começaram o ano letivo

Por Luís Pablo Política
 

escola

Devido a problemas estruturais, os prédios onde funcionam as escolas da cidade de Balsas-MA foram todos interditados e por isso os estudantes ainda não começaram o ano letivo.

São mais de dois mil alunos aguardando que a Prefeitura tome as providencias necessárias nas Escolas Eliezilda Coelho Rocha e Senador Alexandre Costa para que as aulas finalmente tenham início.

Ambas as escolas enfrentam problemas de longa data e que são de conhecimento da Prefeitura. Rachaduras no piso, nas paredes e falta de cobertura no teto são alguns deles.

No caso da Escola Eliezilda Coelho Rocha existe, ainda, um buraco que está ligado à fossa do prédio e que foi aumentado com as últimas chuvas da região.

Administrada pelo prefeito Luís Rocha, o rochinha, Balsas vem sofrendo com o abandono e o descaso da gestão nos mais diversos setores. É lamentável!

Tribunal de Justiça recebe denúncia contra prefeito enrolado de Pedreiras

Por Luís Pablo Política
 

Prefeito enrolado Totonho Chicote

Prefeito enrolado Totonho Chicote

A 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) recebeu denúncia contra o prefeito de Pedreiras, Francisco Antônio Fernandes da Silva, o enrolado Totonho Chicote, acusado pelo Ministério Público do Maranhão (MPMA) de desvirtuar o caráter competitivo em seis procedimentos licitatórios naquele Município.

De acordo com o MPMA, o prefeito cometeu várias irregularidades com a nítida intenção de restringir o acesso de participantes nos referidos processos licitatórios, beneficiando diretamente as empresas vencedoras dos certames (Pregão Presencial nº 059/2013, Pregão Presencial nº 054/2013, Tomada de Preços nº 002/2013, Tomada de Preços nº 010/2013, Pregão Presencial nº 037/2013 e Pregão Presencial nº 34/2013).

As mesmas teriam sido contratadas sem apresentar diversos documentos de habilitação exigidos. A soma dos valores contratados atingiu a marca de mais de R$ 5 milhões.

Segundo a denúncia, os editais dos processos licitatórios continham cláusulas restritivas à competitividade. As licitações teriam sido conduzidas sem a devida observância ao regramento legal atinente à publicidade, reduzindo sensivelmente a participação de empresas interessadas em participar dos certames.

Em sua defesa, o prefeito Francisco Antônio apontou equívoco na denúncia do MPMA, afirmando que as cláusulas apontadas como restritivas visaram tão somente assegurar que os objetos licitados fossem plenamente executados.
Quanto à observância do Princípio da Publicidade, ressaltou que todos os procedimentos licitatórios impugnados tiveram seus editais publicados no Diário Oficial da União, Diário Oficial do Estado e no Jornal dos Municípios, vinculado à FAMEM.

Para o relator do processo, desembargador Vicente de Paula, a denúncia do MPMA preenche todos os requisitos do artigo 41 do Código de Processo Penal, por trazer a exposição completa dos fatos e circunstâncias em que ocorreram as irregularidades.

“O recebimento da denúncia é medida que se impõe, viabilizando-se com a instauração da ação penal, a imprescindível instrução processual para apuração dos fatos”, assinalou o magistrado.

O voto do relator foi seguido pelos desembargadores José Bernardo Rodrigues (presidente da câmara) e José Luiz Almeida.

Regina Rocha contesta decisão de Froz Sobrinho e quer Pacovan de volta à prisão

Por Luís Pablo Política
 

Pacovan

Pacovan

Liberado por um habeas corpus concedido no dia 31 de janeiro pelo desembargador José de Ribamar Fróz Sobrinho, o agiota Josival Cavalcante da Silva, conhecido como Pacovan, pode voltar ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

O pedido de reconsideração da decisão que culminou na soltura do agiota foi ajuizado pela procuradora-geral de justiça, Regina Lúcia de Almeida Rocha, nesta sexta-feira (12) no Tribunal de Justiça do Maranhão.

A procuradora-geral alega que o desembargador Froz Sobrinho violou, com sua decisão, o princípio da colegialidade, usurpando a competência da 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça, da qual é integrante, que já havia iniciado o julgamento final do habeas corpus interposto pela defesa do acusado.

O Ministério Público destaca também que o acusado é perigoso e deve ser mantido preso visando a garantia da ordem pública. Indivíduo de altíssimo grau de periculosidade, a merecer as mais gravosas medidas previstas no ordenamento jurídico para conter as suas ações.

Além disso, um dia após ter sido beneficiado pelo habeas corpus, Pacovan foi detido pela polícia. No veículo em que ele estava foi encontrado uma pistola Taurus, que seria de um dos seus acompanhantes identificado como Thamerson Fontinele.

O que se espera de alguém que esteja em liberdade provisória e sujeito à fiscalização das condições para manutenção do benefício era que, de pronto, recusasse a permanência do armamento no veículo, argumenta a procuradora-geral, que já havia, no último dia 4, interposto mandado de segurança também com o objetivo de tornar sem efeito o habeas corpus concedido ao acusado Josival Cavalcante da Silva.

HISTÓRICO

Pacovan estava preso desde 18 de novembro em uma operação conjunta da Polícia Civil e do Ministério Público do Maranhão, por meio do Grupo de Atuação Especial no Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), após a descoberta de diversos esquemas de desvio de verbas públicas, envolvendo agiotas, prefeitos e ex-prefeitos de municípios maranhenses.

Josival Cavalcante da Silva seria um dos líderes de uma organização criminosa que pratica a agiotagem no estado. A prisão dele e de outros integrantes da organização foi determinada pela justiça da Comarca de Bacabal. Na ocasião, também foi preso o ex-prefeito de Bacabal, Raimundo Nonato Lisboa.

Em Altamira do Maranhão, Glalbert Cutrim assiste de “camarote” Othelino Neto perseguir sua base eleitoral

Por Luís Pablo Política
 

Deputado Glalbert Cutrim

Deputado Glalbert Cutrim

Se depender do deputado estadual Glalbert Cutrim, o prefeito de Altamira do Maranhão, Ricardo Miranda, não conseguirá nada do governo.

É que o deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) tem feito uma verdadeira perseguição para impedir repasse do Estado para o município.

Tudo porque Othelino apoia o candidato de oposição, o ex-prefeito Professor Arnaldo, que não conseguiu se reeleger por conta da sua administração desastrosa.

O ex-gestor, inclusive, tem respondido a tanto processo, que poderá se tornar um ficha suja e não disputar a próxima eleição.

Lideranças ligadas ao atual prefeito reclamam do posicionamento de Glalbert, que tem assistido de “camarote” a perseguição de Othelino.

“Ele [Glalbert Cutrim] não tem força nenhuma. Deputado fraco e não tem respaldo. Agora quem está ajudando e fazendo alguma coisa é o João Marcelo [deputado federal], que já liberou três emendas”, disse uma liderança que apoiou Glabert no município.

Produtora “4 Mãos” comunica o adiamento do show da Banda Vingadora

Por Luís Pablo Diversão
 

Vocalista da Banda Vingadora

Vocalista da Banda Vingadora

A produtora “4 Mãos Entretenimento” comunicou, por meio do Instagram, o adiamento do show da Banda Vingadora, que aconteceria neste sábado, dia 13, em São Luís-MA.

A “4 Mãos” informou ainda que os clientes que adquiriram antecipadamente os ingressos, poderão se encaminhar a partir das 15h de hoje (12), ao mesmo ponto de venda que comprou o ingresso.

A festa “Ressaca do Carnaval”, que seria realizada na Nova Batuque Brasil, era muito aguardada por conta do sucesso da música “Paredão Metralhadora”, que venceu como a música do Carnaval de Salvador 2016 e já considerada como o hit das paradas de sucesso.

Abaixo o comunicado da produtora:

4 Mãos Entretenimento

Apocalipse! Dois evangélicos usam igrejas para comandar Prefeitura de São Luís

Por Luís Pablo Política
 
Edivaldo Holanda Júnior e Eliziane Gama

Edivaldo Holanda Júnior e Eliziane Gama

É o fim dos tempos. Dois evangélicos travam uma verdadeira guerra santa para chegarem ao poder de comandar à Prefeitura de São Luís-MA.

De um lado o atual prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), que vai para reeleição. E do outro a deputada federal Eliziane Gama (Rede).

Edivaldo ligado a Igreja Batista e Gama à Assembleia de Deus. Ambas vêm usando a religião para ganhar a eleição de outubro deste. E isso é fato.

Tanto que promoveram na quarta-feira de cinzas, dia 10, duas grandes festas gospel, numa disputa pelo eleitorado evangélico da capital.

Eliziane realizou no Aterro do Bacanga um “Encontro de Retiros”, com atrações internacionais e muito caras, como Aline Barros e a bancada norte-americana Christafari.

Já Edivaldo Holanda fez a festa na Maria Aragão, para o evento “Ora São Luís”, com o apoio do Governo do Estado.

Os dois eventos dos pré-candidatos arrastaram uma multidão, inclusive com a presença de pastores, rebanho evangélico e lideranças, com único objetivo de alcançar seus projetos eleitorais.

Em tempo: Mateus diz no capítulo 6 versículo 24 que “não podeis servir a Deus e a Mamom – é um termo, derivado da Bíblia, usado para descrever riqueza material ou cobiça”.

Pacientes denunciam que Hospital do Câncer do MA está sem medicamentos

Por Luís Pablo Política
 

hospital_do_cancer

O Blog do Luís Pablo recebeu mais uma grave denúncia envolvendo a Secretaria de Estado da Saúde (SES). Dessa vez são os medicamentos quimioterápicos destinados aos pacientes com câncer do Hospital Tarquinio Lopes que estão em falta.

Segundo a denúncia, há mais ou menos dois meses faltam medicamentos, pacientes não estão conseguindo fazer suas quimioterapias. Os pacientes que vêm do interior do Estado a procura dos remédios retornam de mãos vazias e são obrigados a interromper seus tratamentos.

Ainda de acordo com as informações repassadas ao Blog, não é a primeira vez que ocorre a falta de medicamentos dessa natureza no local.

“Só agora nessa nova gestão que esta acontecendo essa falta de medicamentos. Eu não posso ficar um dia sem tomar meus remédios, corro risco de vida, mas parece que os governantes e seus respectivos secretários não se importam com a saúde de terceiros”, diz a paciente que enviou a denúncia ao Blog.

O caso é de conhecimento da Secretaria de Estado da Saúde (SES), mas até o momento nada foi resolvido. Marcada por diversas irregularidades, a pasta mostra cada vez mais o quanto vem sendo mal administrada pelo médico Marcos Pacheco.

FARRA COM DINHEIRO PÚBLICO! Governo libera milhões de “fundo a fundo” aos aliados

Por Luís Pablo Política
 

Ser aliado do governo Flávio Dino é ter garantia de excelentes parcerias e dinheiro entrando na conta. A prova disso foram as gordas transferências feitas pelo governo aos municípios comandados por aliados.

Do total de R$ 13.295.000,00 transferidos do Fundo Estadual de Saúde (FES) pelo governo do Estado aos fundos de saúde de 29 municípios maranhenses, as maiores fatias foram destinadas aos aliados da atual gestão.

Graças às transferências “fundo a fundo”, que foram publicadas no Diário Oficial do Estado de 4 e 5 de janeiro de 2016, as cidades de Dom Pedro e São Domingos do Maranhão têm muito o que comemorar. Ambos receberam mais de um milhão de reais em repasses.

No caso de Dom Pedro foram R$ 1,1 milhão e em parcela única. A cidade é administrada por Ernando Macedo (PCdoB), que é filho do principal doador da campanha de Flávio Dino, o empresário Dedé Macedo (PDT).

Dividido em duas parcelas no valor de R$ 840 mil e R$ 190 mil, São Domingos do Maranhão, comandada pelo aliado Kléber Tratorzão (PP), também garantiu sua excelente parte.

Para o governo que pregou tratamento igual e nada de privilégios aos seus aliados, a realidade vem sendo completamente diferente do discurso.

Confira a lista completa abaixo:

São Domingos do Maranhão R$840.000,00

Governador Archer R$150.000,00

Central do Maranhão R$100.000,00

Tuntum R$600.000,00

Fernando Falcão R$350.000,00

São João do Paraíso R$150.000,00

Esperantinópolis R$250.000,00

Paulo Ramos R$150.000,00

Araguanã R$150.000,00

Porto Franco R$750.000,00

Mata Roma R$425.000,00

São Domingos do Maranhão R$190.000,00

Anapurus R$300.000,00

Santa Helena R$180.000,00

Matinha R$300.000,00

Bom Lugar R$500.000,00

Apicum-Açu R$200.000,00

Fernando Falcão R$350.000,00

Santa Helena R$140.000,00

Nova Colinas R$300.000,00

Dom Pedro R$1.150.000,00

Tufilândia R$100.000,00

Afonso Cunha R$300.000,00

Anapurus R$200.000,00

Duque Bacelar R$360.000,00

Duque Bacelar R$180.000,00

Turiaçu R$500.000,00

Chapadinha R$500.000,00

Junco do Maranhão R$300.000,00

Mata Roma R$700.000,00