Polícia encontra carro roubado com vereador Thyago Freitas na Península

Por Luís Pablo Polícia
 
Carro roubado no estado de Pernambuco é encontrdo com vereador Thyago Freitas, em São Luís-MA

Carro roubado no estado de Pernambuco é encontrdo com vereador Thyago Freitas, em São Luís-MA

Após realização de diligências, a Polícia Civil do Maranhão conseguiu recuperar um veículo Fiat Toro avaliado em R$ 130 mil.

O automóvel, subtraído de uma locadora no Estado de Pernambuco, foi localizado em um edifício de luxo no bairro da Península/Ponta D’areia, em São Luís-MA.

O site do Luís Pablo apurou que o carro encontrado estava sob posse do vereador da capital Thyago Freitas (DC).

Foi realizado o procedimento de receptação culposa contra o parlamentar e uma segunda pessoa será indicada pelos crimes de receptação dolosa e estelionato.

A equipe de reportagem entrou em contato com Thyago Freitas, por meio do Whatsapp, para esclarecer o fato. O vereador negou ao ser questionado se estava em poder do veículo roubado. “Não não”, disse.

A Polícia dará prosseguimento às investigações.

Funcionários fantasmas são investigados em Imperatriz e Gov. Edison Lobão

Por Luís Pablo Política
 

O Ministério Público do Maranhão abriu instaurou dois inquéritos civis para investigar a existência de funcionários fantasmas nas prefeituras de Imperatriz e Governador Edson Lobão.

O primeiro inquérito (Nº 01/2021/6ªPJEITZ) vai averiguar se os servidores Eliane Sousa de Farias, Espírito Santo Lima Andrade, Adailson Silva Moura, Domingos Santana da Costa e Lucas da Trindade Silva, todos lotados na Secretaria da Agricultura e Abastecimento de Governador Edison Lobão de fato cumprem expediente pela pasta.

O secretário de Agricultura do município, como superior dos supostos fantasmas, também será investigado.

Já em Imperatriz, o inquérito civil Nº 02/2021/6ªPJEITZ busca saber se Mohamed D’Ávila Vieira Lima trabalha mesmo no no Núcleo Ampliado de Saúde da Família (NASF) e/ou na Secretaria de Desenvolvimento Social (SEDES). A titular da pasta, Janaína Lima Araújo Barros, também está sob investigação.

Vice-prefeito de São Bento morre após complicações em quadro de Covid-19

Por Luís Pablo Política
 

O vice-prefeito Reinaldinho ao lado do prefeito Dino Penha, de São Bento.

Reinaldo Penha Filho, o Reinaldinho, vice-prefeito da cidade de São Bento, na Baixada Maranhense, morreu na manhã desta quarta-feira (24) após complicações em quadro de Covid-19. A informação foi confirmada por assessores da Prefeitura Municipal.

Reinaldinho foi diagnosticado no dia 19 de março, e transferido para São Luís no dia 23, após piora em seu estado. Eleito ao lado de Dino Penha nas eleições 2020, o vice-prefeito tinha 61 anos.

São Bento conta hoje com 158 casos ativos de Covid-19 e 159 pessoas com suspeita de infecção. Ao todo, 1813 pessoas já tiveram a doença no município, e 19 delas faleceram.

Fiocruz pede restrição de 14 dias das atividades não essenciais no Maranhão

Por Luís Pablo Brasil
 

Após um estudo que mostra novas variantes da Covid-19 sendo encontradas no Maranhão, Amazonas, Bahia, Paraná e Rondônia, a Fundação Oswaldo Cruz agora pede pede restrição de 14 dias das atividades não essenciais em estados e cidades com UTIs lotadas por Covid.

Incluídos no pedido estão o Maranhão e mais 23 estados da Federação. Apenas Amazonas e Roraima ficaram de fora, por não estarem na classificação de ‘alerta crítico’ de lotação de UTIs.

A recomendação foi divulgada nesta terça-feira (23) no “Boletim Extraordinário do Observatório Covid-19 Fiocruz” e traz ainda a sugestão de que estados busquem “redução de cerca de 40% da transmissão”.

A Fiocruz também alerta para a necessidade de que no mínimo 80% da população faça uso regular de máscaras.

Com os dados da ocupação da leitos até segunda-feira (22), a Fundação verificou que “continuam indicando um quadro extremamente crítico”.

DENÚNCIA! Comissionados da Prefeitura de Viana estão sem receber salários

Por Luís Pablo Política
 

Servidores comissionados da Prefeitura Municipal de Viana denunciaram ao site Luís Pablo sobre o atraso no pagamento dos salários que ocorre na atual gestão de Carlos Cidreira, o Carrinho.

Segundo os denunciantes, a prefeitura tem se recusado a efetuar o pagamento dos salários, atrasados desde janeiro deste ano. “Todo trabalhador é digno de seu salário, queremos respeito. Trabalhamos em meio à Covid e não vamos receber?”, questiona um dos funcionários, que não quis se identificar.

Em áudios, um funcionário do setor financeiro da prefeitura relata aos outros trabalhadores da administração municipal que não há recursos para fazer os pagamentos, colocando a culpa na administração passada.

“O que eu quero dizer a vocês é que recurso, dinheiro pra pagar vocês, o ex-prefeito Magrado não deixou. O que ele deixou nas contas do Custeio e na conta do Fus (Fundo Único de Saúde), que é a conta que paga servidores da Saúde, foi R$ 29 mil”, relata o funcionário não identificado.

A par da situação desde o início de janeiro, o prefeito Carrinho e o secretário de Administração e Finanças, Raylson Nunes, lançaram nota de esclarecimento onde dizem ter assumido a prefeitura “sem quaisquer informações ou atos de transição de governo, o que seria indispensável para a regular continuidade da prestação de serviço público e dos pagamentos pelos serviços prestados durante a gestão finda”.

Ainda segundo a Prefeitura, o fato de haver uma ação do Ministério Público contra o prefeito anterior, Magrado Barros, inviabiliza que a gestão atual pague os servidores.

Sobre a nota, os servidores que denunciam os atrasos desabafam: “nos deu prazo para resolver a questão e nada”. Eles afirmam ainda que a conta da Prefeitura foi desbloqueada em janeiro deste ano e que servidores concursados não estão com o mesmo problema de atraso de salários.

O Site Luís Pablo tentou contato com a Prefeitura Municipal de Viana sobre a denúncia, mas não obteve retorno. O espaço está aberto para publicação de nota de esclarecimento.

Pesquisa traz Flávio Dino como favorito ao senado e Roberto Rocha ao governo

 

Flávio Dino (PCdoB) e Roberto Rocha (PSDB)

Uma pesquisa eleitoral divulgada pelo Instituto Emet, nesta terça-feira (23), traz dois cenários antagônicos para as eleições 2022 no Maranhão.

Os adversários políticos Flávio Dino e Roberto Rocha aparecem na frente para Senado e Governo do Estado, respectivamente.

Para o Governo do Maranhão, a pesquisa da Emet traz o senador Roberto Rocha (PSDB) em primeiro lugar, com 14,91%; seguido do prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos), com 13,95%; na cola vem o ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT) com 13,9%; e então o senador Weverton Rocha (PDT), com 12,64%.

Já para o cargo de senador, Flávio Dino lidera com 33,1% das intenções de voto, seguido por Roberto Rocha com 28,95% e Roseana Sarney (MDB) com 12,55%.

O levantamento, que por não ser em ano de pleito não carece de registro do Tribunal Regional Eleitoral, foi feito nas cidades de São Luís e Imperatriz, entre os dias 15 e 20 de março. O Emet não divulgou quem encomendou a pesquisa.

Câmara de São Luís passa a ter sistema de votação virtual

Por Luís Pablo Cidade
 

Durante a sessão extraordinária, realizada de forma remota, nesta terça-feira (23), foi anunciado pelo presidente da Câmara de Vereadores de São Luís, Osmar Filho, a instituição de um sistema de votação eletrônico virtual na Casa.

O sistema será usado em todas as sessões remotas do legislativo municipal para viabilizar a discussão e a votação das matérias em discussão.

Segundo Osmar Filho, a plataforma de votação eletrônica virtual será utilizada já na próxima sessão remota e possibilitará aos vereadores verificar a ordem do dia e votar de forma nominal, “oferecendo transparência no processo dos debates legislativos sobre os projetos e propostas que estarão na pauta”.

A ferramenta que permitirá a votação foi desenvolvido pela Diretoria de Informática da Câmara e faz parte do já implantado sistema Gestor, responsável pela integração de toda a estrutura administrativa e legislativa da instituição.

Segundo a Câmara, essa é a primeira plataforma do tipo no Maranhão, e se assemelha com a utilizada nas reuniões do Congresso Nacional.

URGENTE! Iminente falta de oxigênio em hospitais coloca Maranhão em alerta

Por Luís Pablo Cidade
 

Em reunião mediada pelo Ministério Público do Maranhão, fornecedores de gases hospitalares e representantes do poder público estadual e de municípios do Estado alertaram para o iminente desabastecimento de oxigênio nas unidades de saúde.

Na visão do secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, a situação é “grave e preocupante”, já que ainda que a rede pública estadual não esteja com risco de falta de oxigênio, o mesmo não se pode fizer das redes municipais.

A constatação do gestor estadual foi confirmada por alguns prefeitos presentes na reunião. João Igor Carvalho, de São Bernardo, declarou que em seu município já falta oxigênio em algumas localidades.

Os representantes das empresas White Martins e Pharma Gás, principais fornecedores de gases medicinais do estado, consideram a situação preocupante, ainda que não desesperadora como o ocorrido no Amazonas.

Carlos Schimidt, da Pharma Gás, lembrou que oxigênio não é solução para a pandemia, e que é preciso controlar o contágio. “Enquanto não houver a diminuição da curva do contágio da doença, a situação só vai se agravar”, ressaltou.

Acompanhamento do MPMA

Portarias foram abertas no MPMA para acompanhar os estoques de medicamentos para intubação e também de oxigênio para as unidades hospitalares, como a Portaria -2ªPJEACD – 152021 da comarca de Açailândia.

CPI dos combustíveis pede ajuda do Inmeq para investigar reajuste de preços

Por Luís Pablo Política
 

A Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga os reajustes de preços de combustíveis nos postos do Maranhão, CPI dos Combustíveis, solicitou a colaboração do Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial do Maranhão (Inmeq-MA) na demanda.

Os deputados pediram ao INMEQ que disponibilize informações que possam colaborar no esclarecimento de se há a formação de cartel pelas redes de postos de combustíveis do Maranhão, no sentido de aumentar abusivamente o preço ao consumidor final.

Entre as informações, o presidente da CPI dos Combustíveis, deputado estadual Duarte Jr, quer sabe se o Instituto investigou nos últimos cinco anos possíveis irregularidades no preço do álcool, diesel, gasolina e gás no estado.

“Se houver, vamos encaminhar para que possa ser apurada a responsabilidade e possam ser aplicadas as sanções cíveis e penais àqueles que insistem em descumprir a lei”, informou o parlamentar.

Além do Inmeq, Petrobras, Cade, Senacon, Ministério Público, Procon, Defensoria Pública, SSP, Sefaz e Delegacia da Receita Federal, bem como revendedoras e distribuidores de combustível, são os órgãos que já haviam sido procurados pela Comissão.

Estudo da Fiocruz encontra variante da Covid-19 no Maranhão

Por Luís Pablo Brasil
 

Um estudo elaborado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) identificou mutações das variantes do novo coronavírus que estão em circulação no Brasil em cinco estados, entre elas uma no Maranhão.

No estudo, que foi publicado nessa segunda-feira, 22, a Fiocruz alerta que foram identificadas “mutações preocupantes” em 11 sequências encontradas em cinco Estados: Amazonas, Bahia, Maranhão, Paraná e Rondônia.

O artigo, assinado por 31 pesquisadores, ainda passará por certificação e validação de pares, quando outros pesquisadores da mesma área validarão ou não os métodos e resultados do estudo.

“Identificamos que linhagens SARS-CoV-2 circulando no Brasil com mutações preocupantes no RBD adquiriram, de forma independente, deleções convergentes e inserções no NTD da proteína S, que alteraram o NTD antígeno-supersita e outros epítopos previstos nesta região. Esses achados apoiam que a contínua transmissão generalizada do SARS-CoV-2 no Brasil está gerando novas linhagens virais que podem ser mais resistentes à neutralização do que as variantes parentais preocupantes”, diz o artigo.

Os cientistas dizem ser “urgente” a necessidade “de abordar a eficácia das vacinas SARS-CoV-2 para aquelas variantes emergentes do SARS-CoV-2 e o risco de transmissão comunitária não controlada contínua do SARS-CoV-2 no Brasil para a geração de variantes mais transmissíveis”.

Leia o estudo completo aqui (em inglês).