Bomba! Aluísio Mendes diz que vai botar ‘colegas’ da PF para investigar Josimar

Por Luís Pablo Política
 
Deputados Josimar de Maranhãozinho e Aluísio Mendes

Deputados Josimar de Maranhãozinho e Aluísio Mendes

É grande a briga política entre o deputado federal Aluísio Mendes e o deputado estadual Josimar de Maranhão. A confusão vem da base eleitoral do município de Zé Doca.

A cidade é administrada por Josinha, irmã de Josimar. A oposição é ligada a Aluísio. Por conta disso, os dois parlamentares travam um forte embate na região.

Na semana passada, o deputado estadual ocupou a tribuna da Assembleia para sair em defesa da irmã prefeita sobre as acusações feitas pelo deputado federal em relação as demissões de servidores concursados da Prefeitura de Zé Doca.

Josimar de Maranhãozinho disse que o “deputado federal Aluísio Mendes prefere ouvir fuxico de candidato derrota” ao invés de mandar emenda para cidade. Reveja aqui o discurso do deputado estadual.

Aluísio Mendes, por sua vez, chamou Josimar de ‘quadrilheiro’ em entrevista a uma rádio. E pior: falou ainda que tem colegas na Polícia Federal que vai investigar as ações do deputado estadual naquela região.

“Esse tipo de blá, blá, blá, de ameças, principalmente de criminosos não me intimida […] tenho recebido inúmeras mensagens de pessoas dizendo: ‘graças a Deus alguém vem enfrentar essa quadrilha que se instalou aqui nessa região’ […] sou da Polícia Federal. Tenho colegas da polícia federal que eu trouxe ao meu gabinete para ajudarem no meu projeto político, na minha atuação parlamentar”, disse Aluísio.

Clique e ouça a entrevista do parlamentar federal:

Prefeito Fufuca pula de barco e se reúne com Flávio Dino no Palácio dos Leões

Por Luís Pablo Política
 
Prefeito Fufuca e o governador Flávio Dino

Prefeito Fufuca e o governador Flávio Dino

Por essa o grupo Sarney não esperava. Um de seus aliados antigos pulou de barco e passou a remar de acordo com a maré do Palácio dos Leões.

O ex-deputado e prefeito de Alto Alegre do Pindaré, Fufuca Dantas, se reuniu ontem (24) com o governador Flávio Dino (PCdoB), juntamente com os secretários Márcio Jerry (Articulação Política e de Comunicação), Marcelo Tavares (Casa Civil) e o deputado estadual Stênio Rezende.

Durante a reunião, ficou firmado a parceria entre o governo e a prefeitura. “Agora é esperar que elas sejam concretizadas”, ressaltou o prefeito.

A adesão de Fufuca foi comentada pelo deputado Stênio, que já foi adversário ferrenho do prefeito nas eleições de 2012. O parlamentar fez questão de falar aos colegas que foi ‘fácil’ a entrada de Fufuca no grupo do governo.

Vale ressaltar que o prefeito é membro do partido do grupo Sarney, o PMDB.

Márcio Jerry, Fufuca, Flávio Dino, Stênio Rezende e Marcelo Tavares

Márcio Jerry, Fufuca, Flávio Dino, Stênio Rezende e Marcelo Tavares

Lava Jato: irmão de Flávio Dino fala de valores morais e diz: “somos diferentes”

Por Luís Pablo Política
 
Governador Flávio Dino e o irmão vice-procurador-geral eleitoral, Nicolao Dino

Governador Flávio Dino e o irmão vice-procurador-geral eleitoral, Nicolao Dino

Um dos candidatos à sucessão do procurador-­geral da República, Rodrigo Janot, em setembro, o vice­-procurador­-geral eleitoral, Nicolao Dino, acabou com o irmão governador do Maranhão, Flávio Dino, em entrevista à Folha, no seu gabinete.

Nicolao Dino falou sobre valores morais ao comentar a inclusão do nome de Flávio no ‘listão’ do ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato.

A Folha perguntou: “Seu irmão é alvo de suspeitas na Lava Jato por causa da delação da Odebrecht. Isso atrapalha? [Um delator disse que a empresa deu R$ 400 mil para a campanha de 2010 do então deputado federal Flávio Dino (PC do B­ MA) para o governo do Maranhão. Dino perdeu a disputa de 2010, mas foi eleito governador em 2014]

O irmão de Flávio respondeu: “os valores que eu defendo me acompanham desde que eu ingressei na vida pública como procurador da República. Por outro lado, nesta mesma toada, somos pessoas diferentes e com identidades diferentes. Tenho dito que nado não apenas em raias diferentes, mas em piscinas diferentes. Minha vida pública como procurador da República em nada interfere na vida dele como político e vice­-versa. Não vejo como misturar essas estações.”

Nicolao Dino disse ainda que o caixa dois provoca uma série de consequências para a sociedade, que vão do não pagamento de tributos à facilitação da lavagem de dinheiro. Em uma campanha eleitoral, afirma, favorece o abuso de poder.

A declaração do vice-procurador expõe uma face que a população não conhecia de Flávio Dino. E quem está dizendo é de dentro de casa.

Sarney mostra prestígio com a presença de Michel Temer em seu aniversário

Por Luís Pablo Política
 

Temer abraça Sarney na chegada

Temer abraça Sarney na chegada

Os anos vão se passando e José Sarney continua com seu prestígio em alta. Mesmo sem mandato, Sarney segue com força política e exercendo o papel de conselheiro de políticos de grande influência no cenário nacional.

Completando 87 anos hoje, dia 24, o ex-presidente recebeu em seu aniversário o presidente Michel Temer. A festa está sendo realizada em Brasília.

A presença de Temer mostrou o prestígio e a força que Sarney ainda tem no congresso. Além do presidente, outras figuras importantes da política nacional comparecem na festa.

Veja abaixo a chegada de Michel Temer no aniversário:

Temer, Sarney e Roseana

Temer, Sarney e Roseana

Senador Aécio Neves, Roseana, Temer e Sarney

Senador Aécio Neves, Roseana, Temer e Sarney

Prefeito de Magalhães de Almeida é acionado por improbidade administrativa

Por Luís Pablo Política
 

Prefeito Tadeu de Jesus

Prefeito Tadeu de Jesus

A Promotoria de Justiça da Comarca de Magalhães de Almeida ingressou, no último dia 18, com uma Ação Civil Pública por improbidade administrativa contra o prefeito Tadeu de Jesus Batista de Sousa. A ação foi motivada por falta de prestação de contas de um convênio firmado entre o Município e o Estado do Maranhão, com valor total superior a R$ 400 mil.

O Convênio n° 297/2013 foi firmado junto à Secretaria de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid) e teve como objeto a reforma geral e reconstrução de cobertura do ginásio poliesportivo da cidade. O valor total da obra era de R$ 407.580,77, dos quais R$ 387.000,00 seriam repassados pelo Estado.

A última parcela do repasse só deveria ser paga após a inauguração da obra, o que nunca aconteceu. Além disso, o Município deveria ter apresentado uma prestação de contas parcial após receber a segunda parte dos recursos, o que também não ocorreu. De acordo com a Secid, foram repassados R$ 270.900,00 ao Município de Magalhães de Almeida antes da anulação do convênio por falta de prestação de contas.

“Ainda que o convênio tenha sido firmado durante o mandato do gestor anterior, foi prorrogado para a administração do requerido, período em que, inclusive, houve repasse de verbas públicas. A não prestação de contas de recursos recebidos já sob sua administração impediu o recebimento do montante seguinte, gerando prejuízos à sociedade, que não viu a obra concluída”, observa o promotor de justiça Elano Aragão Pereira.

Na ação, o Ministério Público do Maranhão pede a condenação de Tadeu de Jesus Batista de Sousa por improbidade administrativa, estando sujeito ao ressarcimento integral do dano causado aos cofres públicos, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos por três a cinco anos, pagamento de multa de até 100 vezes a remuneração recebida no cargo de prefeito e à proibição de contratar ou receber qualquer tipo de benefício do Poder Público pelo prazo de três anos.

Estudantes de medicina da UFMA de Pinheiro denunciam situação do curso

Por Luís Pablo Maranhão
 

UFMA de Pinheiro

Estudantes do curso de Medicina da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Campus de Pinheiro, denunciaram, por meio de uma nota de repúdio, a total omissão dos gestores da Universidade desde 2014, ano em que o curso passou a fazer parte da grade curricular da unidade de ensino.

De acordo com os alunos, as condições do curso são péssimas e mesmo com reclamações feitas desde o primeiro ano, os problemas não foram solucionadas.

Em 2017, o ano letivo ainda não teve início e não há qualquer previsão de retorno das aulas.

Há, segundo os estudantes, uma deficiência no quadro de docentes da instituição, e, ainda, condições inadequadas do prédio em que o curso está instalado. No momento, o prédio que seria destinado apenas ao curso, está sendo dividido com os cursos de Enfermagem e Educação Física. Ou seja, pouco espaço ara muita gente.

“Pessoas que saem de seus estados, deixando suas casas, fazendo enormes sacrifícios, com diversas despesas estão sendo desrespeitadas, sem nenhum pronunciamento a respeito do que está acontecendo”, disse um dos alunos em contato com o Blog do Luis Pablo.

Veja a nota de repúdio abaixo:

Liminar suspende licitações na Câmara de Vereadores de Sambaíba-MA

Por Luís Pablo Política
 

Presidente da Câmara, Luzia Mota Ribeiro

Presidente da Câmara, Luzia Mota Ribeiro

Em atendimento a pedido do Ministério Público do Maranhão, a Justiça concedeu, no último dia 11 de abril, liminar em mandado de segurança para obrigar a Câmara Municipal de Sambaíba a suspender os processos licitatórios 001/2017 e 002/2017 para contratação de assessoria e consultoria administrativa e locação de um veículo automotor.

Pela decisão judicial, em caso de descumprimento, a Câmara será obrigada a pagar multa diária de R$ 3 mil.

O promotor de justiça Thiago Barbosa Bernardo, titular da Promotoria de Justiça de São Raimundo das Mangabeiras, da qual Sambaíba é termo judiciário, informou que o mandado de segurança teve a finalidade de assegurar amplo acesso aos editais de licitação da Câmara de Vereadores, publicados no dia 31 de março deste ano.

De acordo com a declaração de um interessado em participar do certame, que procurou a Promotoria de São Raimundo das Mangabeiras, não lhe foi concedido pelo Legislativo o direito de acesso aos referidos editais. Ou porque a Câmara estaria fechada nos horários informados nos avisos de licitação, ou, ainda, porque os servidores alegavam que apenas a presidente da Casa Legislativa, Luzia Mota Ribeiro, poderia fornecer os editais. Diante da informação, foi instaurado um procedimento para checar a veracidade do relato.

Um servidor do Ministério Público designado pelo promotor foi até a Câmara de Sambaíba e constatou o problema, tendo muitas dificuldades para obter o documento.

O promotor Thiago Barbosa Bernardo acrescentou que, além dos problemas para ter acesso aos editais de licitação, o que afronta o princípio da publicidade na administração pública, foram constatadas outras falhas no processo licitatório. “Após análise dos documentos, esbarramos em inúmeras falhas nos Editais das Licitações e seus anexos, infringindo a normativa contida na Lei nº 8.666/93”, destacou o membro do Ministério Público.

Entre as irregularidades, foi identificado que os editais não informavam o valor contratado; a licitação não foi formalizada por meio de processo administrativo devidamente autuado, protocolado e numerado; não consta comprovante das publicações do edital e não existe ato de designação da comissão de licitação, do leiloeiro administrativo ou oficial, ou do responsável pelo convite.

(As informações são da Assessoria do MPMA)

Saúde pública no MA é tão caótica, que chegada de ambulância é motivo de festa

Por Luís Pablo Política
 

Chegada da Ambulância em Senador Alexandre Costa-MA

Chegada da Ambulância em Senador Alexandre Costa-MA

O Maranhão não era pra ter a saúde tão precária diante do grande volume de recurso que o Estado detém. Mas, infelizmente, a saúde pública é caótica, principalmente no interior.

Um exemplo é o município de Senador Alexandre Costa. A cidade recebeu na semana passada uma ambulância que foi entregue pelo governo.

A chegada do veículo no município foi motivo de festa para população, que vem padecendo com uma saúde de péssima qualidade. Até foguetes soltaram em comemoração a ambulância, com um carro de som anunciado.

Uma verdadeira calamidade pública.

Clique e veja:

Lava Jato: Flávio Dino segue sem explicar o motivo da doação da Odebrecht

Por Luís Pablo Política
 
Governador do Maranhão, Flávio Dino

Governador do Maranhão, Flávio Dino

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), continua sem dar uma explicação plausível sobre o motivo que levou a empresa Odebrecht fazer doação para sua campanha, nas eleições de 2014, quando conseguiu se eleger ao governo do Estado.

A única coisa que Dino já disse até agora sobre isso foi: “era normal que os políticos procurassem empresas e empresas procurassem políticos. Era esse o sistema vigente até 2014.”

O real motivo da empreiteira ter doado, de forma oficial, a quantia de R$ 200 mil segue sem explicação. Flávio não fala com clareza.

Uma empresa envolvida no maior escândalo de corrupção do país, não faria jamais uma doação sem algum propósito de interesse.

Sem contar que em vários depoimentos, os próprios representantes da empreiteira já falaram que os repasses, na verdade, são propinas disfarçadas de doações eleitorais.

A população espera uma resposta do governador sobre essa questão.