Em Santa Quitéria, secretário e vereadoras rompem com o prefeito para manter apoio a Levi Pontes

Por Luís Pablo Política
 

As traições estão rolando soltas nesta campanha eleitoral. Em Santa Quitéria, o prefeito Alberto Rocha jurava apoio à reeleição do deputado Levi Pontes, mas trocou de candidato depois de ter conseguido abrir as portas do governo do estado para o município através dele.

No seu primeiro ano e meio de mandato o prefeito recebeu do governo do estado, através de pedidos do deputado Levi Pontes, ambulância, viaturas policias, moto niveladora, reforma da escola Cônego Nestor, 6 km de asfalto na cidade, inclusive a ligação para a comunidade Santa Quitéria Velha, emendas para o carnaval, festa junina, aniversário da cidade e para a construção de uma praça no bairro passarada, além dos projetos para implantação do Viva Cidadão, Mercado Municipal, Restaurante popular e outras demandas.

Mesmo assim, na hora de começar a campanha eleitoral o prefeito comunicou ao seu grupo político que apoiaria outro candidato a deputado estadual dando início uma sequência de rompimentos, a começar pelo Secretário de Administração Manoel Gonçalves, que havia coordenado sua campanha eleitoral e feito a articulação para aproximar o deputado Levi Pontes da gestão municipal, e pediu exoneração do seu cargo ao ser comunicado da decisão do prefeito.

“Nós não concordávamos com a maneira com qual a gestão estava sendo conduzida, mas víamos que o apoio do deputado Levi estava salvando o município trazendo boas ações do governo do estado. Não podíamos concordar com a deslealdade cometida contra quem ajudou tanto a cidade”, desabafa o ex-secretário de Administração.

Romperam também com o prefeito para continuar apoiando a reeleição de Levi Pontes a líder do governo na Câmara Municipal, vereadora Auriete Costa e a vice-presidente da Casa Janete Viana. Acompanharam o rompimento os assessores do prefeito Pabita e da Secretaria de Educação Renato Mará, além de lideranças sindicais e suplentes de vereador.

“Eu prefiro enaltecer a coragem dessas pessoas que abriram mão de estar com o governo municipal para continuar reconhecendo meu trabalho por Santa Quitéria do que falar sobre a traição da qual eu fui alvo. Tenho certeza que a maior resposta para essas atitudes virão das urnas”, afirma o deputado Levi Pontes.

Piquet protocola reclamação no MP contra festa da 4Mãos na Toca do Trovão

Por Luís Pablo Política
 
Festa da 4Mãos Entretenimento versus a de Nelson Piquet

Festa da 4Mãos Entretenimento versus a de Nelson Piquet

A confusão voltou entre as maiores produtoras da capital maranhense. Desta vez não foi pelas redes sociais – como na primeira vez entre os empresários Nelson Piquet e Roberto Gurgel (reveja aqui), o caso foi parar no Ministério Público.

O empresário Piquet protocolou uma reclamação na Promotoria da Raposa contra a festa Vintage Culture, evento da 4Mãos que será realizado neste sábado, na Toca do Trovão, praia do Araçagi.

No documento diz que ao “longo de anos existem eventos de outras produtoras que amanhecem o dia burlando a lei do silêncio sem que nenhuma atitude tenha sido tomada pelas autoridades competentes.”

Piquet ainda anexou na documentação ao MP imagens do Instagram da 4Mãos e da Toca do Trovão com a arte da festa do Vintage. VEJA ABAIXO:

Coordenação do candidato César Brito tenta atingir prefeito de Bacabal

Por Luís Pablo Política
 

Candidato César Brito

Candidato César Brito

A coordenação da campanha do candidato a prefeito de Bacabal pelo Partido Popular Socialista (PPS), César Antônio da Costa Brito tem lançado mãos do mais espúrio, e mais recente instrumento de propaganda negativa, os conhecidíssimos Fake News (Notícia Falsa), para tentar desconstruir o modelo de administração que está sendo implementado em Bacabal pelo presidente do Poder Legislativo, vereador Edvan Brandão (PSC), que responde atualmente pelo Poder Executivo Municipal.

A coordenação da campanha de Brito usa o seu departamento de marketing para criar fatos que objetivam atingir o modelo de trabalho que Brandão aplica, colocando como instrumento da sua publicação, difusão e promoção uma concessão pública federal, a TV Mearim – dirigida pelo promotor de eventos Jaime Rocha -, e para legitimar estes fatos falsos os vereadores que o apoiam – Irmão Leal (MDB), Alex Abreu (PSC), Regilda Santos (REDE), Jefferson Santos (PC do B) e Feitosa (Podemos), que fazem da Tribuna da câmara municipal o ponto básico de legalidade do que foi criado para atacar a gestão.

Último Fake criado

A última criação do departamento de marketing do candidato do PPS é eivado em crimes: usa de menores, e deve ser apurado pela Polícia Federal, que são estudantes da rede municipal de ensino, para tentar mostrar que a secretaria municipal de educação não estaria disponibilizando e servindo para os seus alunos, de maneira correta, a merenda escolar.

A propósito da situação que foi criada, a secretária municipal de educação, professora Ivane Ramos, se manifestou assegurando que a merenda escolar no município de Bacabal está sendo distribuída de forma adequada e, antecipadamente sendo encaminhada às escolas para cumprimento efetivo do período letivo.

A secretária assegura, também, que 100% das escolas da rede municipal estão com a disponibilidade da merenda escolar que é um direito garantido aos nossos alunos, acrescentando que, após o início de sua gestão a triagem dos produtos distribuídos passou a ser feita semanalmente.

Sobre o fake Ivane frisa que a exposição dos menores foi feita de forma irresponsável e que as alunas usadas para tal atitude estudam na escola Nadir Abreu, que fica no bairro Vila Coelho Dias, enquanto as imagens apresentadas se referem a escola Governador Sarney, localizada no bairro ramal.

“fazer educação não é brincadeira, fazer educação é compromisso em educar para a vida. Desde que assumimos não faltamos com nossa responsabilidade em nenhuma área, seja merenda, transporte ou pagamento dos servidores. garante Ivane Ramos.

Bacabal cumpre todas as determinações do ministério da educação, colocando, inclusive, em prática a aquisição de produtos da agricultura familiar, através do Programa Nacional de Alimentação Escolar, destinando os 30 % do valor mensal da Merenda Escolar para esta compra nãos mãos dos produtos locais.

Justiça Eleitoral é desafiada por fake news

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou em seu portal ter aberto procedimento para investigar a disseminação de notícias falsas na internet. Entre as motivações para a inciativa, o texto citava um estudo da Associação dos Especialistas em Políticas Públicas do Estado de São Paulo (AEPPSP), que ranqueara os 10 sites que mais divulgavam as chamadas fake news no Brasil.

Ocorre que tal estudo na verdade era, em si, uma notícia falsa, desmentida pela própria associação, tendo sido originada em um mero post no Facebook, sem nenhum respaldo científico. Dois dias depois de publicar a informação, o TSE se viu obrigado a corrigi-la. Além de irônico, o episódio ilustra os desafios enfrentados pela Justiça Eleitoral em tentar prevenir que as fake news influam no resultado das urnas.

As dificuldades passam já pela tarefa de identificar quais notícias são falsas ou não. Travestidas de informações verídicas, que aparentam estar respaldadas em apuração profissional e dados científicos, como reportagens jornalísticas ou pesquisas acadêmicas, as fake news muitas vezes se alimentam de sua própria indefinição para se proliferar.

“É uma notícia inventada? É uma informação incompleta? É um fato não confirmado publicado como se tivesse sido?”, indagou o advogado Marcellus Ferreira Pinto, especializado em direito eleitoral. “Não existe no Brasil um conceito jurídico que possa ser utilizado na definição do que é fake news. Isso dificulta o combate a esse tipo de prática”, avaliou.

Por ora, o assunto fake news é regulado pela parte relativa à internet na resolução que disciplina a propaganda eleitoral como um todo (Resolução 23.551/2017). Pela norma, quem divulgar “fatos sabidamente inverídicos” sobre os candidatos está sujeito a ser obrigado a retirar o conteúdo do ar, mediante decisão judicial.

A resolução foi aplicada pela primeira vez em 6 de junho, quando o ministro Sergio Banhos deu 48 horas para o Facebook tirar do ar publicações de um perfil chamado “Partido Anti-PT”, com 1,7 milhão de seguidores, que associavam Marina Silva, pré-candidata à Presidência pelo partido Rede Sustentabilidade, a esquemas de pagamento de propina na Operação Lava Jato.

Ministério Público Federal propõe ação civil contra ex-prefeito de Cururupu

Por Luís Pablo Política
 

Júnior Franco

Júnior Franco

O Ministério Público Federal (MPF) propôs ação civil pública por atos de improbidade administrativa contra José Carlos de Almeida Júnior (Júnior Franco), ex-prefeito de Cururupu (MA), que, no ano de 2016, deixou de prestar contas dos recursos repassados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE e PDDE- Estrutura).

Segundo o MPF, o município de Cururupu recebeu, naquele ano, o montante de R$ 12.500,00, referente ao programa PDDE-Estrutura e R$ 183.940,00, relativos ao PDDE, porém não houve a apresentação das devidas prestações de contas de ambos os programas, no prazo legal.

De acordo com o art. 11, inciso VI, da Lei 8.429/92, “constitui ato de improbidade administrativa que atenta contra os princípios da administração pública qualquer ação ou omissão que viole os deveres de honestidade, imparcialidade, legalidade e lealdade às instituições e, notadamente, deixar de prestar contas quando esteja obrigado a fazê-lo”.

Sendo assim, o MPF requer que José Carlos de Almeida Júnior seja condenado nos termos do art. 12, inciso III, da Lei 8.429/92, com a perda da função pública, a suspensão dos direitos políticos pelo prazo de três a cinco anos, o pagamento de multa civil, a proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de, no mínimo, três anos.

INSEGURANÇA! Criminosos fazem “arrastão” dentro de terminal na capital

Por Luís Pablo Polícia
 
Terminal da Praia Grande, em São Luís-MA

Terminal da Praia Grande, em São Luís-MA

Passageiros que aguardavam o “corujão” (ônibus que circula altas horas da madrugada) passaram por momento de pânico no Terminal de Integração da Praia Grande.

Por volta das 3h desta sexta-feira (14), cerca de 10 criminosos invadiram o terminal e fizeram um “arrastão”, roubando mochilas, carteiras, celulares e outros pertences das vítimas.

O bando fugiu, deixando os usuários do transporte público apavorados. Em seguida, a Polícia Militar conseguiu prender seis desses assaltantes, entre eles uma mulher. Todos foram autuados e encaminhados à Penitenciária de Pedrinhas.

Algumas vítimas registraram boletim de ocorrência, nesta manhã, no Plantão Central das Cajazeiras.

Assalto dentro de coletivo

Dois assaltantes entraram em um ônibus que faz a linha Cohatrac/Rodoviária na noite dessa quinta-feira (13), na avenida Getúlio Vargas, no Monte Castelo. Após roubar pertences de passageiros, a dupla desceu do coletivo e acabou sendo capturada pela polícia.

Um deles é um adolescente que foi entregue aos pais. (Com informações do Imirante)

Juiz eleitoral barra pedido de registro e Leonardo Sá dá adeus a candidatura

Por Luís Pablo Política
 

Leonardo Sá

Leonardo Sá

O médico da cidade de Pinheiro, Leonardo Sá teve o seu sonho de ser candidato a deputado estadual por água abaixo.

O Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) indeferiu, na terça-feira (11), o pedido de registro de candidatura dele.

Na decisão, o juiz eleitoral Gustavo Araújo Vilas Boas diz que houve “ausência da certidão criminal da Justiça Estadual de 1° grau”.

Leonardo Sá não apresentou o documento previsto como condição de registrabilidade, desatendendo a resolução do Tribunal Superior Eleitoral, o que motivou o indeferimento da sua candidatura.

ABAIXO A DECISÃO DO JUIZ ELEITORAL:

Toca Serra participa de café da manhã com várias lideranças em São Luís

Por Luís Pablo Política
 

Na manhã da última segunda-feira (10), o candidato a deputado estadual Toca Serra, acompanhado de sua equipe, participaram de um café da manhã com diversas lideranças na sede do Boi Encanto da Mata na comunidade da Vila Embratel, em São Luís-MA.

O convite foi formulado pela agente de saúde e líder comunitária a senhora Conceição de Maria conhecida como Dona Pimenta e, na oportunidade, as lideranças presentes ouviram atentamente as propostas de melhorias para aquela comunidade. Satisfeitos com as proposta, todos declararam apoio a Toca Serra.

FLAGRA DO DIA! Júnior Verde atende lideranças com bóton de Flavio Dino

Por Luís Pablo Política
 
Deputado Júnior Verde no seu escritório de campanha em São Luís-MA

Deputado Júnior Verde no seu escritório de campanha em São Luís-MA

O deputado estadual e candidato à reeleição Júnior Verde (PRB) tem sido um dos poucos parlamentares da base governista que defende nos seus retudos eleitores o nome de Flávio Dino.

Verde atende as lideranças com o bóton do governador no peito, em seu escritório de campanha, em São Luís-MA.

O registro foi feito na tarde de hoje, dia 13, por uma liderança de Júnior Verde que divulgou a imagem nos grupos de WhatsApp.

“Pra ser reeleito deputado e continuar presidente da Assembleia”, diz Márcio Jerry ao pedir voto para Othelino

Por Luís Pablo Política
 

O núcleo da linha de frente do governador Flávio Dino (PCdoB) já fechou questão em torno da manutenção do deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) no comando da Assembleia Legislativa do Maranhão.

Além de Flávio Dino – que em discurso disse que é preciso que Othelino continue na Presidência do Poder Legislativo, o ex-secretário e candidato a deputado federal Márcio Jerry também ressaltou a importância do parlamentar na Assembleia.

Em discurso ontem, dia 12, no bairro do João de Deus, em São Luís-MA, Jerry disse que Othelino tem que “ser reeleito deputado e continuar presidente da Assembleia.”

O ato político no João de Deus foi realizado pela vereadora Fátima Araújo em apoio aos candidatos Othelino Neto e Márcio Jerry.

Clique e veja:

Mozart Baldez tem pré-candidatura lançada e prestigiada por advogados

Por Luís Pablo Política
 

Durante um almoço no Restaurante Tasquinha, na Lagoa da Jansen, que contou com presença de centenas de advogados e advogadas, realizado nesta quarta-feira (12), marcou o lançamento da pré candidatura do advogado Mozart Baldez à presidência da seccional maranhense da OAB/MA.

No evento, o grupo a ORDEM É RECONSTRUIR, encabeçada por Baldez apresentou o grupo pronto para a disputa.