Empresa tem contrato em 3 secretarias e vários órgãos do governo. Isso pode?

Por Luís Pablo Política
 
Empresário Pedro Aquino, secretário Márcio Jerry e o governador Flávio Dino

Empresário Pedro Aquino, secretário Márcio Jerry e o governador Flávio Dino

A Clasi Segurança Privada é uma das empresas mais privilegiadas no governo desde que Flávio Dino assumiu o comando do Estado em 2015.

Em quase dois anos, a Clasi faturou muito dinheiro dos cofres estaduais. Pedro Aquino, que é proprietário da empresa, já ganhou até o apelido de queridinho do governo.

Segundo os empresários, Pedro é protegido do secretário de Articulação Política e de Comunicação, Márcio Jerry, e por isso vem tendo inúmeros contratos com o governo. (Releia aqui e aqui )

Em 2015, por exemplo, a Clasi garantiu R$ 7.554.163,64 do Estado, por meio de contratos com a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Já neste ano, o valor embolsado é quase quatro vezes maior. Segundo dados do Portal de Transparência, até o momento, a empresa já recebeu R$ 28.833.043,45 do governo. Somente da Seduc foram quase R$ 21 milhões.

Atualmente, a Clasi possui contratos celebrados com a UEMA, Detran, Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema), Viva Cidadão, Fundo Estadual de Desenvolvimento Industrial, Fes/Unidade Central e com as Secretarias de Estado da Cultura, Educação e Esporte e Lazer.

Uma verdadeira farra de contratos.

Como uma única empresa pode ganhar tanto contrato assim? Há algo de estranho e que precisa ser investigado.

Confira abaixo a lista detalhada dos valores de 2015 e 2016:

‘Viúva da Mega-Sena’ é condenada a 20 anos de prisão pela morte do marido

Por Luís Pablo Política
 

G1

Adriana, viúva de Renné Senna, é acusada de planejar a morte do marido

Adriana, viúva de Renné Senna, é acusada de planejar a morte do marido

A ex-cabeleireira Adriana Ferreira de Almeida, conhecida como ‘viúva da Mega-Sena’, foi condenada a 20 anos de prisão — inicialmente em regime fechado – pela morte do marido Renné Senna. A sentença foi proferida pelo II Tribunal do Júri de Rio Bonito (RJ), na noite desta quinta-feira (15).

Adriana foi condenada pelo crime de homicídio duplamente qualificado, por motivo torpe e quando não há chance de defesa, e foi considerada mandante do assassinato. O crime aconteceu em janeiro de 2007.

Na sentença, o juiz Pedro Amorim Gotlib Pilderwasser decretou a prisão preventiva da ré, descartando a possibilidade de Adriana recorrer em liberdade, ressaltando que durante as tentativas de intimação para o julgamento, ela não foi localizada.

Adriana havia sido absolvida em dezembro de 2011, pelo Conselho de Sentença de Rio Bonito. Mas, em abril de 2014, o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) julgou recurso do Ministério Público estadual e decidiu submeter Adriana a novo júri.

Os desembargadores da 8ª Câmara Criminal acolheram a tese do MPRJ de que a decisão dos jurados foi manifestamente contrária à prova dos autos.

Imagem do dia: os únicos que foram contra o aumento de imposto

Por Luís Pablo Política
 

Os deputados que ilustram a imagem desta postagem são os únicos que votaram hoje, dia 16, contra o aumento de imposto proposto pelo governador Flávio Dino, que teve sua ordem atendida pela maioria dos parlamentares na Assembleia Legislativa.

Os parlamentares Sousa Neto, Edilázio Júnior, Adriano Sarney e mais cinco lutaram em favor da população maranhense, que foi penalizada com a aprovação do projeto de lei que modifica o Sistema Tributário do Estado e garante o aumento de preços das tarifas de consumo de energia elétrica, de combustíveis, de cigarros e de serviços como telefonia e TV por assinatura.

A partir de março do ano que vem, ocorrerá o aumenta de alíquotas de ICMS em várias faixas de consumo em todo o estado.

Deputados que votaram contra o aumento do imposto

Deputados que votaram contra o aumento do imposto

Prefeito Cleomar Tema tem diplomação suspensa em Tuntum

Por Luís Pablo Política
 

Vale a pena ver de novo: prefeito Cleomar Cunha na época que foi preso pela PF

Vale a pena ver de novo: prefeito Cleomar Cunha na época que foi preso pela PF

O prefeito do município de Tuntum-MA, Cleomar Tema, teve sua diplomação suspensa pela Justiça Eleitoral.

Marcada para hoje, dia 15, a diplomação de Tema foi adiada para o dia 19, em razão de problemas na sua prestação de contas.

Cleomar Tema foi reeleito nas eleições de outubro deste, mas há contra ele uma forte acusação de compra de votos e abuso de poder político.

Várias provas, inclusive divulgada por este Blog, foram anexadas ao um processo eleitoral contra Tema. Além dele, vários vereadores eleitos na sua base de apoio também tiveram a suspensão de diplomação.

Agora cabe ao juiz Edmilson da Costa Lima decidir.

Noleto recebe homengem na AL após acusação de crime de responsabilidade

Por Luís Pablo Política
 

Clayton Noleto foi homenageado na Assembleia

Clayton Noleto foi homenageado na Assembleia

Menos de um mês após ter sido acusado por crime de responsabilidade na Assembleia Legislativa, o secretário de Estado de Infraestrutura, Clayton Noleto, é agraciado com a maior honraria do Poder Legislativo do Estado do Maranhão, a medalha “Manoel Beckman”.

Clayton recebeu ontem (14), na própria Assembleia, a medalha que foi proposta pelo deputado Marco Aurélio (PCdoB) por, segundo ele, reconhecer o trabalho realizado por Noleto no Maranhão, em especial à contribuição que deu para o desenvolvimento da Região Tocantina.

A homenagem solicitada por Marco Aurélio ao secretário que quase vira alvo de ação por não responder o requerimento do deputado Edilázio Júnior (PV) , que pedia informações de uma programa gerido por sua pasta, mostra toda a falta de bom senso do parlamentar aliado do governo.

A verdade é que entregar uma honraria tão importante como essa a alguém que não respeita as regras da Assembleia e nem os deputados que constituem a Casa é, no mínimo, um absurdo.

Os (ir)responsáveis por mais imposto…

Por Luís Pablo Política
 

A imagem abaixo são dos deputados estaduais que, a mando do governador Flávio Dino, votaram a favor do projeto de lei que garante o aumento de preços das tarifas de consumo de energia elétrica, de combustíveis, de cigarros e de serviços como telefonia e TV por assinatura, a partir do reajuste de alíquotas do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Por causa desses parlamentares o contribuinte maranhense foi penalizado. A partir de março do ano que vem, a população vai embolsar cerca de R$ 250 milhões com o aumenta de alíquotas de ICMS em várias faixas de consumo em todo o estado.

Arquimedes vai realizar auditoria para denunciar Leane em Afonso Cunha

Por Luís Pablo Política
 
Prefeito José Leane

Prefeito José Leane

O próximo prefeito do município de Afonso Cunha, Arquimedes Bacelar (PMDB) pretende fazer uma devassa nas contas da gestão do atual prefeito José Leane.

Motivo: há suspeita de uma série de irregularidades que teria sido cometia durante os dois mandatos de Leane.

Por conta disso, Arquimedes vai realizar uma auditoria nas contas públicas para saber se houve desvio de recursos públicos.

O próximos prefeito tem como objetivo fazer uma gestao voltada na transparência e visando sempre o desenvolvimento da cidade, que encontra-se abandonado pela atual gestão.

Aumento da conta de luz e combustível é aprovado; saiba os votos dos deputados

Por Luís Pablo Política
 

O Governo Flávio Dino conseguiu aprovar, nesta quinta-feira (15), por 26 votos a 8, o polêmico projeto de lei que modifica o Sistema Tributário do Estado e garantiu o aumento de preços das tarifas de consumo de energia elétrica, de combustíveis, de cigarros e de serviços como telefonia e TV por assinatura, a partir do reajuste de alíquotas do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Como previsto, a base governista na Assembleia, votou toda a favor. A atitude covarde dos deputados confirmou, além de toda subserviência que possui ao Palácio dos Leões, o total descaso com a população maranhense.

A partir de março, a decisão favorável dada pelos 25 parlamentares refletirá no bolso do consumidor, que irá sentir principalmente o aumento das contas de luz e combustíveis.

Veja como votou cada deputado:

CONTRA: Adriano Sarney (PV), Eduardo Braide (PMN), Max Barros (PRP), Andrea Murad (PMDB), César Pires (PEN), Wellington do Curso (PP), Sousa Neto (Pros) e Edilázio Júnior (PV).

A FAVOR: Ana do Gás (PCdoB), Bira do Pindaré (PSB), Cabo Campos (DEM), Carlinhos Florêncio (PHS), Levi Pontes (PCdoB), Edivaldo Holanda (PTC), Edson Araújo (PSL), Fábio Braga (SD), Fábio Macedo (PDT), Rigo Teles (PV), Valéria Macedo (PDT), Roberto Costa (PMDB), Othelino Neto (PCdoB), Graça Paz (PSL), Vinícius Louro (PR), Rogério Cafeteira (PSB), Zé Inácio (PT), Rafael Leitoa (PDT), Hemetério Weba (PV), Marco Aurélio (PCdoB), Sérgio Frtoa (PSDB), Ricardo Rios (SD), Léo Cunha (PSC), Júnior Verde (PRB) E Stênio Rezende (DEM)

Eliziane Gama critica o governo por abandono da delegacia agrária no MA

Por Luís Pablo Política
 
Deputada Eliziane Gama

Deputada Eliziane Gama

Da tribuna da Câmara, a deputada federal Eliziane Gama (PPS-MA) destacou nesta quarta-feira (14) o completo abandono da delegacia estadual agrária no Maranhão. A afirmação foi feita horas depois de a parlamentar protocolar requerimento, endereçado ao Ministério da Justiça, em que pede providências a grave crise no campo por conta dos conflitos agrários no estado.

Eliziane não poupou críticas ao governo do Maranhão, ao explicar que a falta de funcionamento da delegacia agrária está ligada diretamente ao acirramento da violência no campo.

“A delegacia está praticamente extinta. Está desestruturada, sem condições de funcionamento. A estrutura mínima para ajudar no processo de regularização não funciona. Os investimentos não estão acontecendo. O batalhão da Polícia Militar, que deveria mediar os conflitos junto com a delegacia agrária, acaba não acontecendo pela falta do funcionamento mínimo destes órgãos”, afirmou.

A deputada do PPS relatou que a falta de providências para resolver o problema do conflito agrário prejudica, principalmente, quilombolas, trabalhadores rurais e posseiros.

“Direitos humanos que é uma luta nossa e mais do que nunca precisa de um apoio dos governos estadual e federal”, acrescentou.

De acordo com levantamento realizado pela Comissão Pastoral da Terra (CPT), o Maranhão é o segundo estado com mais casos de violência no campo. Em apenas 11 meses foram registrados 12 assassinatos no Maranhão. Os dados foram divulgados na semana passada.

Ofício ao governo federal

No ofício enviado ao ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, a deputada maranhense alerta para a gravidade do problema e pede providências urgentes para os casos.

Eliziane também enviará requerimento para o governo estadual pedindo providências para a violência no campo.

ABSURDO! Governo Flávio Dino torrou R$ 47 milhões com a empresa OI

Por Luís Pablo Política
 
Governador Flávio Dino gasta milhões com a empresa OI

Governador Flávio Dino gasta milhões com a empresa OI

O governo Flávio Dino (PCdoB) gastou um grande volume de recursos públicos só com a empresa Telemar Norte Leste S.A., atualmente conhecida como a “OI” – concessionária de serviços de telecomunicações do Brasil.

No portal de transparência do governo consta que o estado gastou um total de R$ 47.082.588,38 com a OI. Isso referente aos anos de 2015 e 2016.

Só no ano passado, a empresa recebeu R$ 24.452.179,00 dos cofres públicos. Este ano, o governo repassou R$ 22.630.409,38.

Não tem contribuinte que aguenta um governo assim. Talvez por isso, com esse tipo de gasto supérfluo diante da crise econômica no país, Flávio Dino resolveu aumentar o imposto, penalizando a população maranhense.

2016:

2015: